Juventus x Benfica, Liga Europa

Juventus x Benfica, Liga Europa

beatriz-goncalves
Beatriz Gonçalves
JuventusBuffon; Cáceres, Bonucci (Giovinco, 73') e Chiellini; Lichtsteiner, Vidal (Marchisio, 79'), Pirlo, Pogba e Asamoah; Llorente (Osvaldo, 79') e Tevez.
BenficaOblak; Maxi Pereira, Luisão, Garay e Siqueira; Markovic (Sulejmani, 84'), Ruben Amorim, Enzo Perez (66' - expulso) e Gaitán (Salvio, 77'); Lima e Rodrigo (André Almeida, 68').
ÁRBITROMark Clattenburg. Amarelados: Rodrigo (56'), Enzo Pérez (60'; 66'), Asamoah (64'), Oblak (81'), Salvio (90'). Expulsões fora de campo: Vucinic (88') e Markovic (88')
INCIDENCIAS2ª mão da meia-final da Liga Europa.
Live LoaderVAVEL Live SmallLive Match

Da nossa parte, resta agradecer a sua presença e esperar por uma próxima!

22:15. Após um jogo muito sofrido, Benfica passa à final da Liga Europa pelo segundo ano consecutivo, acabando o jogo a jogar apenas com 9. A Juventus não soube aproveitar a vantagem numérica, apenas marcando em posição irregular, o que valeu a anulação do golo. Destaque para Oblak, que conseguiu manter as redes das águias intactas, bem como para um bom ataque da Juventus, ainda que lhe faltasse a eficiência desejada. A segunda parte marca-se então pela recuperação do Benfica, que ainda assim enfrentou dificuldades, mas que as superou, conseguindo o apuramento e fazendo a festa no estádio onde estará de novo dia 14 de Maio. 

FIM DO JOGO EM TURIM, APURA-SE O BENFICA PARA A FINAL DA LIGA EUROPA.

90+7'. Garay entra de maca no balneário. Poderá ser grave a lesão. 

90+7'. Falta sobre Lima perto da área. Livre para o Benfica. 

90+5'. Cartão amarelo para Salvio, que desviou com a mão. Não poderá jogar na final, caso o Benfica passe. 

90+3'. Nova defesa de Oblak a remate de Tevez! Aguenta tudo o guarda-redes do Benfica. 

90+2'. Jogár-se-ão seis minutos de compensação. 

90'. Garay está a ser assistido pela equipa médica, depois de levar um pontapé na cara de Pogba que o pôs a sangrar. O jogador é obrigado a sair de campo. Benfica jogará temporariamente com nove. 

88'. Confusão no banco. Foi expulso Vucinic devido ao incidente, bem como Markovic. Nenhum dos jogadores poderá marcar posição na final, caso as respetivas equipas passem. 

87'. Falta sobre Sulejmani, que fica caído no chão. 

86'. Substituição no Benfica: sai Markovic, entra Sulejmani. 

84'. Markovic correu área dentro mas estava rodeado pelos defesas da Juventus, não finalizando a jogada. 

82'. Cartão amarelo para Oblak. 

82'. Era golo da Juventus mas foi assinalado o fora de jogo! Osvaldo já festejava quando o árbitro levantou a bandeirola a Pogba, que tinha feito o passe para o golo em fora de jogo. 

80'. Grande oportunidade para a Juventus! Lichsteiner teve a oportunidade, mas não soube dominar. 

79'. Substituição na Juventus: Sai Llorente, entra Osvaldo.

79'. Substituição na Juventus: Sai Vidal, entra Marchisio. 

78'. Superioridade numérica da Juventus não se mostra vantajosa, visto que os italianos ainda não criaram perigo na baliza da Oblak desde a expulsão de Perez. 

77'. Substituição no Benfica: Sai Gaitán, entra Salvio.

76'. A saída de Enzo Perez parece trazer determinação ao Benfica, que procura o ataque. 

72'. Substituição na Juventus: sai Bonucci, entra Giovinco.

70'. Oblak continua a destacar-se! A sua serenidade tem sido exemplar, efetuando excelentes defesas que em tudo contribuem para o resultado. Excelente defesa a forte remate de Tevez.

69'. Substituição no Benfica: Sai Rodrigo, entra André Almeida. 

67'. Cartão vermelho para Enzo Perez! O médio levou o segundo cartão amarelo em tentativa de recuperar a bola, levando vermelho direto em sequência. Benfica acaba o jogo com 10. 

65'. GRANDE DEFESA DE MARKOVIC! Llorente estava prestes a marcar quando Markovic interviu, impedindo o golo.

64'. Cartão amarelo para Asamoah, após falta sobre Enzo Perez. 

62'. Grande defesa de Oblak na sequência de livre para a Juventus, marcado por Pirlo! Está mais uma vez muito bem o guarda-redes do Benfica.

61'. Cartão amarelo para Enzo Perez, após falta sobre Tevez.

58'. Benfica apresenta-se claramente recuperado, aguentando significativamente melhor a pressão adversária. 

56'. Cartão Amarelo para Rodrigo. Após receber a bola de Markovic, Rodrigo correu com a bola, adiantando-a demasiado, sendo esta defendida por Buffon. O espanhol fez falta sobre o guarda redes da Juventus, atingindo-o com o pé.

54'. Benfica parece ter recuperado algum entusiasmo nesta segunda parte. Markovic também parece ter recuperado, estando a realizar uma segunda parte mais parecida com o seu estilo de jogo habitual.

52'. Luisão desvia a bola para canto após remate de Pogba. 

50'. Remate de Rodrigo, que dispara com muita força! Saiu a bola por cima da barra. Oportunidade desperdiçada para o Benfica.

49'. Falta de Llorente, assinalada por domínio da bola com o braço. Não se verifica a situação, mas a falta compensa o fora de jogo que não foi assinalado na mesma jogada. 

48'. 40 775 adeptos assistem ao jogo no estádio.

47'. Não existem quaisquer alterações nas duas equipas.

46'. Inicia-se a segunda parte, sai do Benfica.

21:00. A 2ª mão da meia final conta com uns 45 minutos iniciais emocionantes. Começou o Benfica a dominar o jogo, entrando pressionante e com garra, mas já o primeiro bloco de jogo ia a meio quando a Juventus assumiu essa mesma função, não dando espaço ao Benfica para respirar. Muito perigo foi criado na baliza de Oblak, que esteve bem nos diferentes lances. Destaque para uma Juventus ofensiva, pressionante, dominante, que muito tem ameaçado as redes da equipa de Jorge Jesus. O Benfica já teve algumas hipóteses de golo, uma delas nos minutos iniciais, mas estas em pouco se comparam com as inúmeras hipóteses não efetivadas da Juventus. 

Resta esperar pelos próximos 45 minutos, absolutamente decisivos para o apuramento da equipa finalista, para ver quais as alterações a serem levadas a cabo por ambos os treinadores. 

Intervalo em Turim.

45+1'. Ia sendo o golo da Juventus!! Luisão impediu a bola de entrar com a cabeça, após cabeceamento de Vidal, estava a bola incrivelmente perigosamente perto de entrar!

45'. Dois minutos de compensação na primeira parte.

44'. Tevez fura a defesa do Benfica e causa perigo! Saiu Oblak, que agarrou a bola a tempo de evitar o golo.

43'. GRANDE PERIGO! A Juventus ganhou o canto e a bola passou muito perto, depois de Bonucci desviar a bola. 

43'. Destaque para Rúben Amorim, que apesar de estar mais recuado que o habitual, está a fazer um bom jogo, impedindo por diversas vezes situações de perigo do adversário.

42'. Agora é Pirlo quem remata! Passou ao lado da baliza de Oblak.

40'. Benfica tenta atacar, mas Juventus não está a deixar. A equipa de Jorge Jesus enfrenta muitas dificuldades.

36'. Mais perigo para Oblak! O ataque da Juventus está poderoso, a defesa Benfiquista vê-se a braços com alguma dificuldade. Desta vez foi Vidal a rematar ao lado.

35'. Juventus não dá grande hipótese ao Benfica de respirar. Pogba voltou a rematar, mas saiu-lhe mal. 

31'. Grande remate de Pirlo! A bola chocou com Tevez e acabou por sair ao lado. 

31'. Os papéis inverteram-se: o Benfica perdeu o seu domínio inicial, estando agora o jogo mais a favor da Juventus.

29'. Remate rasteiro de Lichtsteiner, má escolha! A bola foi direita às mãos de Oblak.

27'. Remate de Pogba, mas sem qualquer eficiência e perigo para Oblak.

27'. Jogo retomado após Gaitán ser assistido pela equipa médica do Benfica. 

26'. Gaitán encontra-se no chão, após levar com o braço de Lichtsteiner na cara. Não parece uma agressão intencional do jogador da Juventus.

24'. PERIGO PARA OBLAK! Grande remate de Tevez, passou por cima da barra. 

23'. Entrada dura de Enzo Perez sobre Pogba. O árbitro decide só repreender o jogador, não lhe atribuindo um cartão amarelo. 

22'. Remate de Maxi Pereira, mas má decisão! Remate saiu demasiado alto e de demasiado longe. 

20'. Juventus a ganhar novo ânimo, fazendo mais frente a um Benfica que se vê obrigado a atuar mais defensivamente do que nos minutos iniciais. 

19'. Defesa do Benfica a evitar o ataque da Juventus. Maxi desviou para fora em disputa de bola mas contesta decisão do árbitro. Lançamento para a Juventus. 

17'. Juventus tenta atacar na área do Benfica e cria algum perigo, mas Oblak conseguiu agarrar a bola. 

17'. Juventus ganha canto, mas não aproveita a hipótese para tentar uma invasão direta das redes de Oblak. 

14'. Corte de Enzo Perez, que faz falta sobre Tevez. 

12'. Juventus ganhou algum ânimo e controlo, mas o Benfica voltou a recuperar o domínio, detendo maior posse da bola.

11'. Falta de Tevez sobre Enzo Perez.

10'. Lançamento para o Benfica perto da área, mas sem qualquer perigo.

8'. Grande remate de Pirlo! Oblak conseguiu desviar para canto, o primeiro dos italianos no jogo.

8'. Luisão volta a fazer falta, agora sobre Llorente.

7'. Juventus chega à área de Oblak e cria algum perigo, mas Maxi conseguiu evitar o perigo. 

5'. Luisão faz falta sobre Tevez. 

3'. Benfica entra melhor que a Juventus, dominando os minutos iniciais do jogo. 

1'. Rodrigo remata, mas a bola bate em Bonucci que evita o perigo do avançado do Benfica! As águias entram presionantes.

Inicia-se o jogo! 

20:04. Jogadores posicionam-se em campo. 

20:03. As equipas já estão em campo!

19:54. O tempo de aquecimento já terminou e as duas equipas já recolheram aos balneários. 

19:32. As duas equipas já aquecem no relvado. A Juventus, que joga em casa, foi imensamente aplaudida, enquanto que os jogadores do Benfica foram assobiados.

19:27. Onze inicial do Benfica: Oblak, Maxi Pereira, Luisão, Garay, Siqueira, Markovic, Rúben Amorim, Enzo Perez, Gaitán, Lima e Rodrigo.

19:26. Onze inicial da Juventus: Buffon, Cáceres, Bonucci, Chiellini, Lichtsteiner, Vidal, Pirlo, Pogba, Asamoah, Llorente e Tevez.

19:25. Já temos os onzes iniciais de ambas as equipas!

17:30. Como na partida da Luz, espera-se novamente um duelo equilibrado entre as duas equipas, poucos remates de golo iminente, muito calculismo táctico e muita batalha no meio-campo. Abaixo podemos ver os locais onde surgiram os golos do 2-1 da semana passada. 

17:15. Jorge Jesus abordou ontem a preparação do duelo decisivo: «O facto de jogarmos de forma mais ofensiva e tentar marcar vai depender da forma como o jogo se desenrolar e não necessariamente como estratégia. Sabemos que vai ser um jogo difícil; estamos em vantagem por termos ganho a primeira mão, mas é importante mantermo-nos fiéis aos princípios do Benfica», afirmou. Conte, por seu turno, caracterizou o Benfica como «a Juventus de Portugal» - «O Benfica é um pouco a Juventus de Portugal, logo, ou se apoia o Benfica ou se está contra o Benfica. O Benfica terá muitos adeptos em Itália e a Juventus em Portugal», apontou o antigo jogador, que chegou a vencer a competição em 92/93.

17:00. Sílvio, Fejsa e André Gomes (castigado) não serão opções para a partida de hoje. Os extremos argentinos Gaitán e Salvio voltam à convocatória, recuperando de lesões. No caso de Salvio, que fracturou o braço diante do Olhanense, o jogador volta à competição com condicionalismos, já que se apresentará com uma protecção especial para o seu braço. Quanto à Juventus, apenas Simone Pepe se encontra lesionado.

16:45. O resultado obtido pelo Benfica na primeira mão, na Luz, foi exactamente o mesmo verificado nos quartos-de-final da Taça Uefa edição 1992/1993: 2-1 a favor do Benfica, vitória caseira no primeira embate da eliminatória, com dois golos de Vitor Paneira. A segunda mão já não foi lisonjeira para o Benfica, com os italianos a baterem a formação vermelha por claros 3-0. 

16:25. Ambos os clubes lideram as suas ligas domésticas: o Benfica já festejou o título, a duas jornadas do fim, enquanto que a Juventus está prestes a concretizar também esse feito, precisando apenas da vencer na próxima jornada. Os dois adversários demonstram vasta apetência defensiva, sendo os números das suas ligas uma prova disso: Benfica apenas sofreu 15 golos em 28 jogos, enquanto a Juve apenas concedeu 23 em 35. 

16:15. No ano passado, no terrível mês de Maio, foi a vez do Chelsea azedar a campanha europeia dos encarnados. Jesus perdeu a sua primeira final europeia mas poderá, em caso de apuramento, voltar a tentar um título internacional que foge ao Benfica desde 1962, na dourada década de Eusébio e companhia. Cavalgando a onda da euforia motivacional que rodeia o Benfica, a formação poderá aproveitar o ímpeto para pasmar a Juventus e eliminar o clube no estádio onde, ironicamente, se jogará também a final da prova.

16:00. Desde que se sagrou bi-campeão da Taça dos Campeões Europeus, em 1961/1962, o Benfica não mais foi capaz de arrebatar uma competição europeia, tendo conseguido, ainda assim, chegar a sete finais, não conquistando nenhuma delas. Em 1962/1963 Altafini bisou e deu a TCE ao Milan (2-1). Em 1964/1965 os encarnados perderam para o Inter a final da TCE, 1-0. Na época de 1967/1968 foi a vez do Manchester United bater as «águias», por 4-1. Em 1982/1983 o Benfica voltou a ficar perto de um troféu europeu, acabando por perder a Taça Uefa para o Anderlecht: 2-1 no conjunto das duas mãos. Em 1987/1988 foi a vez do PSV vencer, castigando o Benfica nas penalidades (após 0-0). Contra o Milan, em 1989/1990, caiu para o lado italiano: golo de Rijkaard.

15:45. O Benfica poderá, caso consiga um resultado favorável (vitória, empate ou uma derrota, contando que marque mais que um golo e perca pela diferença de apenas um), voltar a repetir uma final europeia, já que o ano passado a formação de Jorge Jesus chegou à final de Amesterdão, enfrentando o Chelsea, que acabou por vencer as «águias» com um golo tardio de Ivanovic. 2-1 foi o marcador final. É de salientar a constância benfiquista na prova: em 5 épocas à frente do Benfica, Jorge Jesus conseguiu chegar a duas meias-finais e marcar ponto numa final.

15:25. A formação da Juventus tem, apesar da desvantagem, o favoritismo do seu lado, muito por culpa do «factor casa», aliado à motivação adicional de que dispõe ao saber que a final da competição será jogada na sua própria cidade, no seu próprio estádio. Perante 40.000 adeptos fervorosos, a líder da Serie A quererá ultrapassar o Benfica e marcar presença na final com intuito de celebrar uma conquista europeia, que lhe foge desde 1996, ano de ouro em que conquistou a Liga dos Campeões (nas penalidades frente ao Ajax), a Supertaça Europeia e a Taça Intercontinetal.

15:10. O Benfica não pôde contar com Fejsa nem Gaitán para o embate da primeira mão, colmatando essas ausências com André Gomes e Sulejmani, respectivamente. Artur foi a surpresa no onze titular, juntamente com a inclusão de Cardozo, que fez parelha com Rodrigo: Lima, o goleador-mor, ficou no banco. Cardozo passou ao lado do jogo, enquanto que Lima precisou apenas de 20 minutos para fazer o gosto ao pé. O brasileiro leva 21 golos em toda a temporada.

15:00. A Juventus apresentou-se no seu habitual esquema de 3-5-2 com Pirlo a desempenhar o papel de cérebro da formação. Bonucci, Chiellini e Cáceres foram os três centrais de serviço (Barzagli ficou no banco) e no meio-campo foi Marchisio a fazer companhia a Paul Pogba, devido à lesão do médio chileno Arturo Vidal. Asamoah fixou-se na ala esquerda e Lichtsteiner na direita, com Tévez e Vucinic na frente. Llorente não participou, Giovinco entrou na parte final.

14:45. Na primeira mão, jogada em Lisboa, na Luz, o Benfica venceu por 2-1, surpreendendo a poderosa Juventus com um golo na recta final do encontro. Os encarnados marcam logo aos 3 minutos, através da cabeça de Garay, tendo a formação de Turim empatado pelo pé de Tévez, já na segunda parte. Lima fez o 2-1 final com um portentoso remate colocado que deixou Buffon inerte.

14:20. Sejam muito bem-vindos à transmissão da partida Juventus x Benfica, jogo da meia-final da Liga Europa! Em VAVEL.com vamos acompanhar todos os lances da segunda ronda da eliminatória: o Benfica vence por 2-1 e pode estar a 90 minutos da final de Turim, no Estádio onde hoje se jogará também esta meia-final.

VAVEL Logo