Jogadores portistas condenados na Justiça
Resquícios de um clássico agressivo (Foto: Pedro Araújo Pina)

A data remonta a dia 20 de Dezembro de 2009, numa noite emotiva e nervosa, onde a adrenalina correu à flor da pele. Benfica e FC Porto defrontaram-se na Luz, e, para além do embate exaltado dentro do relvado, os ânimos irrefreáveis prolongaram-se para lá das quatro linhas de cal do tapete verde benfiquista, indo desembocar no túnel de acesso aos balneários. Dos desacatos, parte deles captados pelas câmaras de vigilância do estádio, resultaram acusações a cinco jogadores portistas, por agressão a dois dos stewards presentes no túnel: Sandro Correia e Ricardo Silva. 

Hoje, a decisão do Tribunal Criminal de Lisboa foi finalmente conhecida, tendo o organismo judicial declarado os cinco futebolistas culpados das acusações que sobre eles recaiam. Assim sendo, o guarda-redes Helton, o lateral uruguaio Fucile (os únicos ainda ao serviço do FC Porto), o romeno Sapunaru, o extremo Cristian Rodríguez e o brasileiro Hulk, terão de pagar ressarcimentos no valor de várias dezenas de milhares de euros, quantias que, segundo os dois queixosos, serão doadas a instituições de solidariedade social. Com base em testemunhos e videogravações do sucedido, Sapunaru foi acusado de dois crimes de ofensa à integridade física, enquanto os restantes foram indiciados, cada um, por um crime de agressão simples - o veredicto considerou todos eles culpados, facto que gerou espanto na direcção portista.

visaodemercado.blogspot.pt

Jogadores vão «apresentar recurso»

O FC Porto, emitiu prontamente um comunicado oficial, colocando-se ao lado dos futebolistas e demonstrando total apoio perante a situação jurídica do mesmos: «O FC Porto expressa solidariedade com os atletas, que já deram instruções ao gabinete de advogados que os representa para apresentar recurso», pode-se ler no site oficial do clube azul e branco. Além do voto de solidariedade, o clube veicula a sua incompreensão perante a decisão tomada pela Justiça, aludindo ao comportamento provocatório dos stewards: «A primeira instância reconheceu a atitude provocatória dos stewards (...) mas, infelizmente, não a considerou atenuante».

Jogo de nervos, chuva e polémica

O dia 20 de Dezembro de 2009 acolheu o clássico fervoroso entre Benfica e FC Porto, com as duas equipas numa acesa luta pelo topo da classificação da Liga portuguesa. Dia de queda de água torrencial, na Luz jogou-se uma partida de raça e abnegação, num relvado perto dos seus limites de retenção e escoamento de água. Um golo de Saviola fez a Luz explodir de alegria, acabando o duelo por terminar 1-0. A polémica seguir-se-ia, dias a fio, depois meses, fervilhando a dita querela numa ebulição prolongada, devido aos castigos desportivos de Hulk e Sapunaru, que tanta censura provocaram por parte dos adeptos do «Dragão».

soudeumclubelutador.blogspot.pt

VAVEL Logo