Benfica retém liderança na jornada 16
Rodrigo marcou os dois golos da vitória do Benfica frente ao Marítimo (Foto: LUSA)

17 golos em 3 dias. Estes são os números que marcam a jornada 16 da Liga Zon Sagres. Uma jornada que fez com que o Benfica regressa-se à liderança depois da vitória frente ao Futebol Clube do Porto e do empate do Sporting frente o Estoril na jornada passada.

A luta pela Europa

A primeira jornada de 2014 trouxe não só a equipa da luz ao primeiro lugar, como grandes novidades ao longo da tabela. O Vitória de Guimarães alcançar o O Vitória de Guimarães foi até olhou e trouxe de lá 3 pontos (Foto:LUSA)Estoril depois de uma vitória frente ao Olhanense por uma bola a zero e de um empate dos canarinhos na Madeira frente ao Nacional (recuperação notável do Nacional com golos de Claudemir e Reginaldo a anular o 2-0 do Estoril), já o Paços de Ferreira foi até Braga empatar com a equipa de Jesualdo Ferreira por um igual, mas ainda assim permanece no fundo da linha de água. Bebé assinou um golo (o tento do empate) de bandeira, arrancando 1 ponto na corrida pela manutenção na Liga Zon Sagres.

A luta pelo 9º lugar foi conseguida com uma vitória da Académica ao Gil Vicente pela margem mínima, um resultado pobre mas que faz acreditar na presença Europeia na próxima época. O Belenenses foi até Vila do Conde e viu a sua viagem perder a orientação quando voltou para Lisboa com menos 3 pontos, fruto de um golo apontado pelo médio Luiz Gustavo aos 89 minutos. Contas feitas, a grande novidade está na subida da equipa de Guimarães, que, apesar de ter os mesmos pontos que Estoril, (está em 4º) subiu ao 5º lugar com 26 pontos depois da vitória em Olhão, ultrapassando o Nacional.

3 Grandes, 3 vitórias

No topo da tabela as coisas continuam bastante equilibradas. Apesar de a equipa de Paulo Fonseca ter perdido ter pontos na deslocação à luz, depressa os recuperou. Jorge Jesus fez o trabalho de casa e, sem Óscar Cardozo, foi Rodrigo o menino de ouro. O hispano-brasileiro foi o jogador de destaque do onze do Benfica ao marcar os dois golos que garantiram a vitória dos encarnados e que fizeram guardar o primeiro lugar durante mais uma semana. Já o Sporting não perde de vista os adversários e apesar do terreno difícil que encontrou em Arouca trouxe mais 3 pontos para Lisboa.

A equipa de Leonardo Jardim foi a primeira a inaugurar a segunda metade do campeonato. A goleada na primeira mão frente ao Arouca fazia prever que seria, de novo, Fredy Montero a fazer os leões guardarem três pontos, mas engane-se quem assim pensa. Bruno Amaro voltou a marcar a Rui Patrício e acabou assim com a invencibilidade que o Sporting mantinha há mais de 8 jogos. O terreno era complicado, ainda assim foi o lateral-esquerdo Marcos Rojo que marcou o golo do empate. Tudo indicava que a equipa leonina acabaria mais uma jornada com um empate, o que não aconteceu. Ao minuto 53 Leonardo Jardim faz sair Diego Capel e manda entrar Slimani que, depois de 2 ameaças, fez o golo que garantiu a vitória do Sporting. Um resultado que punha o Sporting no primeiro lugar da tabela com um ponto a mais que o Benfica que iria receber a equipa do Marítimo.

A avaliar pelo resultado da primeira volta, os encarnados poderiam ter a vida complicada frente ao Marítimo. Jorge Jesus preparou a equipa e substituiu Artur pelo invencível Oblak e achou que para o apoio a Rodrigo, Markovic, Lima e Gaitan bastavam. Uma escolha acertada do treinador do Benfica que viu ao minuto 19 o primeiro golo da partida. Depois uma fabulosa jogada de Gaitan a bola ainda passou por Igor Rossi, mas sobrou para Rodrigo que em remate e de primeira não deu hipóteses ao guarda-redes da equipa da Madeira. Estava feito o primeiro. E ainda antes do final da primeira parte…. o bis. Depois de um grande erro da defesa do Marítimo, Markovic agarrou na bola e desmarcou Rodrigo, que aproveitou e seguiu com a bola. De caras para o guarda-redes, o jogador do Benfica rematou para o fundo da baliza. Estava feito o resultado final e o Benfica está novamente no primeiro lugar da tabela. Ainda de salientar as duas grandes defesas de Oblak em menos de um minuto. Derley rematou, Oblak defendeu, e na marcação de um canto foi a vez de Bruno Rocha ver o seu remate ser travado pelo guarda-redes do Benfica. Uma vitória fácil do Sport Lisboa e Benfica perante um Marítimo que pareceu muito apagado.

Apagado foi o jogo do Futebol Clube do Porto. Apesar da vitória sobre a equipa o Vitória de Setúbal, a equipa de Paulo Fonseca não jogou com o brilhantismo a que nos tem habituado. Com Ricardo Quaresma a titular pela primeira vez num jogo da Liga Zon Sagres, o Porto tinha tudo para golear o pequenino Setúbal. Carlos Eduardo, Jackson e Silvestre Varela também entraram e foi deles o resultado final. Ao minuto 11 e depois de uma ajuda de Ricardo Quaresma, o conterrâneo de Fredy Montero limitou-se a rematar para o fundo da baliza. Estava feito o primeiro. Um lance com muitas culpas para a defesa do Sul do país, mas que Jackson aproveitou para poder igualar o jogador do Sporting. Quaresma ainda ameaçou por duas vezes, mas foi de Varela o segundo golo. Corria o minuto 35 quando o extremo pegou na bola e à boca da grande área fez um remate de pé esquerdo. A velocidade certa e a bola bem colocada não deram hipóteses a Kieszek. Durante toda a segunda parte, o Porto teve um jogo bastante apagado, faltou velocidade e concentração aos pupilos de Paulo Fonseca. Contudo, a 3 minutos dos 90 foi a vez de Carlos Eduardo pôr a bola no fundo da baliza. Um remate de primeira e disparado à boca da área, que deixou o guarda-redes sadino sem qualquer hipótese de defesa. Mais uma vitória para o Futebol Clube do Porto que apesar dos 3 pontos alcançados não fez uma exibição brilhante.

Contas feitas, o Sport Lisboa e Benfica lidera o campeonato com 39 pontos, seguido do Sporting com 37 e em terceiro o Futebol Clube do Porto com 36. A 17ª jornada promete mais novidades e mais golos, o Benfica vai até Barcelos, o Sporting recebe a Académica e o Futebol Clube do Porto vai até à Madeira jogar com o Marítimo.

Fotos: LUSA

VAVEL Logo