PLACAR: 0-1, MIN. 85, BONUCCI;
Juventus a um passo das meias-finais

Juventus a um passo das meias-finais

Esta noite, no Stade de Gerland em França, a Juventus venceu o Lyon, num jogo que apesar de não muito emocionante, deixou "água na boca" para a segunda-mão que aí vem a caminho. Com resultado desfavorável, o Lyon terá que arriscar e correr atrás do resultado.

pedro-duarte
Pedro Oliveira Duarte
Olympique LyonOLYMPIQUE LYON: A. LOPES; BEDIMO, KONÉ, UMTITI, FERRI; MALBRANQUE (FEKIR 86'), GONALONS, MVUEMBA, TOLISSO; LACAZETTE (GOMIS 74'), BRIAND (NJIE 88')
JuventusJUVENTUS: BUFFON; CHIELLINI, CACERES, BONUCCI; POGBA, MARCHISIO, PIRLO, ASAMOAH, ISLA (LIECHSTEINER 78'); OSVALDO (GIOVINCO 62'), TEVEZ (VUCINIC 55')
ÁRBITROÁRBITRO: WILLIAM COLLUM (SCO) ; AMARELOS: TOLISSO MIN.41; ANTHONY LOPES, GIOVINCO MIN 69; VUCINIC MIN 92
INCIDENCIASINCIDENCIAS: LIGA EUROPA: 1ª MÃO DOS 1/4 FINAL. ESTÁDIO GERLAND

O Lyon e a Juventus defrontaram-se hoje, em jogo a contar para a primeira-mão dos Quartos de Final da Liga Europa. A equipa Italiana venceu por 0-1, alcançando assim uma importante vantagem, que a coloca perto da passagem para as Meias-Finais da competição.

Em primeira parte “durinha” ninguém saiu em vantagem

Os primeiros 45 minutos da partida não tiveram uma grande história. A Juventus, apesar de visitante, não se fez rogada e entrou a dominar o Lyon, que através de transições rápidas nas costas da defensiva italiana, ia tentando jogar. Os Italianos foram neutralizando muitas destas tentativas, e criaram a primeira situação de perigo, à passagem do minuto 5, por intermédio deCarlos Tévez. O jogo a meio-campo foi sempre muito físico, assistiu-se a algumas faltas mais duras de parte a parte, fruto da batalha que se foi exercendo pelo domínio do jogo. Nos últimos 20 minutos da primeira parte, a equipa da casa cresceu, e criou de seguida, aos minutos 26 e 27, duas situações de perigo para a baliza de Buffon. Contudo, nem Lyon, nem Juventus conseguiram a vantagem no marcador, deixando a promessa de mais uma segunda parte jogada com intensidade.

Lyon sufocante foi perdendo o fulgor para a matreira Juventus

Os primeiros minutos do segundo tempo pareceram uma continuação da primeira parte. O Lyon estava mais forte e mais interventivo no ataqueA defesa de Juventus chegou mesmo a passar por uns primeiros dez minutos de intenso sufoco da equipa da casa. No entanto, esse poder de fogo no ataque foi-se esfumando com o decorrer da partida e a Juventus reassumiu o “controlo das operações”.  Aos 56’ minutos, Carlos Tévez saiu por aparente lesão dando lugar a Vucinic. A equipa visitante ia atacando bem, sempre através de combinações no último terço no terreno, e chegou mesmo a introduzir a bola na baliza por intermédio do recém-entrado Giovinco. No entanto, o tento foi anulado por falta sobre Anthony Lopes, que em seguida se envolveu com o jogador italiano numa situação sancionada com amarelo para ambos.

Os últimos dez minutos da partida tornaram-se um pouco mais empolgantes: A Juventus muito subida no campo ia procurando o golo, enquanto que o Lyon, de linhas mais recuadas saía em contra-ataques perigosos. Seguiram-se alguns lances de perigo tanto de um lado como outro, mas quem acabou mesmo a saír com a vitória foi a Juventus. Ao minuto 85, na sequência de um lance repleto de ressaltos, o defesa Bonnuci rematou, “à ponta de lança” para o fundo das redes de Anthony Lopes.

Com este tento alcançado, bastou apenas à Juventus dominar o jogo até ao fim, conseguindo levar assim um resultado muito positivo para o jogo da grande decisão, em Itália.

Imagens:

http://europa-league.squawka.com/

VAVEL Logo