Brasil e México não tremem e dão espectáculo a caminho dos oitavos

Brasil e México não tremem e dão espectáculo a caminho dos oitavos

As duas selecções carimbaram esta noite a passagem aos oitavos-de-final do Mundial 2014. Muitos golos e exibições seguras para mostrar peito aos futuros adversários. Neymar bisou diante dos Camarões e já leva quatro tentos na competição.

vavel
VAVEL

O classificação do grupo A ficou esta noite definida com as vitórias de Brasil e México, os dois apurados para a fase seguinte deste Mundial 2014. A formação dirigida por Scolari goleou, no Estado Nacional, a frágil selecção dos Camarões por 4-1, enquanto os mexicanos, no Arena Pernambuco, deceparam as esperanças croatas, vencendo por 3-1. Os «canarinhos» terminaram no topo, com 7 pontos, seguidos pelo México com a mesma pontuação.

A Croácia precisava de vencer a selecção de Miguel Herrera para seguir em frente, mas a superioridade mexicana foi visível: Rafa Márquez iniciou a contagem, de canto, Guardado ampliou a vantagem e Chicharito Hernandez completou o trio de golos. Perisic reduziu a diferença. A «tricolor» ficou atrás do Brasil devido ao «goal average». Neymar bisou e foi acompanhado no samba dos golos pelo avançado Fred e por Fernandinho. O tento africano foi apontado por Joel Matip.

México nos oitavos: de 94 para cá e sem interrupções

O México volta assim a progredir para os oitavos-de-final, já que em 2010, na África do Sul, a selecção também se apurou na fase de grupos, atrás do Uruguai, somando 4 pontos. Olhando para o filme dos últimos Mundiais de Futebol, constatamos que o México não falha os oitavos-de-final desde o Mundial de 1994 - cinco provas consecutivas a entrar no restrito grupo das melhores 16 selecções do planeta. A selecção tricolor permaneceu invicta na fase de grupos, tendo inclusivamente travado o anfitrião Brasil, numa partida que acabou empatada a zeros.

Neymar bisou pela segunda vez

Candidato crónico à vitória final, o poderoso «escrete» realizou a melhor exibição até agora, goleando os Camarões, que jogaram sem preconceitos nem constrangimentos tácticos. Os africanos, já eliminados, viram Neymar abrir a contagem, qual ponta-de-lança a concluir uma jogada no coração da área, O empate surgiu por Matip mas o goleador do Barcelona (goza de maior liberdade táctica no Brasil do que no clube catalão, onde está fixado na faixa esquerda) voltou a marcar, depois de uma fuga pela zona central - quarto golo de Neymar, autêntica coqueluche da formação «canarinha».

Holanda e Chile no caminho para a final

Definidos os resultados dos grupos A e B, o destino dos quatro apurados está traçado: o anfitrião Brasil defrontará a sensação do Chile, formação que carimbou a passagem aos oitavos-de-final depois de bater a Austrália e a Espanha, campeã eliminada com estrondo. O México irá encontrar pelo caminho a selecção holandesa, que ficou em primeiro lugar do seu grupo, com nove pontos.

VAVEL Logo
CHAT