Nos testes no Bahrain, ainda e sempre a Mercedes
(Foto: Mercedes AMG F1 Team)

Após o GP do Bahrain, no passado domingo 6 de Abril, e com a prova chinesa a disputar-se apenas no próximo dia 20, as equipas permaneceram no Circuito Internacional de Sakhir, onde cumprem os primeiros testes durante a temporada. Depois da segunda dobradinha da temporada conquistada no deserto barainita, a Mercedes continua a mostrar-se a mais rápida em pista. Rosberg liderou o dia.

Domínio dos motores Mercedes

Com 1m35,667s, Nico Rosberg foi o mais rápido do dia, mas também quem de mais oportunidades dispôs para o fazer, já que o alemão completou umas alucinantes 121 voltas ao traçado (praticamente duas vezes a distância de corrida em Sakhir). O companheiro de Hamilton foi o único da sessão a conseguir baixar do segundo 36. O seu homónimo e compatriota Nico Hulkenberg, com 69 voltas, foi segundo, no seu Force India, equipa também alimentada por um motor Mercedes. Alonso, no seu Ferrari, e com as mesmas 69 voltas, foi o terceiro mais rápido em prova, e único dos cinco primeiros a não equipar uma unidade motriz com selo Mercedes. O espanhol ficou, porém, a praticamente 1 segundo do tempo de Rosberg.

Caterham de serviço à Pirelli

A Caterham foi a equipa designada para fazer os testes para a Pirelli, com Robin Frijns, piloto de testes da equipa inglesa, a fazer as despesas do dia. O holandês completou 63 voltas, com o 9º tempo do dia (1:40,027), antes de uma fuga no sistema hidráulico do seu monolugar obrigar a equipa a dar o dia por concluído. «Não há muito que se possa dizer sobre os pneus que usámos hoje, dado que são claramente conjuntos em desenvolvimento e, como fizemos testes para a Pirelli, não sabíamos exactamente com o que estávamos a correr.»

Para a Lotus, continua a tendência negativa. Pastor Maldonado concluiu apenas 16 voltas ao traçado, antes de novos problemas na unidade motriz da Renault ditarem a precoce reentrada nas boxes. Veremos o que o dia de hoje trará à marca britânica.

VAVEL Logo