Nacional e Benfica discutem pontos na Madeira

Nacional e Benfica discutem pontos na Madeira

Nacional e Benfica discutem hoje os primeiros pontos do Grupo D da Taça da Liga, a par de Leixões e Gil Vicente. Os encarnados, que já venceram o troféu em quatro ocasiões, querem começar a competição da melhor maneira mas terão, no Estádio da Madeira, uma equipa moralizada pelos bons resultados alcançados esta época (Foto: Lusa)

vavel
VAVEL

Depois dos rivais Sporting e FC Porto terem medido forças em Alvalade, num jogo a contar para a Taça da Liga, é altura do outro «grande», o Benfica, entrar em acção numa competição que conhece bem: os encarnados levam quatro triunfos na Taça da Liga, três deles festejados sob o comando do actual timoneiro técnico, Jorge Jesus. Hoje, no Estádio da Madeira, discutir-se-ão os primeiros pontos do grupo D, e, apesar da vontade de ganhar, as «águias» deixarão no ninho lisboeta algumas peças que são usualmente fundamentais na sua manobra, casos do capitão Luisão e do médio defensivo Matic. De fora dos convocados ficou também o extremo Ivan Cavaleiro. 

O Nacional vem de um empate 0-0 em casa do líder do campeonato, o Sporting, e ocupa confortavelmente a sexta posição da Liga Zon Sagres, recebendo assim o Benfica num momento de forma claramente positivo e pleno de estabilidade. O duelo frente ao Benfica poderá tomar um papel decisivo na passagem do clube à próxima fase da competição, portanto, aspirar a uma vitória poderá mesmo ser a chave para desbloquear a passagem do Nacional à ronda a eliminar. Jogando perante o seu público, Manuel Machado terá a grande maioria dos seus jogadores disponíveis para o embate, à excepção do avançado Djaniny, que se encontra ao serviço da selecção de Cabo Verde. O lateral Zainadine estará em dúvida até à hora do jogo, mas é crível que a lesão que o tem apoquentado possa ser debelada até às 20:45, hora marcada para o encontro.

Sulejmani espreita a primeira titularidade

O Benfica viajou até à Madeira sem Luisão nem Matic, duas ausências que implicarão mudanças poucas vezes levadas a cabo: Jardel ou Steven Vitória deverão fazer dupla com Garay, enquanto no miolo as possibilidades são várias. Enzo deverá ser titular e a seu lado terá, ou o sérvio trinco Fejsa ou o regressado Amorim, que está totalmente recuperado da lesão que o afastou da competição desde o «derby» contra o Sporting. André Gomes não foi chamado. Nas extremidades do ataque encarnado deverá ocorrer, pelo menos, uma mudança: a entrada de Sulejmani para uma das faixas, o que, a acontecer, será a estreia do ex-Ajax enquanto titular, ele que foi essencial na partida de Olhão, ao desequilibrar o resultado (2-3) a favor do Benfica, através de um golo de belo efeito. 

Siqueira novamente apto, Cardozo ainda de fora

Siqueira é outra das novidades na convocatória delineada por Jorge Jesus. O defesa lateral está apto para voltar a competir, embora tenha pela frente a boa leva de jogos que o português Sílvio tem efectuado na lateral esquerda. Na frente de ataque, Jesus convocou Lima, Rodrigo e Funes Mori, perspectivando-se a utilização do argentino, que conta com escassos minutos pela equipa principal. Djuricic também será opção dentro do baralho vermelho, podendo actuar, como de costume, ao lado de um avançado puro. Cardozo continua de fora devido a uma persistente lesão nas costas. Na baliza, Artur ficou de fora do leque de seleccionados, dando lugar ao jovem Miguel Santos, que faz a sua estreia absoluta no plantel principal.

Na linha da saída parece estar o extremo holandês Ola John, sumido da equipa principal há longas semanas e de novo preterido no regresso à competição. O extremo parece cada vez mais um jogador alheio ao futuro do Benfica, e na imprensa dá-se conta da vontade do Ajax em conseguir resgatar Ola John de volta para a Holanda. 

Nacional sem Mateus e com Zainadine em dúvida

O avançado Mateus, habitual companheiro de Róndon no ataque nacionalista, não será opção para a partida pois está de malas aviadas para Angola, onde irá representar o 1º de Agosto. Zainadine estará em dúvida até à hora da partida, ao passo que o ex-benfiquista Djaniny estará nas lides internacionais, representando a selecção cabo-verdiana. Manuel Machado deverá apostar no seu onze regular, apostando na solidez de GhazalClaudemir, na imprevisibilidade de Candeias e em Diego Barcellos e Rondón para ameaçar a defensiva encarnada. Jorge Jesus já deixou de sobreaviso a sua equipa, relembrando que o Nacional já custou, tanto a FC Porto como a Sporting, dois pontos no contexto do campeonato nacional: 1-1 no empate contra o FC Porto, e 0-0 em Alvalade, na última jornada da Liga. Já Manuel Machado, aludiu ao «acidente» na Taça de Portugal (eliminação contra o Santa Maria) para reforçar a importância da Taça da Liga: «Vamos tentar reabilitar a imagem, numa prova que é complementar», afirmou. 

Onzes prováveis:

  

VAVEL Logo