628 minutos de ineficácia leonina na Luz, em jogos da Liga
O Sporting não marca na Luz há mais de 600 minutos em jogos para o campeonato (foto: Isabel Cutileiro)

A 29 de Abril de 2007, corria o minuto 2 do derby quando o «levezinho» fez o golo que punha o Sporting na frente do marcador. O jogo acabaria empatado com um golo de Micolli aos 45 minutos. Esta foi a última vez que o Sporting marcou na baliza encarnada para o campeonato português. Já lá vão 628 minutos de jogo. Desde essa altura, o Benfica já conta com cinco vitórias e dois empates em casa. Números que podem ser assustadores, mas que mostram a ineficácia da equipa leonina frente aos encarnados a jogar em casa.

Onde estão os golos ?

Se há coisa que não tem aparecido do lado verde e branco quando jogam na Luz são os golos. No último derby para o campeonato, Sporting e Benfica encontram-se em Alvalade, mas o resultado não foi além de um empate a uma bola, com golos de Montero e Markovic.

Fredy Montero é o melhor marcador do Sporting e os adeptos leoninos esperam que seja desta que o colombiano deixe de lado a greve aos golos e que garanta uma vitória frente ao rival que acabará por levar o Sporting ao primeiro lugar da tabela classificativa. Caso a equipa de Leonardo Jardim não conseguia trazer pontos para casa, o Sporting estará então a enfrentar a sexta derrota consecutiva no Estádio da Luz. Igualando o pior registo de sempre da sua história (1942-47). Liédson, terror das balizas encarnadas, reinou durante anos como goleador supremo do clube de Alvalade, fazendo dos golos ao Benfica um habitual gosto predador. No Domingo, Montero toma-lhe o lugar: o colombiano vem de uma seca de 7 jogos mas conta com 13 golos apontados em toda a época. Ainda assim, a tarefa afigura-se difícil, dada a incapacidade leonina em marcar ao Benfica, na Luz, em jogos da Liga.

Sem William e sem Jefferson, que alternativas?

William Carvalho está de castigo e terá mesmo de ficar de fora das escolhas de Leonardo Jardim para o jogo com o Benfica, por acumulação de amarelos. O meio-campo do Sporting fica assim mais frágil na deslocação à Luz e a única opção que Leonardo Jardim poderá ter será a chamada do nazareno Ricardo Esgaio ou a de Vítor Silva para ocupar o lugar da estrela leonina. No entanto, a alternativa mais ventilada tem sido a de Eric Dier, que tem grandes probabilidades de tomar conta da zona defensiva do meio-campo, atrás de Adrien e André Martins.(foto:SuperSporting)

É certo que o novo reforço do Sporting, Shikabala, também poderia ser opção, mas na última conferência de imprensa e depois do empate frente à Académica, o treinador do Sporting disse que o egípcio ainda tem «de se adaptar ao futebol português. Portanto só dentro de 2 a 3 semanas é que poderá ser opção

Também Jefferson está fora das escolhas, mas por lesão. O defesa do Sporting fez uma entorse no tornozelo esquerdo e não foi divulgado o tempo de paragem do jogador. Apesar de poder escolher entre Dier e Ivan Píris, o treinador leonino tem a consciência que estes dois jogadores não são iguais a Jefferson. O muro de Rui Patrício tem sido quase sempre o mesmo e com algumas alterações, mesmo que sejam por motivos de força maior, já se nota a falta de um destes jogadores. Principalmente de Jefferson. O brasileiro faz um excelente trabalho no quarteto defensivo e ainda dá apoio aos avançados, coisa que Eric Dier e Ivan Píris ainda não conseguem fazer pela falta de minutos em campo.

Os apitos polémicos

Desde que Bruno de Carvalho assumiu o mais alto cargo de Alvalade, em Março do ano passado, que as arbitragens nos «derbies» têm dado que falar. Três jogos e três árbitros criticados. Duas vitórias encarnadas e um empate em Alvalade: 2-0 na Luz a 21 de Abril de 2013, 1-1 em Alvalade a 31 de Agosto e o fogoso 4-3 na Luz, a contar para a Taça. Jogos apitados por João Capela, Hugo Miguel e Duarte Gomes, os três jogos mereceram as mais duras críticas por parte da SAD leonina. Para o jogo de Domingo a escolha ainda não foi divulgada, mas a SAD leonina já fez saber que quer «alguém com o perfil correcto». De acordo com o antigo árbitro Paulo Paraty «existem quatro nomes que estão em condições para apitar o derby: Olegário Benquerença, Jorge Sousa, Carlos Xistra e Marco Ferreira».

Para o antigo juiz, Marco Ferreira e Jorge Sousa seriam as duas escolhas a fazer «Marco Ferreira fez um excelente derby a época passada e Jorge Sousa seria o natural escolhido. Mas não sei até que ponto as queixas de um clube podem influenciar a escolha». Quando fala das queixas, Paraty fala não do Sporting, mas do Benfica. Os encarnados já conhecem Jorge Sousa de outras paragens e já contam com razões de queixa depois da derrota frente ao Marítimo por 2-1. A decisão será conhecida amanhã e espera-se que quer Sporting, quer Benfica, não continuem com as crónicas críticas depois do jogo de Domingo.

VAVEL Logo