FP1 do GP da Grã-Bretanha: Mercedes domina, Williams desilude
Já decorreu a primeira sessão de treinos no mítico traçado britânico ( imagem:skysports.com)

FP1 do GP da Grã-Bretanha: Mercedes domina, Williams desilude

Sessão de ambientação com muitos problemas mecânicos, com a Williams em maus lençóis e a Mercedes a dominar mais uma vez.

fabiocostamendes
Fábio Mendes

A primeira sessão de treinos foi marcada por muitas saídas de pista e vários problemas mecânicos.

No início, com a pista com pouca borracha ainda, o que não permite os niveis de aderência desejados, notou-se muita instabilidade nos monolugares, instabilidade que foi significativamente aumentada pelo vento que se fazia sentir em Silverstone e que fez alargar para fora dos limites de pista as trajectórias de vários pilotos, como Rosberg, Vettel, Ricciardo...

A desilusão na Williams

Susie Wolff sem sorte na sua 1ª sessão de treinos (imagem: BBC)

A grande desilusão da FP1 foi a Williams. Susie Wolf, com a sua primeira grande oportunidade de mostrar o seu valor, apenas conseguiu fazer uma volta e meia em ritmo competitivo. Uma bomba de óleo deixou de funcionar correctamente e cortou o motor, deitando por terra o sonho de fazer uma sessão de treinos completa. Muito azar para Susie, que esperou muito por este momento. Terá outra oportunidade no GP da Alemanha. Para piorar a situação da Williams, Massa teve uma violenta saída de pista, embatendo num dos muros de protecção e danificando bastante o carro, saindo felizmente ileso do acidente. Curiosamente foi na mesma curva em que no ano passado, num treino, também saiu de pista.

Ferrari bem colocada na tabela 

Alonso foi o que mais próximo esteve dos tempos da Mercedes, que continuam a não dar hipóteses à concorrência, mas é algo já habitual na Ferrari, que depois em corrida parece perder fulgor. Segundo a Pirelli, o problema está na afinação do carro, que é feita a pensar em demasia na qualificação, o que depois prejudica o ritmo de corrida. A Ferrari desmentiu dizendo que a performance do carro não permite mais.

O Iceman anunciou que pode estar de saida da F1 em 2015 (imagem: BBC)

Raikkönen foi 5º, um dia depois de ter anunciado que provavelmente 2015 será o seu último ano na F1. Ricciardo continua a não facilitar e ficou mais uma vez na frente de Vettel (4º e 6º respectivamente). Não esquecer que este traçado favorece bastante os Red Bull e como tal poderão reservar uma surpresa.

Button fez 7º e com certeza vai entrar com a "faca na boca", depois de Ron Dennis o ter "motivado" de uma forma bem caricata, pondo em causa o rendimento do britânico ao dizer que espera que faça melhor que Magnussen (o que tem feito quase sempre este ano). A resposta de Button foi elegante mas incisiva: «Penso que estamos numa situação dificil há 18 meses e como tal todos nós devemos fazer melhor e não apontar o dedo a alguém em especifico». 

Kvyat, Vergne e Magnussen fecharam o top 10 da primeira sessão de treinos.

Falhas mecânicas cada vez mais frequentes

Até os motores Mercedes mostram dar sinais de começar a falhar com apenas meia época decorrida ( imagem: BBC)

Por fim destacar as várias falhas mecânicas que os carros foram experimentando ao longo da sessão. Susie Wolf como já referimos, mas tambem os Red Bull voltaram a  ter alguns problemas com a caixa, e o Mercedes de Rosberg teve problemas com o ERS. O Lotus de Maldonado apenas vez 2 voltas, também com problemas de motor. As equipas usam componentes mais antigos para fazer os treinos e o seu uso começa a ser notado nestas situações. A tecnologia é recente e ainda pouco fiável. Como estamos apenas a pouco menos de meio da época, a fiabilidade ainda vai fazer mudar muita coisa no que ao campeonato diz respeito.

Merecem ainda destaque as presenças de Van der Garde (Sauber), Daniel Juncadella (Force India) e Robin Frijns (Caterham), que ficaram em 15º, 14º e 20º, respectivamente, e que foram as "caras novas" nesta sessão de treinos.

Tempos da FP1:

1º Nico Rosberg (Mercedes), 1m35,424s – 25 voltas
2º Lewis Hamilton (Mercedes), 1m36,155s (+ 0,731s) – 22 voltas
3º Fernando Alonso (Ferrari), 1m36,263s (+ 0,839s) – 23 voltas
4º Daniel Ricciardo (Red Bull-Renault), 1m36,623s (+ 1,199s) – 21 voltas
5º Kimi Raikkonen (Ferrari), 1m36,703s (+ 1,279s) – 23 voltas
6º Sebastian Vettel (Red Bull-Renault), 1m36,921s (+ 1,497s) – 20 voltas
7º Jenson Button (McLaren-Mercedes), 1m36,963 (+ 1,539 25
8º Daniil Kvyat (Toro Rosso-Renault), 1m37,175s (+ 1,751s) – 29 voltas
9º Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Renault), 1m37,227s (+ 1,803s) – 25 voltas
10º Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes), 1m37,231s (+ 1,807s) – 30 voltas
11º Sergio Pérez (Force India-Mercedes), 1m37,720s (+ 2,296s) – 22 voltas
12º Romain Grosjean (Lotus-Renault), 1m37,910s (+ 2,486s) – 21 voltas
13º Esteban Gutiérrez (Sauber-Ferrari), 1m38,056s (+ 2,632s) – 18 voltas
14º Daniel Juncadella (Force India-Mercedes), 1m38,083s (+ 2,659s) – 23 voltas
15º Giedo Van der Garde (Sauber-Ferrari), 1m38,328s (+ 2,904s) – 19 voltas
16º Jules Bianchi (Marussia-Ferrari), 1m38,917s (+ 3,493s) – 12 voltas
17º Felipe Massa (Williams-Mercedes), 1m39,461s (+ 4,037s) – 7 voltas
18º Max Chilton (Marussia-Ferrari), 1m39,814s (+ 4,390s) – 24 voltas
19º Marcus Ericsson (Caterham-Renault), 1m40,597s (+ 5,173s) – 19 voltas
20º Robin Frijns (Caterham-Renault), 1m42,261s (+ 6,837s) – 11 voltas
21º Susie Wolff (Williams-Mercedes), 1m44,212s (+ 8,788s) – 4 voltas
22º Pastor Maldonado (Lotus-Renault), sem tempo – 2 voltas
 

A segunda sessão de treinos arranca às 14h.

VAVEL Logo
CHAT