Paulo Sousa sagra-se campeão com o Maccabi Telavive
Paulo Sousa campeão israelita (Foto: lusogolo.com)

Paulo Sousa, antiga estrela internacional de futebol, celebrou no passado fim-de-semana o título de campeão nacional de Israel pelo clube da capital Maccabi Telavive. O clube orientado pelo antigo internacional português venceu o Hapoel Be'er Sheva, por 1-2, e comemorou o ansiado objectivo de vencer a liga israelita. Com a vitória sobre o segundo classificado, o Maccabi Telavive segurou uma confortável vantagem de 13 pontos sobre o Be'er Sheva, alcançando desta feita o vigésimo título nacional. 

O treinador português, de 43 anos, venceu assim o seu primeiro título nacional, depois de ter conquistando a Taça da Liga da Hungria e duas Supertaças, ao serviço do Videoton. Paulo Sousa iniciou a sua carreira em 2005, assumindo os destinos técnicos da selecção sub-16 lusitana, tarefa que desenvolveu até 2008, altura em que ingressou no seu primeiro clube, o Queens Park Rangers. Depois de rumar ao Swansea e ao Leceister, o «geómetra» (alcunha ganha dentro das quatro linhas) este de 2011 a 2013 nos húngaros do Videoton, abandonando o clube para treinar o Maccabi Telavive.

Outras glórias lusas em terras distantes

Não só Paulo Sousa tem motivos para celebrar: vários intérpretes lusos do futebol, espalhados por terras distantes, têm mostrado competências, tanto a nível futebolístico como a nível técnico e de comando. Rui Capela, treinador de 45 anos, conquistou a Independence Cup, Taça do Bangladesh, em Abril passado. Um feito importante, já que o Mohammedan SC (clube que orienta) nada vencia há uma década.

André Micael, Alvarinho e Bernardo Vasconcelos: os três jogadores portugueses conquistaram a Taça da Polónia, ontem, frente ao Zaglebie Lubin, após desempate através de grandes penalidades. Os três elementos lusos da formação do Zawisza Bydgoszcz ergueram a taça, atingindo um feito inédito, já que o clube nunca tinha celebrado a conquista da Taça do país.

Também Ivo Pinto e Rúben Lima tiveram motivos para celebrar: nos fins de Abril, o Dinamo Zagreb sagrou-se campeão da Croácia, feito que repete há nove temporadas consecutivas. O triunfo chegou depois de uma goleada por 5-0 diante Hrvatski Dragovoljac.

Abril também foi um mês de felicidade para o português Hugo Viana, que deixou o SC Braga para abraçar uma nova aventura em solo árabe: o jogador tornou-se campeão dos Emirados Árabes Unidos ao serviço do Al Ahli. Com razões para festejar está também Carlos Carvalhal, que desempenha funções de coordenação técnica na academia do clube árabe.

Mariano Barreto vai comandar a Etiópia 

O treinador de 57 anos está prestes a tornar-se seleccionador da Etiópia. O treinador «globetrotter» iniciará assim a sua quinta aventura no continente africano, depois de ter passado pela direcção técnica do Gana, do Recreativo Libolo, clube angolano, do Al Ahli, turma do Barém, e do saudita Al-Qadisiya. Mariano Barreto já passou pelo AEL Limassol (Chipre), Dinamo Moscovo e Kuban Krasnodar (Rússia), Marítimo, Alverca, Belenenses e Braga.

VAVEL Logo