«Jogadores Revelação» da primeira metade da época
William tem sido um dos grandes destaques do campeonato

«Jogadores Revelação» da primeira metade da época

Está terminada a primeira volta da Liga Zon Sagres 2013/2014 e como não poderia deixar de ser, existiram jogadores que se destacaram pelas suas boas exibições e caíram "nas boas graças" dos adeptos da sua equipa e dos adeptos do Futebol em Geral. Após votação na redacção do Vavel, foram apurados cinco jogadores dignos do nosso destaque.

pedro-duarte
Pedro Oliveira Duarte

O Campeonato Português é sem dúvida um campeonato recheado de talentos,aquilo que muitos jogadores e clubes estrangeiros apelidam de "montra", à qual vêm buscar talentos emergentes e com possibilidades de singrar ao mais alto nível. A primeira volta do campeonato que há poucos dias terminou foi bastante competitiva e houve clubes que sem dúvida se destacaram, muito por influência de um ou dois jogadores-chave que têm apresentado um rendimento alto, enquadrando-se num conjunto de agradáveis "revelações". Para a redacção do Vavel Portugal, os cinco nomes que merecem este destaque são: William Carvalho (Sporting), Fredy Montero (Sporting), Rafa (Braga), Adrien (Sporting) e Diogo Viana (Gil Vicente)

William Carvalho: O médio defensivo refinado que esteve próximo de ser dispensado 

Actualmente, o nome do jovem médio do Sporting não passa despercebido a ninguém, fruto daquilo que veio sendo demonstrado durante os últimos meses. Ao que tudo indicava, Rinaudo, capitão de equipa e jogador muito acarinhado pelos adeptos leoninos era o dono indiscutível do meio-campo defensivo do Sporting. Contudo, a chegada de Leonardo Jardim ao comando dos destinos do Leão perspectivou algo diferente: a inclusão de William Carvalho no seu lugar. William, que esteve emprestado na última época ao Cercle Brugge, esteve muito próximo de ser dispensado dos quadros do Sporting caso o treinador Madeirense não tivesse "resgatado". A verdade é que a aposta de Jardim, mostrou-se correcta: aos poucos o jovem jogador luso foi mostrando aquilo de que era capaz e apaixonou os adeptos do Sporting. Durante esta primeira volta, teve sempre um rendimento altíssimo em todos os jogos e mostrou uma maturidade muito acima da média em todos os jogos. Comparado a jogadores como Patrick Vieira e Yaya Touré, este possante médio defensivo do Sporting tem qualidade ímpares, das quais se destacam a visão de jogo, a capacidade de recuperar bolas e o passe tanto curto como longo. William Carvalho é o jogador que equilibra a turma de Alvalade e tem sido associado a colossos europeus como Arsenal e Manchester United.

Fredy Montero: Colombianos bem sucedidos em Portugal, "take 3"

Fredy Montero é mais um nome sonante da equipa do Sporting. Chegou por empréstimo dos americanos do Seattle Sounders, com opção de compra no final da época, que se pensa vir a ser exercida. Nos últimos anos temos sido habituados a ver jogar em Portugal pontas de lança colombianos de grande qualidade, com destaque claro para Radamel Falcão (agora no Mónaco) e Jackson Martinez (FCPorto), e Montero não tem sido excepção. Os números assim o dizem: 13 golos em 15 jogos para o campeonato fazem dele o melhor marcador da Liga Zon Sagres até ao momento. 

Dotado de uma técnica elevada e de uma mobilidade que lhe permite aparecer inesperadamente em zonas de perigo, o camisola 17 do Sporting tem sem dúvida faro para o golo e tem sido o grande destaque da equipa no último terço do terreno. Estes jogadores vivem dos golos e Montero, na sua época de estreia na Europa tem deixado todos surpreendidos, sendo cada vez mais, alvo de apertadas marcações individuais pelos defesas adversários.

Rafa: Rotulado de prodígio, confirma as expectativas

Rafael Silva, jovem jogador de apenas 20 anos foi protagonista de uma "novela de Verão" entre Braga e Sporting. Vindo dos escalões de formação do Feirense, o Braga parecia ter garantido a sua compra. No entanto, o Sporting "intrometeu-se" e tentou contratar o jogador numa tentativa que se revelou infrutífera para os leões.

Este jovem médio, que enverga a camisola número 18 no Braga, tem sido colocado por Jesualdo Ferreira a extremo e não tem desapontado, apesar de ser um "dez" de raíz. Com apenas 1.70m, o jovem jogador bracarense delicia os adeptos do clube pela sua técnica, velocidade e capacidade explosiva que fazem antever um enorme talento e a possibilidade de um elevado encaixe financeiro caso o clube o venda. É claramente um dos destaques desta primeira volta, pelas suas exibições num Braga mais "apagado" do que em épocas anteriores, sendo ele quem catapulta a sua equipa para a frente com jogadas perigosas e cruzamentos milimétricos como aquele que se viu há dias atrás para golo de Rucescu.

Adrien Silva: de mal-amado a guerreiro acarinhado 

A história de Adrien Silva no Sporting já conheceu vários momentos diferentes: produto emergente da Academia na "era Paulo Bento", era um dos jogadores em quem mais esperanças eram depositadas. Com o intuito de ganhar experiência, foi emprestado a clubes estrangeiros e mais tarde à Académica onde realizou uma notável temporada 2011/2012. O seu regresso a Alvalade foi conturbado, não só por toda a polémica que envolveu a sua renovação como também pela fraca temporada que o Sporting realizou na época transacta. Adrien passou a auferir um salário na ordem do milhão de euros anual e os adeptos colocaram as expetativas altas para um jogador que à semelhança de toda a equipa, decepcionou. Contudo esta época revelou-se diferente. O Sporting parece renovado e o camisola 23 não foge à regra. Se William Carvalho equilibra a equipa do Sporting, pois então Adrien "carrega-a" para a frente, dá força e agressividade ao meio-campo, recupera e disputa cada bola como se fosse a última, cria situações de perigo, isola colegas "na cara" do golo e é claramente um exemplo da garra que tanto se pedia aos jogadores leoninos. Adrien é claramente um elemento "mais" na equipa, tem sido de uma regularidade exbicional que ainda não tinha sido vista e tem sido sem dúvida uma revelação. É agora um dos jogadores de eleição para adeptos em Alvalade.

Diogo Viana: Promessa vinda de Alcochete parece agora despontar

Corria a temporada de 2008/2009 e o Sporting contratava Hélder Postiga ao FCPorto. Com esta compra, a direção de Soares Franco utilizou como "moeda de troca" Diogo Viana, um miúdo a quem todos perspectivavam um auspicioso futuro. Com a sua chegada ao clube da invicta, foi integrado na equipa de juniores, tendo sido utilizado uma vez no plantel principal num jogo contra o Vitória de Setúbal. Seguiram-se mais tarde empréstimos até que chega a título definitivo ao Penafiel, de onde sai para jogar no Gil na temporada que agora corre. E efectivamente, parece que a "aposta" da equipa de João de Deus tem sido ganha. Diogo Viana começa finalmente a despontar e a surgir em bom plano exibicional. Este extremo de 23 anos tem assinado boas exibições pelos Gilistas e assinou também há cerca de dois meses a sua renovação, passando a estar protegido por uma cláusula de rescisão cifrada nos 5 milhões de euros (uma das mais elevadas no Gil Vicente). As boas exibições do jovem jogador também não têm passado despercebidas no estrangeiro, nomeadamente em Inglaterra, onde já foi associado, por exemplo, ao Everton.

VAVEL Logo