França e Nigéria lutam por um lugar nos quartos
Benzema e Musa são as figuras das suas selecções. (Fonte: Globo)

França e Nigéria lutam por um lugar nos quartos

França e Nigéria defrontam-se para carimbar um lugar nos quartos de final e defrontar Alemanha ou Argélia.

francisco-fontes
Francisco Fontes

França e Nigéria procuram um lugar nos quartos de final. Apesar do claro favoritismo Francês, a história está do lado Africano. No único jogo entre as duas selecções, as Super Aguias bateram os Gauleses por 1-0.

A agradável surpresa Francesa

A selecção francesa chega à fase a eliminar como sendo uma das boas surpresas deste Mundial. Apesar de não poder contar com o astro do Bayern, Franck Ribéry, os Gauleses conseguiram o primeiro lugar do grupo sem grande sobressalto, conseguindo uma vitória notável, por 5-2, sobre a Suíça. Os Franceses apresentaram um futebol de grande qualidade, sendo que o meio-campo e o ataque parecem estar muito bem oleados. A meia do terreno, que costuma ser ocupada por Matuidi, Sissoko, Cabaye/Pogba garante não só qualidade téncica superior mas também uma capacidade de combate como ainda não vimos em nenhuma equipe neste Mundial. Depois, na frente de ataque, reside o maior activo de França. Com Valbuena e Griezmann nas alas, a magia é garantida, com os dois alas capazes de desiquilibrar, seja na finta ou na velocidade. No centro do ataque reside a figura da selecção de Didier Deschamps. Karim Benzema foi um dos destaques desta fase de grupos.

O avançado apontou 3 golos (que poderiam ter sido 5) e tem sido destaque, igualmente, pela grande capacidade de trabalho, procurando sempre os espaços vazios do terreno e percorrendo kilómetros para ajudar a sua selecção. No entanto, para este jogo terá a oposição de uma Nigéria, que apesar de não ter o encanto de outros tempos, é igualmente muito forte tecnicamente. Para este jogo, Deschamps deverá alinhar com a seguinte equipe:

Super-Águias sonham em chegar aos quartos

Apesar do claro favortitismo francês, não só por apresentar melhor futebol mas também por ter melhores individualidades, a selecção da Nigéria, comandada por Stephen Keshi, sonha com os quartos.

A qualificação dos Nigerianos para os oitavos não foi fácil, com a selecção a somar apenas 4 pontos nos 3 jogos. No entanto, a única derrota que concedeu foi frente à toda poderosa Argentina de Messi e os albicelestes tiveram que suar para derrotar a Nigéria por 3-2. Este jogo deixou muito boas indicações do lado Africano, que soube defender quando tinha que fazer, mas também soube partir para a frente, sempre com grande perigo e objectividade.

A defesa parece ser o sector menos fiável da selecção Nigeriana, nomeadamente os laterais, que não conseguem dar profundidade suficiente ao ataque das Super Águias e depois denotam graves lacunas posicianais no momento defensivo. É este o sector que deverá cometer mais erros e será provavelmente pelas laterias que irá surgir um golo francês.

Já o meio-campo Nigeriano, é um meio campo mais de combate e não tem qualidade de passe suficiente para ligar com eficiência o sector do meio ao mais avançado. Apesar de ter jogadores com qualidade, que jogam na Europa em grandes clubes, nenhum deles tem a capacidade de fazer um último passe a desiquilibrar, o que dificulta muito o trabalho dos avançados.

No ataque é onde reside a magia Nigeriana. A velocidade dos quatro elementos mais adiantados em campo, juntamente com alguma qualidade técnica dão algumas esperanças aos Africanos, que tentarão explorar a velocidade dos alas Musa e Moses, a criatividade de Odemwingie e a capaicdade de finalização de Emenike para criar graves problemas à defensiva francesa. Aliás, Musa tem-se destacado, particularmente no jogo com a Argentina, onde bisou, e já leva 3 golos neste Mundial.

Musa é o homem mais do ataque Nigeriano. (Fonte: Getty Images)

Para o jogo, espera-se uma Nigéria mais defensiva, mas a procurar explorar a velocidade do seu sector avançado, em todos os contra-ataques.

VAVEL Logo
    CHAT