Segundo dia do mundial: um empolgante Espanha x Holanda
Embate empolgante entre as duas finalistas do Mundial de 2010

Após a abertura da competição com a equipa da casa a vencer, três novas partidas realizam-se no dia de hoje, a defrontar México e Camarões, Espanha e Holanda e ainda Chile e Austrália. Numa fase inicial, todas as equipas têm o maior dos interesses em vencer – não só pela vantagem e segurança com que poderão realizar os restantes jogos da fase de grupos, mas também pela moral dos jogadores e treinadores, que poderão ganhar confiança e ânimo perante bons resultados.

Onda mexicana para devorar os Camarões

Com a vitória da seleção canarinha frente à Croácia por 3-1, as contas do grupo A ditam que o Brasil é o líder de grupo, ocupando a posição isoladamente. Neste prisma, a partida que se segue do referido grupo irá opor esta sexta feira, pelas 17 horas, a formação dos Camarões e do México, podendo ditar a alteração do panorama do primeiro grupo. Relativamente à partida, há apenas a dizer que se prevê equilibrada, contudo, é evidente um certo favoritismo a pender para o lado dos mexicanos.

Para esta partida, os Camarões têm como trunfos a habitual agressividade das equipas africanas, a força e a entrega que tem como rostos, por um lado, o trinco Alex Song, jogador do Barcelona que controla de forma eficaz todo o contro do terreno, e por outro o veterano Samuel Eto’o, que promete ser o terror para as redes mexicanas.

No caso da formação norte-americana, de destacar a velocidade e na técnica como as suas maiores armas. Tal como recentemente demonstraram frente a Portugal, o México apresenta uma táctica audaz e extremamente ofensiva que conta no meio campo, entre outros, com o portista Herrera, que ajudará a construir jogo para os criativos da frente, como Guardado, Giovani dos Santos e Chicharito Hernandez. Estes detêm uma velocidade e habilidade acima da média, que poderão ser fundamentais para a obtenção dos três pontos frente aos Camarões.

Espanha e Holanda reeditam final do Mundial 2010

A abrir o grupo B do Mundial 2014, às 20h, o grande destaque de cartaz desta primeira jornada vai inteiramente para aquele que será um emocionante jogo (reedição da final do Mundial de 2010) entre a actual campeã do mundo Espanha e o finalista vencido ,a Holanda. Em perspectiva teremos uma partida entre duas formações veteranas que terão na organização, na experiência e na técnica uma mais valia.

No entanto, será a formação de nuestros hermanos a assumir o jogo e a puxar pelo favoritismo. Nomes como Sérgio Ramos, Xavi, Iniesta ou David Silva poderão ser elementos chave numa partida que se deverá decidir nos detalhes. Ainda assim, a Holanda conta com os craques Sneijder, Dirk Kuyt, Robben e a grande estrela da companhia, van Persie, apontado como um dos potenciais melhores marcadores da copa.

Chile super favorito encontra Austrália

Quando as seleções do Chile e da Austrália entrarem em campo, às 23 horas, já será conhecido o resultado do Espanha x Holanda. A jogar em solo sul-americano, o Chile conta com jogadores tecnicamente evoluídos na frente com experiência no futebol europeu, como o mortífero tecnicista Alexis Sánchez, o esquerdino Vargas ou os médios Isla e o versátil Arturo Vidal. O jogador do Barcelona é, sem dúvida, a grande estrela da companhia e a grande esperança para os aficionados chilenos.

A formação australiana, inexperiente em fases finais em mundiais, irá evitar ao máximo o primeiro golo do Chile e tentar explorar o contra-ataque, de forma a tentar surpreender a formação ou equipa chilena, naquele que será o seu primeiro jogo no mundial. 

VAVEL Logo