Para já tudo muito igual na antecâmara do Mundial
Portugal empatou 0-0 com a Grécia na preparação para o Mundial (Foto: Lusa)

Para já tudo muito igual na antecâmara do Mundial

Os encontros particulares disputados por Portugal e os oponentes que compõem o seu grupo demonstraram que todos ainda necessitam de aprimorar vários aspectos até ao início do Mundial.

rafaelreis
Rafael Reis

A pouco mais de uma semana do início do Mundial 2014, todos os participantes se aprestam em realizar encontros de preparação sempre necessários para aferir a capacidade de cada um dos sectores e os pontos a melhorar até ao início do certame. No caso do público português, as atenções apontam ao Grupo G, no qual se encontra Portugal e outros três adversários de valia, capazes de criar um desafio aliciante na tentativa de atingir a fase seguinte da prova.

Curiosamente, Portugal e os restantes conjuntos que compõem o agrupamento realizaram partidas de preparação neste fim-de-semana, verificando-se que no que à Equipa das Quinas diz respeito muito ainda há a fazer até dia 16, dia em que medirá forças com a Alemanha, ao ter acusado problemas de consistência emocional e inoperância ofensiva no encontro que a opôs à Grécia.

Numa partida que se concluiu com um aborrecido 0-0, a Selecção Nacional demonstrou estar ainda longe do seu estatuto de favorito ao apuramento para os oitavos-de-final, ainda que em sua defesa se possa constatar que o ‘núcleo duro’ da equipa, composto por jogadores como Rui Patrício, Pepe, Fábio Coentrão, João Moutinho, Raúl Meireles e acima de tudo Cristiano Ronaldo nem sequer assomaram ao relvado.

Portugal não passou de um cinzento nulo na recepção à Grécia

Entre todas estas ausências sem dúvida que a de CR7, o artífice do apuramento da equipa portuguesa com um total de oito golos apontados na fase de qualificação, foi a mais notada e ao mesmo tempo um factor que atenua a exibição ‘cinzenta’ da turma nacional.

Para descansar um pouco mais as mentes do público português deverá ressalvar-se que os oponentes da Selecção Nacional não demonstram ainda no geral uma qualidade superior. Resumindo, se Portugal ainda não está a postos… os outros também não, incluindo a poderosa Alemanha que na mesma altura revelou num teste realizado com o intuito de selecionar o lote de 23 escolhidos para o Mundial perante os Camarões algumas dificuldades, nomeadamente defensivas, e muito desperdício no momento de finalizar.

Entre os oponentes de Portugal deve destacar-se as dificuldades defensivas do Gana

Não teria causado a quem assistiu ao encontro um resultado ainda melhor para o adversário africano que apenas não venceu o conjunto germânico face a um tento apontado em posição de fora-de-jogo, segurando assim uma igualdade que reflecte a necessidade de continuar a trabalhar para que o estatuto de equipa mais apetrechada do grupo seja devidamente comprovado em competição.

Pior ainda fez o Gana, que tinha pela frente um teste difícil ao visitar a Holanda, não podendo queixar-se da fortuna ao ter terminado o desafio com uma derrota tangencial, tamanha foi a superioridade da equipa laranja que caso não tivesse desperdiçado tantas ocasiões poderia mesmo ter vergado o adversário africando de Portugal a um resultado bem mais dilatado e deixado ainda mais a nu as insuficiências defensivas apresentadas pelos ganeses.

Com tudo isto, e talvez sendo o conjunto menos conhecido entre os quatro a equipa que melhor preparação demonstrou foi mesmo os EUA com uma vitória tranquila conseguida perante um adversário que muito embora não se tenha qualificado para o Mundial possui argumentos de valor como a Turquia, o que reforça a imagem dos ‘ianques’ e fará com que portugueses, alemães e ganeses os observem com outros olhos. Porém, até à fase ‘a doer’ muito crescerão as equipas em termos desportivos…

VAVEL Logo