Portugal reza por milagre no grupo G
Os Portugueses confiam no melhor do mundo para superar o Gana. (Fonte: Lusa)

No último dia da fase de grupos do Mundial, todos os jogos são importantes e os seus resultados influenciam directamente a passagem aos Oitavos de outras selecções.

Só uma conjugação milagrosa de resultados salva Portugal

Portugal defronta às 17h00, em Brasília, a selecção do Gana. Para as duas selecções, apenas a vitória interessa. Para os Black Stars, uma vitória diante de Portugal, caso a selecção Americana perca o seu jogo frente à Alemanha, dita o apuramento dos Africanos. Já para a selecção de Paulo Bento, o cenário é bem mais negro. Não só Portugal tem de ganhar o seu jogo, como ainda tem que anular a desvantagem de golos que tem neste momento.

Assim sendo, por exemplo, Portugal teria de ganhar 3-0 ao Gana e esperar que o EUA perdessem por 2-0 contra os Alemães. Cenário difícil para a turma das Quinas, ainda para mais tendo em conta o avultado número de lesões com que o departamento médico da Selecção se depara (Patrício, Coentrão - que já voltou a Portugal -, Bruno Alves, A.Almeida, Postiga, H.Almeida). No entanto, a esperança será sempre a última a morrer.

No outro jogo do grupo, Alemanha e Estados Unidos medem forças. Relembrando a teoria de jogos de Nash, se as duas selecções decidirem cooperar, ambas ganham. Um empate entre as duas selecções é suficiente para ambas seguirem rumo aos oitavos, com a Alemanha a terminar primeira do Grupo, seguida dos Estados Unidos. No entanto, cremos que a ética desportiva vai falar mais alto e que tanto a Mannschaft como os Yanks quererão ganhar o seu jogo e fixar-se no primeiro posto do Grupo.

Bélgica quer confirmar o primeiro posto

Em jogo que opõe Rússia e Argélia, as Raposas do Deserto tentarão alcançar os Oitavos de final, para assim ultrapassar o trauma de 1982, em Espanha, em que foram eliminados da fase de grupos, apesar de terem registado 6 pontos. Os pupilos de Vahid Halilhodzic estão motivados, depois da vitória por 4-2 sobre a Coreia do Sul e o empate pode ser suficiente para garantir a passagem aos Oitavos. No entanto, a selecção de Slimani e Ghilas quererá confirmar o bom momento e acabar com quaisquer dúvidas que possam existir e vencer o jogo, visto que a par da Bélgica, já qualificada, são os únicos que dependem de si próprios.

Já a selecção de Fábio Capello tem de vencer este jogo e esperar que a Coreia não vença e anule a desvantagem de golos, para poder passar à fase seguinte. A turma de Capello tem decepcionado, não só pelos resultados, mas como pela fraca qualidade de jogo, supostamente assentada numa gestão da posse de bola, mas que não assuta nenhuma baliza adversária.

Slimani brilhou diante da Coreia do Sul, com um golo e uma assitência. (Fonte: AFP)

No outro jogo do Grupo H, Coreia do Sul e Bélgica defronta-se. A turma de Marc Wilmots já carimbou o passaporte para os Oitavos e deverá gerir o cansaço físico, pois um empate serve-lhe para terminar em primeiro lugar do grupo. Os Guerreiros Taeguk necessitam obrigatoriamente de vencer a partida, por uma diferença superior a 2 golos, e torcer para que a Rússia bata a Argélia pela margem mínima (1-0).

Como podemos constatar, o último dia da fase de grupos do Mundial ainda pode apurar selecções que estão quase condenadas, mas um milagre teria de acontecer.

VAVEL Logo