Mexer a caminho dos franceses do Rennes
Mexer, de 25 anos, perto de ir jogar para a Liga Francesa (Fonte: Lusa)

Mexer a caminho dos franceses do Rennes

O internacional moçambicano está prestes a ser anunciado como reforço do Rennes. Esta transferência irá render cerca de 2 milhões ao Nacional da Madeira que perde assim uma das suas pedras basilares.

tiagolabreca
Tiago Labreca

Mexer, internacional moçambicano de 25 anos, partiu ontem para França tendo em vista a sua transferência para o 16º classificado da Liga Francesa, o Rennes, no qual actua o ponta de lança Nelson Oliveira. Depois de vários meses de observação do jogador, o Rennes colocou-se num patamar superior perante o interesse de outros clubes ingleses e espanhóis, particularmente devido ao facto de terem ido ao encontro do que o Nacional da Madeira pretendia financeiramente, os já referidos 2 milhões de euros.

As actuações recentes do defesa central moçambicano despertaram o interesse do clube francês sendo que os seus dirigentes ficaram bastante convencidos que Mexer seria a escolha certa para colmatar a ausência do lesionado central camaronês Kana-Biyik.

Dar um passo atrás para dar dois à frente

Em 2010, o Sporting anunciou a contratação de um defesa central jovem e promissor que se poderia afirmar na equipa principal como um diamante em bruto. Mexer estava pronto para dar o salto, depois de vários anos no Desportivo de Maputo. A verdade é que foi díficil a adaptação a uma grande equipa como o Sporting. O moçambicano fez muito poucos jogos e estava completamente "tapado" na equipa por Tonel, Polga e Daniel Carriço. Avizinhava-se tempos díficeis para Mexer que mesmo sem jogar no Sporting participou, e foi titular na seleção moçambicana, na CAN 2010.

O caminho mais prevísivel tornou-se o empréstimo do jogador para o Olhanense onde poderia amadurecer e jogar mais regularmente de modo a surgir mais tarde no plantel da equipa principal do Sporting. Dois anos foi o tempo que passou no clube algarvio, com exibições de bom nível e com muitos minutos de jogo. A solidez do seu jogo valeu-lhe uma ida a título definitivo para a Choupana, onde iria exibir as suas melhores capacidades pelo Nacional.

Um ano e meio, titularidade indiscutível no eixo da defesa do Nacional, pedra basilar na estratégia de Manuel Machado e um dos maiores talentos da equipa madeirense que conseguia anular jogadores como por exemplo Montero ou Lima devido à sua imponência e rapidez. Todas estas qualidades chamaram vários olheiros de bons clubes europeus que começaram no príncipio do ano a avaliar as exibições de Mexer.

Reading e Rennes eram os principais, mas foram os franceses que avançaram na contratação do central moçambicano que já se encontra em França a realizar os exames médicos que antecipam a oficialização da transferência. Depois de um íncio conturbado na Europa em que se encontrava tapado e sem grandes oportunidades de se afirmar, Mexer conseguiu demonstrar o seu potencial no Nacional o que lhe valeu uma ida para o campeonato francês. É mais uma promessa do futebol português a abandonar os relvados nacionais em busca de algo mais competitivo.

VAVEL Logo