Holanda vence o Chile e segura liderança do grupo B

Holanda vence o Chile e segura liderança do grupo B

A «laranja mecânica» bateu ontem o Chile e confirmou o primeiro lugar do grupo B, com a selecção sul-americana a ficar na segunda colocação. Ambas as formações estava já apuradas antes do duelo da terceira ronda. A Espanha despediu-se da prova com uma vitória por 3-0 ante a Austrália.

vavel
VAVEL

Holanda e Chile já estavam apurados para os oitavos-de-final antes de entrarem para o relvado, ontem. Ambas as selecções tinham seis pontos e faltava apenas definir quem passaria na liderança do grupo: a vitória holandesa, por 2-0, confirmou a superioridade da «laranja mecânica». No outro jogo do grupo, o jogo dos derrotados viu a Espanha despedir-se do Mundial com uma vitória sobre a Austrália, por 3-0.

Fer e Depay sentenciaram liderança

Apesar do esforço estóico de Alexis Sánchez e das várias oportunidades de golo criadas pelo conjunto chileno, foi a Holanda de Van Gaal a levar os três pontos, por intermédio do pragmatismo de Leroy Fer e de Memphis Depay. O primeiro marcou através de um golpe de cabeça e foi já nos descontos que Depay, servido magistralmente por Robben, encostou para a baliza, selando o resultado.

Duas das estrelas das constelaçãos presentes falharam a partida, por razões distintas: o goleador Van Persie não jogou devido a castigo, já Arturo Vidal ficou no banco devido a uma poupança feita pelo seu treinador, Jorge Sampaoli. O conjunto dos Países Baixos terminou a fase de grupos com 9 tentos apontados.

Espanha diz «adiós» com três golos 

Apenas a honra restava defender, tudo o resto estava perdido. Os espanhóis bateram com facilidade a Austrália com golos de Villa, Fernando Torres e Juan Mata (que vai abandonar a selecção), dizendo dessa forma adeus à prova, que muitas más memórias reservará para os pupilos de Del Bosque. Sem glória, «La Roja» abandona o Brasil com 3 pontos e um claro prenúncio de mudança no horizonte.

Vicente Del Bosque olha para o futuro com optimismo: «Terminámos um ciclo de seis anos em que estivemos quase sempre na liderança do rankingda FIFA, além de termos conquistado vários títulos», afirmou ontem depois da partida, aconselhando calma contra a histeria crítica dos adeptos: «O futuro está salvaguardado, seja com que selecionador for. A base é boa, há gente que pode ajudar muito e jovens com qualidade. Há que manter a calma».

VAVEL Logo
CHAT