Rosberg: «Foi um fim de semana maravilhoso para nós»
O vencedor da prova austríaca e líder do campeonato (foto: Agência EFE)

Rosberg: «Foi um fim de semana maravilhoso para nós»

O piloto alemão da Mercedes garantiu mais uma vitória no campeonato, depois de ter largado em 3º, na “casa” da Red Bull, equipa que não está nada contente com o fabricante Renault.

pedro-mendes
Pedro Mendes

Nico Rosberg garantiu mais uma vitória esta época, conseguindo impor-se novamente ao seu colega de equipa e aos dois Williams que estiveram muito bem durante o fim de semana. Rosberg teceu rasgados elogios à equipa de Massa e Bottas: «Um grande trabalho para a Williams, eles hoje foram a segunda equipa aqui. Parabéns para eles.». O alemão garantiu ainda, que a estratégia utilizada em corrida foi o ponto forte da equipa: «Tenho que agradecer à equipa pelo excelente carro e estratégia perfeita. (…) Escolhemos o modo agressivo de parar primeiro e ultrapassar os Williams deste modo, o que correu bastante bem.»

O vencedor da prova confirmou que teve que ter alguns cuidados com os travões: «Tivemos que cuidar dos nossos travões, o que foi uma tarefa complicada durante toda a corrida. Também correu perfeitamente bem para mim. Antes deste fim de semana, o meu objectivo era garantir a liderança no campeonato, o que consegui.»

Lewis Hamilton, que acabou em 2º na prova austríaca, melhor do que tinha conseguido no Canadá, na penúltima corrida, afirmou estar contente com a segunda posição no final: «Depois do que se passou ontem [Sábado] na qualificação, hoje, para mim, foi tudo para limitar estragos, por isso estou contente por conseguir ser 2º no final. Mantive o ritmo no carro mas não fui capaz de o capitalizar, por isso ter conseguido o segundo lugar neste mau fim de semana é muito bom, penso eu.»

Boa qualificação e um pódio

A Williams deste ano não se compara com a do ano passado. Bottas terminou em 3º, com um excelente percurso durante a corrida. «É difícil de explicar como me sinto neste momento. Foi o melhor champagne que provei. Todo o trabalho árduo que a equipa tem, revela-se em momentos como este. Tive um pit stop que realmente me colocou na luta e que mudou a minha corrida, por isso bom trabalho dos rapazes (…), tendo os dois carros pontuado, é o que nós queríamos e por isso terceiro e quarto é um grande resultado. Ainda faltam dois lugares no pódio para preencher, mas por agora vamos desfrutar do momento

Massa, o quarto classificado, estava contente com a posição que o colega garantiu: «Estou bastante contente pelo Valtteri, ele fez um excelente trabalho. Tivemos uma boa luta com a Mercedes mas claramente nunca estivemos próximos da vitória. (…) Parar primeiro e voltar à corrida em 4º foi um pouco desapontante mas isso é corrida. Foi um fim de semana positivo para toda a equipa e emocional também.»

«A minha melhor corrida da época», afirma Alonso

Fernando Alonso considera que acabar a poucos segundos dos Mercedes já é uma vitória: «Penso que posso considerar qua esta foi a minha melhor corrida da época, porque acabar a dezoito segundos dos Mercedes numa corrida sem Safety Car ou sem qualquer incidente, é um bom resultado. Foi impossível manter o Hamilton atrás de mim e o quinto lugar foi mesmo o melhor que conseguimos fazer hoje, porque os primeiros quatro carros estavam mais rápidos e por isso mereceram terminar à nossa frente».

Derrota em casa

Podemos considerar a Red Bull como os maiores derrotados na prova austríaca, no circuito que serve de casa à equipa. Com a desistência de Vettel e o oitavo lugar de Ricciardo, Christian Horner, aponta o dedo à Renault, dizendo que é «inaceitável» a performance dos motores franceses. Ainda assim, garante que «no final do dia nós vencemos quatro Campeonatos Mundiais com a Renault, vencemos todas as nossas corridas com eles. Temos que confiar neles para estarem em cima destes problemas.»

Christian Horner considera inaceitável o comportamento dos motores Renault (fonte:redbull.com.au)

Ricciardo assegura que ainda há trabalho a fazer: «O movimento da última volta colocou um sorriso na minha cara, mas fora isso não foi uma grande corrida para nós - ainda temos um pouco de trabalho para fazer.»

O tetra campeão do mundo, Sebastian Vettel, com as unidades motrizes da Renault, considerou que «tem sido uma má primeira metade da época, com algumas desistências e outros problemas, mas penso que faz parte do jogo. Podemos, hoje, aprender bastante e foi bom que o Daniel garantiu alguns pontos para a equipa

VAVEL Logo
CHAT