Armada lusa enfrenta México ainda sem Pepe e Ronaldo
Portugal volta a jogar rumo ao Brasil

Hoje de madrugada (1:30 horas) Portugal voltará a dar mais uma passada na preparação do Mundial 2014, que começará em menos de uma semana. Depois de empatar a zero com a selecção grega, a formação das quinas enfrenta o México no penúltimo jogo antes do início da competição. Pepe e Ronaldo continuarão a ser baixas, assim como Meireles, que efectuou apenas treino condicionado.

Paulo Bento testou, contra a Grécia, um 4-4-2 que destoa das suas preferências tácticas, alicerçadas no 4-3-3 habitual, ao qual deverá regressar esta madrugada. Com o trio de lesionados a manter-se na bancada, o seleccionador poderá testar Amorim no meio-campo, dar minutos a Vieirinha numa das faixas do ataque e até analisar a polivalência de André Almeida. Numa partida que se adivinha pouco intensa, Portugal e México deverão resguardar-se a fim de não sofrerem com o flagelo das lesões de última hora.

México ainda é onze por definir

A selecção mexicana ainda se encontra em processo de definição, o que implica um começo de Mundial que se adivinha algo periclitante. Na caminhada para a competição, o seleccionador Miguel Herrera utilizou 56 jogadores diferentes, facto que atesta a indefinição que pautou o percurso mexicano até ao Brasil. O sistema táctico flutua entre um desenho com três centrais e um modelo próximo do 4-4-2 ou do 4-2-3-1. O jogo desta madrugada poderá ajudar a clarificar as intenções tácticas de Herrera.

Entras as estrelas da companhia norte-americana pontificam nomes como Chicharito Hernández, Giovani dos Santos, Andrés Guardado ou Guillermo Ochoa. Carlos Vela, atacante de renome, ficou fora das escolhas por vontade própria - o treinador tentou convecê-lo a mudar de ideias, sem sucesso. O jogador da Real Sociedad foi suspenso em 2010 na sequência de um processo disciplinar levantado pela federação do seu país, e desde então não mais demonstrou interesse em defender as cores mexicanas.

Boletim médico revelou condição mais grave de Ronaldo

Só na passada Terça-feira ficámos a saber da real condição de Cristiano Ronaldo. Depois das precauções físicas devido ao problema muscular na coxa (que se arrastava já antes da final da Champions), a verdade veio ao de cima: Ronaldo está a contas com uma tendinose rotuliana. A necessidade de repouso é imperativa e as dúvidas sobre as suas actuais capacidades físicas adensam-se.

De fora contra o México, Ronaldo deverá falhar também o jogo com a Irlanda, na esperança de se resguardar para o primeiro jogo do Mundial, contra a Alemanha. Crescem as preocupações com a condição do capitão lusitano, peça essencial na manobra de Portugal. Pepe também deve falhar os próximos jogos, permanecendo em dúvida para o duelo de estreia contra os germânicos.

Infante historial

Portugal e México apenas se defrontaram duas vezes, apresentando ainda um infante historial de confrontos: apenas dois jogos disputados, um em 1969, amigável que terminou num 0-0, e um segundo e último, disputado no Arena Auf Schalke, no ano de 2006, na fase de grupos do Mundial, que ocorreu na Alemanha. Nesse duelo, os portugueses venceram por 2-1, com golos de Maniche e Simão Sabrosa. A selecção sul-americana marcou através de Kikin Fonseca, avançado que chegou a vestir a camisola do Benfica. O jogo da próxima noite será o segundo amigável disputado entre as duas congéneres.

VAVEL Logo