Mercedes procura aumentar distância na Catalunha
Nico Rosberg (6) e Lewis Hamilton (44) em acção no GP do Bahrain 2014 (Foto:1.skysports.com)

Mercedes procura aumentar distância na Catalunha

Líder do mundial de construtores, a Mercedes pretende já este domingo aumentar a distância pontual que a separa da restante concorrência. A equipa alemã leva 97 pontos de avanço sobre a Red Bull Racing-Renault, do tetracampeão Vettel e Ricciardo.

venancioslb
Pedro Venâncio

Após dois fins-de-semana de descanso, a Fórmula 1 está de regresso com o Grande Prémio da Catalunha, que marca o arranque da fase europeia da temporada. Depois do domínio avassalador nas primeiras quatro corridas, a Mercedes entra em cena em Espanha com o objectivo de alcançar a quinta vitória da temporada.

A luta pelo mundial de construtores está longe se ser renhida. Ao cabo de quatro corridas, a Mercedes já soma 154 pontos, seguida pela Red Bull, com apenas 57, e pela Force India (54). No campeonato, só os pilotos da escuderia alemã lutam, por enquanto, pelo título. Nico Rosberg lidera com 79 pontos, seguido pelo companheiro de equipa Lewis Hamilton com 75. Ainda que tenha vencido apenas uma corrida, Rosberg mantêm a liderança graças aos três segundos lugares conquistados.

Competição saudável?

Foto: Action Images
(Foto: Action Images)

Nico Rosberg e Lewis Hamilton têm desempenhado um papel fundamental para o sucesso da Mercedes, fruto da boa relação entre ambos. Porém, com o desenrolar do campeonato, a rivalidade tenderá a aumentar, como aliás já se viu nas últimas corridas, isto porque só um poderá vencer no final. Apesar de liderar o mundial, Rosberg tem sido colocado no segundo lugar do ranking de favoritismo, precisamente atrás do seu colega de equipa, que venceu as últimas três corridas consecutivas. Ainda assim, o alemão garante que vai dar luta a Hamilton esta temporada.

Em entrevista, Rosberg afirma que «em Barcelona o objectivo é aumentar a vantagem no Mundial.» Quando confrontado com o possível favoritismo do seu companheiro de equipa, numa altura em que a direcção das Flechas de Prata iniciou o debate sobre as ordens dos pilotos, Rosberg respondeu: «Hamilton? Eu fui melhor no piso seco e ele na chuva». O domínio da Mercedes é evidente, e o alemão diz que é «inspirador» saber que está ao comando do carro mais rápido da grelha. Sobre a próxima corrida, em Espanha, Rosberg aponta à pole-position, algo que, considera o alemão, pode revelar-se decisivo.

O Grande Prémio de Espanha está agendado para os dias 9, 10 e 11 de Maio no Circuito da Catalunha, em Barcelona, com transmissão , aqui, na VAVEL Portugal.

VAVEL Logo