FP2 do GP da Grã-Bretanha: problemas caricatos
Mercedes sempre no topo da tabela de tempos (imagem:Mercedes)

FP2 do GP da Grã-Bretanha: problemas caricatos

Não foi uma sessão calma, com muitos problemas em vários monolugares. No entanto, a Mercedes manteve-se na liderança.

fabiocostamendes
Fábio Mendes

Tal como na FP1 esta manhã, a FP2 teve muitos incidentes com vários carros a apresentarem problemas, alguns deles quase caricatos. Ainda que Hamilton tenha sido traído pelo motor do seu Mercedes, a marca alemã continuou a dominar a tabela de tempos. Nota positiva também para a Ferrari, com Alonso a ser o terceiro mais rápido da tarde, à frente dos Red Bull e dos Williams.

Problemas inesperados para Williams e Toro Rosso

Jean-Eric Vergne foi um dos acidentados da tarde: o francês da Toro Rosso viu a sua roda dianteira esquerda ficar danificada sem motivo aparente para isso. Parece ter sido um colapso do parafuso da roda que provocou a quase saída da roda em andamento. Depois de um colapso de suspensão na Áustria, a Toro Rosso vê mais um componente falhar, o que se torna bastante preocupante. Já não bastavam os sucessivos abandonos que têm assolado a equipa, agora com estas falhas os pilotos podem começar a sentir algum receio. São peças que normalmente não devem falhar e quando acontece o resultado pode ser complicado.

A Williams também viu o FW36 de Bottas ficar quase sem a cobertura do motor. Do nada, a cobertura cedeu, algo raro nas pistas e sobretudo estranho. Pensou-se que seria algum componente do motor que tivesse explodido (o turbo por exemplo) mas pelos vistos foi só "chapa". Uma situação caricata e a rever para a Williams.

Alonso manteve o 3º posto na tabela. Bom sinal para a Scuderia? (imagem: Ferrari)

Mercedes com falhas no motor

A Mercedes voltou a ter problemas, com Hamilton a ficar parado no meio da pista com o motor parado. A Mercedes não desvendou ainda qual o problema, mas o britânico perdeu a oportunidade de testar a afinação com os pneus médio e com mais combustivel. A tão falada partilha de informação terá mesmo de acontecer para optimizar a afinação do carro. Mas a Mercedes começa a ter já algumas falhas mecânicas no seu curriculo. O W05 não é tão perfeito quanto se pensa.

Em relação aos tempos, Hamilton foi o mais rápido, seguido de Rosberg, trocando a ordem da sessão da manhã. Alonso manteve o 3º lugar e foi Ricciardo que apareceu na 4ª posição seguido de Vettel. Os Red Bull continuam a prometer bastante para este fim de semana.

Os Red Bull estão  a prometer uma boa corrida Domingo. (Imagem Red Bull)

Bottas em 6º, não teve tempo de acabar o seu "stint" como atrás referido, Button manteve-se na frente de Magnussen (7º e 8º respectivamente), Raikkonen e Vergne a fecharem o top 10.

Foi claramente um dia estranho ao nivel de falhas mecânicas e não só. Já no ano passado Silverstone tinha sido palco dos vários rebentamentos dos pneus, e hoje não foi um dia livre de problemas para as equipas. Será que a vontade de poupar no peso e no dinheiro está por detrás destas falhas?

Tempos da FP2:

1º Lewis Hamilton (Mercedes), 1m34,508s – 14 voltas
2º Nico Rosberg (Mercedes), 1m34,736s (+ 0,228s) – 35 voltas
3º Fernando Alonso (Ferrari), 1m35,244s (+ 0,736s) – 32 voltas
4º Daniel Ricciardo (Red Bull-Renault), 1m35,511s (+ 1,003s) – 11 voltas
5º Sebastian Vettel (Red Bull-Renault), 1m35,627s (+ 1,119s) – 27 voltas
6º Valtteri Bottas (Williams-Mercedes), 1m36,016s (+ 1,508s) – 33 voltas
7º Jenson Button (McLaren-Mercedes), 1m36,228s (+ 1,720s) – 34 voltas
8º Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes), 1m36,299s (+ 1,791s) – 35 voltas
9º Kimi Raikkonen (Ferrari), 1m36,554s (+ 2,046s) – 29 voltas
10º Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Renault), 1m36,583s (+ 2,075s) – 26 voltas
11º Felipe Massa (Williams-Mercedes), 1m36,671s (+ 2,163s) – 29 voltas
12º Daniil Kvyat (Toro Rosso-Renault), 1m36,778s (+ 2,270s) – 31 voltas
13º Esteban Gutiérrez (Sauber-Ferrari), 1m36,951s (+ 2,443s) – 35 voltas
14º Pastor Maldonado (Lotus-Renault), 1m37,064s (+ 2,556s) – 35 voltas
15º Romain Grosjean (Lotus-Renault), 1m37,097s (+ 2,589s) – 33 voltas
16º Sergio Pérez (Force India-Mercedes), 1m37,236s (+ 2,728s) – 37 voltas
17º Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes), 1m37,449s (+ 2,941s) – 27 voltas
18º Adrian Sutil (Sauber-Ferrari), 1m37,520s (+ 3,012s) – 25 voltas
19º Jules Bianchi (Marussia-Ferrari), 1m38,658s (+ 4,150s) – 11 voltas
20º Kamui Kobayashi (Caterham-Renault), 1m39,068s (+ 4,560s) – 31 voltas
21º Max Chilton (Marussia-Ferrari), 1m39,224s (+ 4,716s) – 28 voltas
22º Marcus Ericsson (Caterham-Renault), 1m39,762s (+ 5,254s) – 21 voltas

VAVEL Logo
CHAT