Lito Vidigal rejeita Bétis e pode permanecer em Belém
Lito pode continuar a integrar o projecto do presidente belenense (Foto: ASF)

Contratado para conduzir o Belenenses à permanência na Liga Zon Sagres, Lito Vidigal foi o comandante das tropas do Restelo nas últimas sete jornadas do campeonato, numa altura em que a turma de Belém passava por um período repleto de maus resultados. Nos lugares de despromoção, o Belenenses voltava a assistir a uma mudança de treinador, depois de Van der Gaag ter abandonado o cargo (devido a doença) e de Marco Paulo ser despedido. 

O treinador angolano, de 44 anos, atingiu o objectivo da continuidade na principal liga portuguesa, obtendo 11 pontos (nas sete rondas finais) que foram suficientes para assegurar o décimo quarto lugar, com 28 pontos acumulados. Cobiçado pelo Bétis de Sevilha, Lito chegou mesmo a viajar para Espanha a fim de se reunir com os dirigentes do clube andaluz, mas o acordo esteve longe de ser uma realidade.

Coração falará mais alto

Mais verosímil poderá ser a hipótese de rumar à Académica (existe interesse do clube, que perdeu Conceição para o Braga), mas o prolongamento do contracto com a direcção belenense é o cenário mais forte. A favor da renovação está o amor pelo clube de cruz de Cristo: Lito Vidigal militou durante sete temporadas no Belenenses, entre 1995/1996 e 2001/2002, nos seus tempos de jogador. 

José Luís é o novo director desportivo do Belenenses

Antigo funcionário, quer do Estrela da Amadora quer do Atlético, José Luís já exerceu funções de secretário-técnico e de director desportivo, reforçando agora o Belenenses precisamente nessa última função. Terminada a ligação com o Atlético, José Luís irá reencontrar Lito Vidigal, com quem trabalhou no Estrela da Amadora.  

VAVEL Logo