Banir testes durante a época para reduzir custos
Monolugar Red Bull em testes (Foto: Red Bull).

Banir as sessões de testes durante a época e reduzir o número de dias destas sessões na pré-época poderá ser uma das soluções para reduzir os custos das equipas de F1.

Alterar os regulamentos para controlar custos

Recorde-se que a Formula One Management, a FIA e as equipas estão a estudar formas de cortar custos na modalidade, e a opinião geral é de que será difícil impor simples tectos salariais, já que há equipas com gastos de desenvolvimento tecnológico e que partilham orçamentos com as suas unidades de produção de automóveis de estrada (casos da Mercedes e Ferrari). A solução poderá, por isso, passar pela imposição de regras, como a limitação do pessoal afecto a cada equipa por GP, e agora os dias de testes.

James Allison, director técnico da Ferrari, partilha desta opinião: «Os regulamentos desportivos têm sido geralmente mais eficazes [no controlo de custos], portanto, se houver esforços no debate dessas questões, provavelmente a maior parte do dinheiro será poupada se nos ficarmos no lado desportivo.»

No decorrer da época de 2014, são quatro as sessões de teste planeadas -- duas já cumpridas, no Bahrein e em Espanha, e duas por cumprir, depois do GP da Grã-Bretanha e do GP de Abu Dhabi. Mas as conversações apontam já para a possibilidade de, na próxima pré-época, as sessões poderem estar limitadas a duas, a ter lugar em Espanha, já que, se Bernie Ecclestone parece apostado em levar o desporto para fora da Europa, para países em grande expansão económica e que, por isso, mais pagam pela organização de provas no seu solo, a vontade de diversas equipas é a de correr cada vez mais no velho continente, pelos custos reduzidos com logística.

Decisões apressadas podem ter efeito inverso

Para Eric Boullier, director de corrida da McLaren, há, porém, que ser cauteloso na altura de introduzir alterações aos regulamentos, uma vez que adaptar as equipas a diferentes calendários e obrigações num curto espaço de tempo poderia acabar por fazer disparar os custos, sobretudo após o ano de 2014, onde o desenvolvimento de novas unidades motrizes muito distintas terá posto sob stress o orçamento de diversas equipas.

«Sabemos que tentar manter os regulamentos estáveis durante alguns anos é a melhor forma de garantir que poupamos dinheiro.», disse Boullier. «Há algumas grandes discussões sobre o formato dos fins-de-semana, preços de motores, restricções aos túneis de vento onde potencialmente se pode poupar dinheiro. É isto que estamos a tentar acordar para o futuro, mas não podemos tomar decisões loucas, sob pena de produzir o inverso do que queremos.»

VAVEL Logo