Grupo E: França demolidora num grupo de contas baralhadas
Grupo E, mais um grupo de contas baralhadas (Fonte:nominuto.com)

Grupo E: França demolidora num grupo de contas baralhadas

Num Mundial tão repleto de surpresas, o Grupo E é aquele que possivelmente estará mais próximo de seguir “o rumo natural dos acontecimentos”. Mesmo assim, só a última jornada trará certezas, certezas essas que a vitória do Equador decidiu adiar por mais uns dias.

pedro-duarte
Pedro Oliveira Duarte

Concluída a segunda jornada do Grupo E, as contas começam a ficar acertadas. A França mesmo não estando apurada, parte em vantagem, enquanto que as Honduras, ainda com zero pontos não estão definitivamente afastadas do Mundial.

França, irrepreensível, triturou Suíça

 O que dizer desta selecção Francesa? Parece que estamos perante um carrossel de domínio e futebol de ataque, algo que já não se via há alguns anos numa selecção à qual parecia faltar “poder de fogo”. O marcador do jogo com a Suíça fixou-se num imponente 5-2, que não foi ainda maior devido a um penalty falhado por Benzema e ainda a um golo anulado devido ao apito final do juíz da partida.

A Suíça logo no minuto nove, deparou-se com a inconveniente lesão de von Berger que foi prontamente substituído pelo experiente Senderos. Apesar da linha de pressão alta e bem definida pela Suíça, a verdade é que os gauleses conseguiram contrariar a situação, controlando o jogo a seu bel prazer e com uma elevada capacidade de explorar os espaços mais avançados do terreno. Apenas no espaço de um minuto, Giroud e Matuidi fizeram balançar as redes defendidas por Diego Benaglio. A fechar a primeira parte, chegou ainda o 3-0, numa belíssima jogada de contra-ataque finalizada pelo veloz Valbuena.

Foto: thenational.ae

Com um resultado tão pesado nos primeiros 45 minutos, a Suíça sentiu dificuldades em reagir na segunda metade do jogo, permitindo que Benzema e Sissoko fixassem o marcador numa mão cheia de golos. Mesmo assim, nos últimos dez minutos de jogo a Suíça conseguiu ainda marcar dois golos por Dzemaili e Xhaka, que apesar de não afastarem a pesada e humilhante goleada sofrida, sempre atenuam um pouco a situação.

Com este resultado, a França fica muito próxima do apuramento e depende apenas de si mesma, enquanto que a Suíça tem ainda tudo em jogo e tem obrigatoriamente que vencer o próximo jogo, na esperança de que o Equador seja derrotado.

Equador, o quebra-cabeças do Grupo E

Os equatorianos venceram as Honduras por 2-1, naquele que foi o jogo com mais emoção nesta jornada do Grupo E.

Foto: news.yahoo.com

As Honduras e o Equador, após derrotas com a França e Suíça, respectivamente, necessitavam de pontuar. O jogo começou por ser bastante disputado, mas o Equador conquistava um ligeiro ascendente. No entanto, à passagem do minuto 31’, foram os Hondurenhos a inaugurar o marcador por intermédio de Costly. Esta vantagem da selecção das Honduras foi contudo sol de pouca dura. Três minutos depois, Enner Valência restabeleceu a igualdade no marcador, levando o 1-1 para o intervalo.

Na segunda parte como não poderia deixar de ser, as oportunidades foram divididas de parte a parte, fruto de uma ambição comum de vencer e sonhar com o apuramento para os oitavos-de-final. Pelo meio houve ainda tempo para alguma polémica, com Caicedo a sofrer falta dentro da área sem que o árbitro assinalasse. Ficou assim por marcar um penalty a favor dos equatorianos.

Ao minuto 65’, surge de novo o herói do Equador, Enner Valência, que de cabeça deu o melhor seguimento a um livre batido por Walter Ayovi. O resultado final ficou assim fixado em 2-1 a favor do Equador. A decisão deste grupo fica agora adiada para a terceira e derradeira jornada, sendo que todas as equipas estão ainda na luta pelo apuramento, mesmo que umas com mais chances que outras.

VAVEL Logo