Mau arranque não assusta McLaren
Eric Boullier foi contratado em Janeiro de 2014 à Lotus (Foto: F1 Fanatic).

Mau arranque não assusta McLaren

A McLaren continua aquém dos seus objectivos, decaindo de corrida para corrida, após a pré-temporada promissora e o segundo e terceiro lugares conquistados no GP da Austrália. Eric Boullier não está, porém, preocupado.

hugopalmeida
Hugo Picado de Almeida

Apesar do início de época muito aquém das expectativas, a McLaren continua a afirmar que não há nada «fundamentalmente errado» com a equipa. Quem o diz é Eric Boullier, director de corrida da marca inglesa.

A cada corrida, um passo atrás

A verdade é que, depois de uma pré-época promissora, que parecia querer quebrar com o fracasso de 2013, em que a McLaren não conseguiu qualquer pódio -- a pior época para a  equipa desde 1980 --, o início de 2014 parece teimar em prolongar o marasmo da equipa de Woking, no Reino Unido.

E se a primeira prova da temporada parecia dar razão a esta visão, com o segundo lugar de Magnussen e o terceiro de Button (após desclassificação de Ricciardo), desde então a equipa tem decaído de corrida para corrida. Na Malásia, o inglês foi sexto e Magnussen nono. No Bahrain, o dinamarquês abandonou e Button não foi além de 17º. Na última prova, em Shanghai, Button foi 11º e Magnussen 13º.

Novas peças para correr atrás do prejuízo

Eric Boullier afirmou que a equipa tem vários conjuntos de peças desenvolvidas para a breve trecho aplicar nos seus monolugares, devendo estrear algumas já no GP de Espanha, em Maio. A equipa inglesa não revelou ainda que áreas escolheu melhorar primeiro, mas o pacote de desenvolvimento que usará no circuito de Barcelona foi descrito pelo director da McLaren como «muito interessante», e pensa-se que deverá incidir sobre a aerodinâmica do seu monolugar, uma vez que o próprio Boullier afirmou que muito trabalho tem sido desenvolvido no túnel de vento, com resultados muito bons.

Mas ainda que afirme que o trabalho que a equipa está a desenvolver seja muito positivo, e que acredite que «vamos [McLaren] ser capazes de continuar a puxar e a trabalhar muito agressiva e fortemente durante o resto da temporada», os objectivos da marca são relativamente modestos: «Temos de acreditar que podemos ganhar uma corrida.»

VAVEL Logo