E se os que ficaram fora do Mundial formassem uma selecção?

E se os que ficaram fora do Mundial formassem uma selecção?

Entre jogadores que estão lesionados, castigados ou que ficaram de fora dos 23 das suas selecções, muitas são as ausências neste Mundial 2014 do Brasil. Se todos estes jogadores formassem uma equipa muito provavelmente seria candidata a levantar o troféu no mítico Estádio do Maracanã.

tiagolabreca
Tiago Labreca

Mundial de futebol é sinónimo de desfile de estrelas do mundo do futebol e este Mundial no Brasil não é exepção. Jogadores como Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar, Ribéry, Iniesta, Suárez, entre outros vão espalhar magia por terras brasileiras. Contudo é preciso analisar que muitas selecções com grande potencial têm de ficar obrigatoriamente afastadas do Mundial e, como consequência, alguus dos melhores praticantes do futebol espectáculo acabam por ficar de fora. Assim como aqueles jogadores que ficaram fora da convocatória para as suas selecções ou que têm lesões graves que os obrigam a apenas ver o Mundial. A VAVEL Portugal mostra como uma equipa com esses jogadores que ficaram de fora podia ser facilmente candidata ao título. 

O mais díficil é escolher o "onze inicial" 

De entre vários jogadores que vamos enunciar de seguida, a VAVEL Portugal teve a àrdua tarefa de escolher apenas 11 jogadores que poderiam derrotar qualquer selecção deste Mundial de 2014. Começando o nosso onze pelo guarda redes, Petr Cech é talvez a maior ausência do Mundial do Brasil visto que a sua selecção, a República Checa não conseguiu o apuramento para este fase final. O experiente guardião checo e um dos melhores do mundo vai ser um ausência de peso no Brasil.

Na defesa surgem 4 jogadores com tipos de ausências distintas. Dani Carvajal, vencedor da Liga dos Campeões e titularíissimo no Real Madrid não entrou nas contas de Vicente Del Bosque para este Mundial, sendo uma lacuna enorme visto que Carvajal tornou-se uma peça chave nos merengues. No eixo da defesa aparece outro exemplo deste tipo, Miranda, o patrão da defesa do Atlético de Madrid na conquista do campeonato espanhol, não faz parte dos 23 finais de Scolari na seleccção brasileira. Ainda no centro da defesa Branislav Ivanovic, outro dos ausentes de peso visto que a sua selecção, a Sérvia, não conseguiu garrantir o apuramento para o Mundial, deixando assim jogadores de topo sem hipótese de viajarem até ao Brasil. Na mesma situação está um dos melhores laterais esquerdos do mundo e jogador do Bayern de Munique, David Alaba, que representa a Áustria e está fora desta competição.

No meio campo temos 3 jogadores que poderiam figurar em qualquer selecção do mundo e seriam mais valias certamente. Numa posição de 6, o patrão do meio campo, estaria o médio italiano Montolivo, jogador preponderante da squadra azurra mas que por infelicidade sofreu um lesão grave no último particular da Itália frente à Austrália que o afasta do Brasil, onde seria titular. Mais à frente, neste onze de luxo, estariam dois jogadores de elevada classe e bastante jovens: Ramsey e Thiago Alcantara. Ramsey, nasceu no País de Gales e muito dificilmente conseguirá qualificar a sua selecção para uma fase final de um Mundial, tal como aconteceu com Giggs. Thiago depois de uma época brilhante no Bayern de Munique aleijou se e fica de fora do Mundial. 

Na frente de ataque, três pesos pesados que lutam constantemente para serem os melhores do mundo e, na verdade, não andam muito longe disso. Zlatan Ibrahimovic é uma das maiores ausências do Mundial e tal como o avançado da Suécia garantiu «Este Mundial não vai ter tanta piada sem mim». Devido à eliminação frente a Portugal, Zlatan e a Suécia não garantiram o apuramento para o Brasil. Também Gareth Bale, o "menino 100 milhões" vai estar ausente da competição precisamente devido ao facto do País de Gales não se ter qualificado. Por último e devido à recente confirmação dada, Radamel Falcão. O matador colombiano, devido a lesão que se prolonga à bastante tempo, não pode ir ao Mundial do Brasil. Pela banda dos EUA, Landon Donovan, preterido por Klinsmann, adiciona-se ao trio goleador: o melhor marcador da história da selecção estadunidense ficou de fora do Mundial por pura opção técnica.

Qualidade e muita quantidade

Caro leitor se acha que a nossa lista fica completa com este onze inicial de luxo, está muito enganado. O lote de jogadores que não poderam demonstar a sua magia em terras brasileiras ainda consegue ser mais longo. Comecemos então por aqueles que por motivos técnicos ficaram de fora dos 23 das suas selecções como é o caso de Nasri, Tévez, Lucas Moura, Ronaldinho ou Kaká. Demasiado talento desperdiçado? Julgamos que sim, visto que qualquer um destes jogadores desempenharia um papel fundamental nas suas selecções. Mas nesta situação encontram-se outros jogadores como Donovan, Muriel, Filipe Luis, Valdes, Rossi, Robinho, El Shaarawy, Lucas Leiva, Lacina Traoré, Carrick...

Quanto aos lesionados, a lista também tem jogadores que previsivelmente poderiam ser titulares nas suas selecções. Walcott, Van der Vaart, Gundogan, Bender, Mandanda, Benteke e Badstuber são apenas alguns daqueles que por lesão grave e prolongada, nao vão poder ajudar as suas selecções. 

Por último estão os jogadores que representam selecções que não conseguiram o apuramento para a fase final do Mundial de 2014 e que por esse motivo apenas podem observar os jogos da competição e não jogá-los. Por este motivo estão afastados jogadores como Arda Turan (Turquia), Subotic (Sérvia), Agger (Dinamarca), Kolarov (Sérvia), Hamsik (Eslováquia), Ericksen (Dinamarca), Lewandowski (Polónia), Handanovic (Sérvia), Mkitharyan (Arménia), Keita (Mali), Vidic (Sérvia), entre outros. 

Ausências portuguesas

Muito se tem falado sobre os 23 convocados por Paulo Bento e todos aqueles que deixou fora da lista para o Mundial. A verdade é que o grande ausente poderá mesmo ser o melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo, visto que se mantém a incógnita sobre o estado da sua lesão. 

Quanto aos que ficaram de fora saliente-se talvez os nomes de Tiago, Ricardo Quaresma e Adrien Silva que são porventura aqueles que mais polémica podem trazer em torno da convocatória do selecionadore nacional. Por questões meramente técnico-tácticas, Paulo Bento não apostou assim nestes três jogadores.

VAVEL Logo