A melhor fuga é para a frente

A melhor fuga é para a frente

Na 20ª jornada da Liga Zon Sagres, é altura do líder receber o sexto classificado. Na Luz, o Benfica enfrentará o Vitória de Guimarães com os olhos postos na possibilidade de aumentar para 7 pontos a vantagem sobre o rival FC Porto. Em caso de vitória, o clube encarnado reforçará a liderança e isolar-se-á ainda mais no topo do campeonato.

beatriz-goncalves
Beatriz Gonçalves

No fim de uma nova jornada, Benfica e Vitória de Guimarães reencontram-se na Luz para disputar mais três pontos. Não é novidade o facto de o Benfica procurar a vitória, mas também é certo que o sexto classificado não irá facilitar a tarefa às águias - a 4 pontos do Nacional, todas os pontos são necessários aos vimaranenses para conseguirem chegar ao 5º lugar, de forma a ser possível alcançar a posição necessária à participação nas competições internacionais. Mas pela frente terá uma equipa desejosa de materializar em 7 pontos a derrota inesperada do rival FC Porto em pleno Estádio do Dragão, diante do Estoril. O Benfica poderá, em caso de vitória, dar uma significativa machadada nas pretensões do FC Porto em chegar ao tetra-campeonato, deixando o clube portista numa situação pontual delicada, além da nervoso panorama técnico, onde a saída de Paulo Fonseca pode acontecer a qualquer momento. É caso para dizer que a melhor fuga para o Benfica será feita para a frente, conquistando os três pontos que permitam fugir ainda mais os rivais que o perseguem na tabela.

No que ao Guimarães diz respeito, qualquer vitória é essencial. Com adversários complicados pela frente, a equipa de Rui Vitória diz apresentar-se «confiante para este jogo», dentro das suas «possibilidades e limitações», num jogo em que a sua equipa pretende «reconhecer as mais-valias do adversário» de forma a atingir um "bom resultado". Rui Vitória acrescentou ainda que «são estas partidas que motivam uma grande vibração», deixando evidente a expectativa dos seus jogadores perante o desafio em causa.

Benfica com ausências notáveis

A equipa da casa defronta-se com duas ausências significativas no seu onze inicial - por excederem os amarelos permitidos, Gaitán e Maxi Pereira não farão parte dos convocados para a partida. Para os substituir, Jesus deverá voltar a colocar Sílvio junto dos titulares, bem como provavelmente optar por oferecer a titularidade a Sulejmani de forma a não alterar a habitual táctica inicial da equipa. Se assim for, o sérvio estrear-se-á em jogos da Liga na condição de titular.

Em contrapartida, Jorge Jesus poderá contar com Salvio, Garay e Cardozo, sendo que os dois últimos estavam em dúvida devido a lesão. Salvio e Cardozo, contudo, não deverão fazer parte do onze inicial, sendo mais provável apresentarem-se como reforços a serem introduzidos na equipa ao longo da partida. Relativamente à sensível situação de Salvio, o técnico do Benfica constatou que este teria de ir com calma, sendo «integrado pouco a pouco» na equipa devido à lesão grave que sofreu, já que o jogador não terá «condições para ser opção nos primeiros jogos». Não fica de parte, contudo, a utilização do mesmo durante a partida. 

Guimarães com situação antagónica

Para defrontar aquela que o técnico vimaranense definiu como a «equipa mais forte do campeonato», a equipa nortenha vê-se de novo perante a ausência de Kanu, que continua a efectuar tratamento para a sua lesão e que, por isso, não será sequer hipótese na convocatória de Rui Vitória. André também será uma relevante ausência para a sua equipa - depois de receber o quinto amarelo na jornada passada, não poderá auxiliar os companheiros numa partida tão importante. Apresenta-se assim uma situação grave para a equipa, sendo contudo contrabalançada por Leonel Olímpio - o jogador está de volta aos relvados depois de cumprir o devido castigo, podendo e devendo ser integrado na escolha do técnico e equilibrando a desvantagem proveniente das anteriores ausências.

Com excepção das ausências registadas, e o regresso de Olímpio, o onze inicial não deverá sofrer diferenças relevantes, já que o treinador procurará os seus melhores jogadores para defrontar o difícil adversário. A táctica deverá assim permanecer o 4-3-3 habitual, com Tomané a encabeçar o ataque vimaranense e Douglas a defender com afinco as redes da equipa. 

Onzes iniciais prováveis

 

 

 

 

VAVEL Logo