12º dia do Mundial: Dia de decisões nos grupos A e B

12º dia do Mundial: Dia de decisões nos grupos A e B

Para algumas selecções, esta será uma jornada para decidir o 1º e 2º classificado enquanto que outras jogam a continuidade na prova maior do Futebol Mundial.

francisco-fontes
Francisco Fontes

O dia de hoje traz-nos 4 jogos, dois do grupo A e dois do grupo B, e muitas decisões certamente.

Brasil, México e Croácia lutam por um lugar nos oitavos

A selecção anfitriã deste Mundial de futebol ainda não conseguiu carimbar a passagem aos oitavos de final. Para que tal aconteça, a selecção de Luiz Felipe Scolari apenas precisa de pontuar, para não passar a depender de ninguém. No entanto, os Canarinhos não quererão correr qualquer risco de serem afastados da prova e deverão entrar na máxima força, com Felipão a apresentar, muito provavelmente, o seu onze de gala (se Hulk estiver em condições). Depois do empate frente ao México, surgiram muitas dúvidas quanto às aspirações dos Brasileiros neste Mundial. A equipe Brasileira não conseguiu perfurar as redes adversárias, muito por causa da grande exibição de Ochoa, que negou vários golos certos. Ainda assim, prevê-se que o Brasil não sinta grandes dificuldades em bater os Camarões e assegurar o primeiro lugar do Grupo. Quanto aos Camarões, este será um jogo apenas para cumprir calendário.

A fraca qualidade do futebol apresentado, aliado a uma indisciplina total dentro do seio do grupo ditaram o afastamento precoce da selecção Africana, logo na segunda jornada do Mundial. A participação da equipe de Volker Finke fica manchada pelas diversas polémicas, desde a recusa de embarcar no avião rumo ao Brasil por questões monetárias, passando por agressões a adversários e a colegas da própria equipe. De facto, foi um Mundial para esquecer e que não fez sequer o povo Africano sonhar com uma passagem aos oitavos.

O povo brasileiro deposita toda a sua esperança em Neymar Jr. (Fonte: FIFA)

Na outra partida do Grupo, espera-nos um escaldante Croácia - México. A selecção Europeia chega ao jogo muito moralizada, depois de uma boa exibição que culminou com a vitória por 4-0 sobre a selecção dos Camarões. Os Vatreni apenas dependem de si e com jogadores como Mandzukic, Rakitic, Modric e Perisic é legítimo acreditarem que podem ganhar. Já o México parte em ligeira vantagem para este encontro. Tanto o empate como a vitória dos Aztecas colocam os pupilos de Miguel Herrera nos oitavos.

No entanto, não devemos esperar uma postura defensiva na equipa Mexicana, que provou frente ao Brasil que não se esconde de assumir o jogo. Com uma dupla frenética na frente do campo, com Dos Santos e Peralta, os Mexicanos tentarão, com certeza, dissipar qualquer tipo de dúvida que possa existir e resolver a passagem aos oitavos o mais rápido possível. Um jogo electrizante espera-nos, amanhã, às 21h00.

Os croatas esperam que Manduzkic repita a dose frente ao México. (Fonte: AFP)

Holanda e Chile batalham pelo primeiro lugar; Espanha e Austrália cumprem calendário

Nos jogos do grupo B, agendados para as 17h00 de hoje, temos dois cenários completamente distintos. No jogo entre Holanda e Chile, apenas está em causa o primeiro lugar do grupo, visto que as duas selecçõs já se encontram apuradas. As duas selecções deverão apresentar-se na máxima força, pois querem tentar garantir o primeiro lugar do grupo e evitar o Brasil nos oitavos (caso o Brasil acabe em primeiro lugar). No entanto, do lado Holandês há uma baixa de vulto. Robin Van Persie, não vai alinhar frente à Rojapois viu o segundo amarelo na competição, na segunda jornada. Uma baixa de peso, que deverá ser colmatada com a introdução de Huntelaar no onze.

Quanto ao Chile, como já mostrou ao Mundo do Futebol, tem uma frente de ataque tremenda, com jogadores como Vargas ou Alexis Sanchez, que podem facilmente desiquilibrar a defesa da Laranja Mecânica. Adivinha-se um jogo escaldante, com dois dos ataques mais poderosos da competição e que vai, muito provavelmente, trazer golos.

Vargas festeja o seu golo frente a Espanha. (Fonte: Reuters)

No outro jogo da tarde, a Espanha e Austrália defrontam-se num jogo em que só está em causa o orgulho de cada uma das selecções. A campeã Mundial Espanha teve dois jogos para esquecer. No primeiro, foi cilindrada pela Holanda, por 5-1, enquanto que no segundo não teve armas para parar o mortífero ataque Chileno e saiu derrotada do Maracanã por 2-0. A selecção de Vicente Del Bosque apresenta um futebol bastante gasto, cansado e que é facilmente contrariado pelos seus adversários. Ainda assim, os actuais Campeões irão querer deixar um ar de sua graça e sair do Mundial com os 3 pontos. Do outro lado do campo estará a selecção da Oceania, que deixou grandes indicações nos dois jogos anteriores. Depois de ter feito o Chile suar para garantir os 3 pontos na ronda inaugural, os Socceroos criaram grandes dificuldades à turma de Van Gaal no segundo jogo.

Em ambos os jogos, os Australianos não se esconderam e tentaram, sempre que possível, praticar um futebol de posse e de ataque. A sua sorte até poderia ter sido outra, principalmente no jogo com a Holanda mas acabar por pagar caro a falta de eficácia e a inexperiência. Para este jogo com Espanha, os Australianos não vão poder contar com a sua principal figura, Tim Cahill, que se encontra suspenso. No entanto, vão poder contar com a grande revelação Australiana, Mathew Leckie, um extremo de grande qualidade, dotado de grande velocidade e uma boa capacidade de passe, que actua no modesto FSV Frankfurt, da segunda liga Alemã. Perspectiva-se um jogo morno, em que a Austrália quererá bater a Espanha para ter no seu currículo uma vitória à Campeã do Mundo, enquanto que La Roja, com o orgulho bastante ferido, procurará a primeiro vitória neste Mundial.

Leckie tem sido um dos grandes destaques dos Socceroos. (Fonte: FIFA)
VAVEL Logo
CHAT