1-0, MIN 56, JACKSON MARTÍNEZ
Porto x Nápoles, directo

Porto x Nápoles, directo

francisco-dias
Francisco Dias
PortoHELTON, DANILO, MANGALA, MAICON, ALEX SANDRO, FERNANDO, DEFOUR (HERRERA, MIN. 87), CARLOS EDUARDO (QUINTERO, MIN. 67), VARELA (GHILAS, MIN. 71), QUARESMA, JACKSON.
NápolesREINA, RÉVEILLÈRE, ALBIOL, BRITOS, GHOULAM; HENRIQUE, BEHRAMI, CALLEJÓN (PANDEV, MIN. 79), HAMŠÍK (MERTENS, MIN. 74), INSIGNE, HIGUAÍN (DÚVAN ZAPATA, MIN. 83) .
ÁRBITROPAVEL KRALOVEC (REP CHECA). AMARELADOS: RÉVEILLÈRE (MIN59); ALEX SANDRO (MIN68); BEHRAMI (MIN71).
INCIDENCIASOITAVOS DE FINAL LIGA EUROPA

Termina assim mais uma emissão empolgante do VAVEL Portugal depois de termos acompanhado todas as emoções e todos os lances do Porto 1 Nápoles 0. Nesta 1ª mão vale o golo de Jackson que permite aos dragões encarar o jogo em Itália com tranquilidade uma vez que não sofreu golos em casa. Do nosso lado é tudo e não perca na próxima quinta-feira, aqui no VAVEL, a 2ª mão dos oitavos de final da Liga Europa que poderá ser de festa para o FC Porto.

No 2º tempo os italianos reagiram e a sorte esteve do lado dos portistas com Híguain e Callejón a desperdiçar 3 ou 4 oportunidades claras para bater Helton. Depois do ímpeto ofensivo do Nápoles, o Porto equilibrou e ao minuto 56, Jackson Martínez com um remate fulminante, já dentro da grande área, que só terminou no fundo das redes de Pepe Reina. Até ao final da partida, o Porto fez lembrar os velhos tempos mantendo uma consistência defensiva e uma tranquilidade na abordagem aos lances que ainda não havia sido evidenciada nesta época.

A 1ª parte foi totalmente controlada pelo Porto e Fernando cumpriu 45 minutos de luxo ao controlar todo o meio campo defensivo. O belga Defour aproveitou a tranquilidade dada pelo luso brasileiro e foi um apoio importante para soltar Carlos Eduardo no meio campo ofensivo. Ao nível da exibição de Fernando esteve Quaresma e a magia do Harry Potter foi constante faltando eficácia a Jackson para o toque final. No meio campo dos dragões a dinâmica das últimas épocas parece estar de volta e a pressão alta não permitiu qualquer chance de perigo ao Nápoles.

Na estreia europeia de Luís Castro ao serviço dos campeões nacionais, o Porto fez no dragão a melhor exibição da temporadae valeu o tento solitário de Jackson para dar uma preciosa vantagem aos azuis e brancos. Em declarações ao jornalistas no final da partida, o colombiano afirmou: "Fizemos um grande jogo e com muita intensidade, a vitória é justa." Já o técnico portista reclama do golo mal anulado e reitera que a eliminatória está longe de estar garantida.

E ACABOU O JOGO NO DRAGÃO!

(Luís Castro celebra a 1ª vitória europeia no comando do Porto).

90+2' Contra a corrente de jogo, o Nápoles assusta com um cruzamento/remate de Dúvan. No entanto o lance deveria ter sido anulado por fora de jogo do napolitano.

90+3' O árbitro deu 3 minutos de desconto.

O público parece ter feito as pazes a equipa e apoia a sua formação de forma incondicional.

Estamos perto do fim e o Nápoles não parece ter argumentos para incomodar as redes de Helton. 

87' SAI: Defour, ENTRA: Herrera.

86' Mais uma jogada fantástica do tecnicista Quintero que parece ter entrado bem na partida e com um tiro bem enquadrado permite a defesa segura de Pepe Reina.

85' Falta dura sobre Jackson, o Porto esta tranquilo na partida e controla todas as operações.

83' O jogo está completamente repartido. Numa jogada de contra-golpe valeuMaicon em cima do golo a evitar o golo do empate para os napolitanos.

82' SAI: Híguain, ENTRA: Dúvan Zapata.

81' Numa jogada de contra-ataque o Porto consegue imprimir velocidade e numa jogada de insistência, Quintero esteve perto do golo por duas vezes.

O espanhol Rafa Benitez prepara-se para esgotar as alterações e vai apostar tudo nestes últimos 10 minutos, com a entrada de mais um avançado.

78' SAI: Callejón, ENTRA: Pandev.

77' O Porto parece estar confortável no encontro e instalado no meio campoitaliano e numa iniciativa interessante de Quaresma acaba por se precipitar e atirar torto.

O técnico napolitano é obrigado a retirar de jogo uma das suas principais estrelas, visto que o meio campo do Porto não tem dado hipóteses, principalmente neste 2º tempo.

73' SAI: Hamsik, ENTRA: Mertens.

71' CARTÃO AMARELO: Behrami.

71' Mas Mangala falha a emenda na sequência do livre.

71' LIVRE MUITO PERIGOSO PARA QUARESMA!!!

70' SAI: Varela, ENTRA: Ghilas.

68' Falta infantil de Alex Sandro junto à grande área, que poderá levar perigo às redes de Helton. Na sequência, o lateral que estava em risco e acaba mesmo por levar amarelo e falha assim a deslocação a Itália na 2ª mão.

68' CARTÃO AMARELO: Alex Sandro.

Com esta alteração, Luís Castro demonstra ambição em chegar ao 2º golo e com Quintero esperam-se fintas e lances de alta craveira técnica.

66' SAI: Carlos Eduaro para a ENTRADA do menino Quintero, que dispulta vários aplausos nas bancadas.

65' Remate completamente inofensivo do Nápoles, com Helton a defender sem qualquer dificuldade.

Estará para breve a 1ª alteração com o Porto em vantagem, poderá ser importante refrescar o sector intermediário, onde Carlos Eduardo e Defour tem demonstrado algum desgaste. 

59' CARTÃO AMARELO: Réveillère.

O Porto chega à vantagem numa altura que o Nápoles estava a pressionar e até com ligeira supremacia perante um Porto que beneficiou do instinto goleador de Jackson Martínez para colocar os dragões em vantagem na eliminatória. Após o golo, Porto mantém a pressão.

56' Depois de um contra-ataque bem delineado pelos dragões, a bola sobra paracha cha cha que com remate forte e bem colocado faz balançar a rede dos italianos.

56' GOLOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO DE  JACKSON MARTÍNEZ!

55' Após uma jogada confusa, Híguain recupera a bola e por pouco não inaugura o marcador do dragão.

54' MAIS UMA GRANDE OPORTUNIDADE PARA O NÁPOLES

53' Albiol cabeceia para mais uma grande defesa de Helton.

52' Passe fabuloso do mágico Hamsik que encontra Callejón solto no flanco direito e com grande cruzamento descobre Híguain para o 1º remate dos italianos em toda a partida. Com Helton a brilhar e a defender para canto.

49' A pressão do Porto intensifica-se e Ricardo Quaresma, após uma grande iniciativa, atira com perigo com a bola a passar a centímetros do poste.

46' Remate a mais de 30 metros da baliza, com Fernando a dar grande efeito ao esférico para uma estupenda intervenção de Reina.

45' Luís Castro lança para aquecimento Ghilas, Quintero e Herrera.

45' Recomeça a partida no dragão.

No segundo tempo espera-se um Porto forte nos primeiros quinze minutos, por forma a desatar o nulo que poderá ser prejudicial para o desfecho desta eliminatória que se decide em Itália na próxima semana. Se o Porto continuar com a mesma pressão alta no meio campo, o Nápoles terá dificuldades mas com o passar dos minutos o contra ataque dos napolitanos poderá intensificar-se.

Na equipa napolitana, Henrique e Behrami não têm tido jogo e não têm conseguido contrariar a supremacia do miolo dos dragões. No ataque Hamsik e Callejón têm sido os únicos elementos de destaque com algumas incursões no ataque, que têm sido de todo ineficazes perante um Insigne e Higuain totalmente apagados, com destaque para Mangala e Maicon que não concedem ao argentino qualquer espaço para rematarem. 

O Porto fez uma primeira parte segura, controlando os diferentes sectores do jogo, principalmente na pressão alta que Fernando e Defour têm exercido diante os italianos. Esta pressão alta tem permitido aos campeões nacionais que Carlos Eduardo apareça a servir os extremos, com destaque para Ricardo Quaresma  que tem tentado servir Jackson com várias jogadas de alta craveira técnica, mas o colombiano tem demonstrado uma tremenda falta de eficácia aos desperdiçar três oportunidades de golo. O guarda redes Helton tem sido um mero espectador e nem precisou de comprar bilhete, perante um Nápoles completamente inoperante nas manobras ofensivas.

TEMPO DE DESCANSO NO DRAGÃO COM 0-0 AO INTERVALO!

45+1' O árbitro dá apenas um minuto de compensação nesta 1ª parte.

45' Após o canto, Mangala comete falta atacante e passa o perigo.

44' A um minuto do intervalo, o Porto tem mais um canto a seu favor. 

43' Lance podia ter levado perigo, mas o esférico embateu na barreira azul e branca.

38' À entrada da grande área Hamsik foge à marcação de Danilo, mas diante deMangala não teve qualquer hipótese de disputar o lance.

37' À passagem do minuto 37, a partida perde intensidade como jogo a disputar-se muito no meio campo.

34' Deste livre nada resulta, com Maicon a chegar tarde ao cruzamento do Harry Potter.

33' Livre que pode levar perigo para a baliza do NápolesRicardo Quaresmaprepara-se para converter.

31' Passe em profundidade do ataque italiano com Helton a levar a melhor dianteHíguain.

30' Como esperado, Fernando está imperial na abordagem aos lances no meio campo defensivo e Hamsik não tem tido qualquer chance de transportar o jogo italiano para o ataque. E há pouco o luso brasileiro fez um grande corte.

29' Porto está instalado no meio campo napolitano, mas nos últimos 3 minutos não tem levado perigo às redes de Pepe Reina.

25' Tentativa tímida do ataque italiano, que é facilmente afastado pela defesa azul e branca.

23' A pressão exercida pelo meio campo do Porto é asfixiante e é possível denotar as diferenças impostas pelo novo técnico que está a impôr um jogo muito mais ofensivo. O Porto está claramente a cheirar o golo.

19' Grande remate de Defour para defesa apertada de Pepe Reina! Na sequência do lance, Jackson Martínez cruza para Carlos Eduardo, que introduz o esférico na baliza italiana mas inexplicavelmente o árbitro auxiliar anula um GOLO LIMPO.

18' Tentiva de cruzamento de Callejón para defesa fácil de Helton. Este jogador tem sido o único jogador com destaque de momento.

16' Falta inteligente de Defour sobre Callejón que trava o contra-ataque napolitano.

16' Dois cantos seguidos para o Porto com Quaresma a criar desiquílibrios aositalianos.

Cumpridos que estão os primeiros 15 minutos da partida, o ascendente tende para a equipa da casa, que está a impôr velocidade e boa dinâmica no meio campo.

13' Na sequência do canto, Jackson Martínez penteia a redondinha e Reina segura sem dificuldade.

13' Canto para o Porto.

11' Lance de perigo: primeira oportunidade de golo, com Carlos Eduardo a conduzir o esférico e após grande cruzamento deste Jackson remata para excelente intervenção do guarda-redes do Nápoles.

10' Nos primeiros 10 minutos da partida não há qualquer remate digno desse nome para as duas equipas.

8' Lance com relativo perigo com cruzamento de Ricardo Quaresmo, interceptado com alguma dificuldade pelo guardião Pepe Reina.

7' Falta  de Henrique sobre Carlos Eduardo.

O Nápoles parece estar a equilibrar o jogo a meio campo.

4' O ex-Real Madrid, Callejón sobe pelo flanco direito da forma como ataca, masAlex Sandro corta de forma irrepreensível. 

3' Porto parece querer comandar as operações de jogo.

1' Primeira iniciativa a pertencer a Ricardo Quaresma com o número 7 a ganhar canto para os dragões. Do canto nada resulta.

1' Rola a bola no dragão.

17:46. A equipa napolitana de Rafael Benitez está recheada de estrelas e frente aos dragões, irá apresentar algumas cautelas por se tratar de um jogo fora de casa com um duplo pivó, composto por Behrami e Henrique. Apesar das preocupações defendivas, o técnico não abdica do talentoso e distribuidor de jogo, Hamsik, que irá servir os extremos Insigne e Callejón que com uma velocidade estonteante irão apoiar o astro argentino e melhor goleador da equipa, Híguain.

17:42. Ao contrário do ex-técnico do Porto, Paulo Fonseca, Luís Castro apresenta um 4x3x3 puro, com Fernando a médio defensivo e a controlar todas as transições da defesa para o ataque, onde Defour estabele uma ponte de ligação com o número 10 (Carlos Eduardo). Por seu lado, o brasileiro irá apoiar os alas internacionais portugueses, Quaresma e Varela, que com dribles rápidos e criativos tudo farão para assistir o mortífero ponta de lança, Jackson Martínez.

17:36. Para este difícil embate frente ao Nápoles, Luís Castro mantém a aposta no onze que bateu o Arouca para o campeonato. As únicas alteração são verificadas no último reduto dos azuis e brancos, com o regresso de Alex Sandro a lateral esquerdo e a saída de Abdoulaye por indisponibilidade de alinhar nas competições europeias.

17:33. A equipa do Nápoles apresenta-se no dragão com o seguinte onze: Reina, Réveillère, Albiol, Britos, Ghoulam, Henrique, Behrami; Callejón, Hamšík, Insigne e Higuaín.

VAVEL Logo