Oblak está de saída para o Atlético Madrid e já fala à «colchonero»
Oblak está de saída para o Atlético Madrid

Oblak está de saída para o Atlético Madrid e já fala à «colchonero»

Oblak está de saída para o Atlético Madrid, apesar dos clubes ainda não terem oficializado a transferência, o jovem já falou como jogador do campeão espanhol.

ines-figueiredo
Inês André de Figueiredo

Jan Oblak está de saída para o Atlético de Madrid e assume as responsabilidades quanto à concretização do negócio. O jogador esloveno de 21 anos, campeão português pela equipa do Benfica, assumiu que sempre sonhou «jogar na Liga espanhola» e que e este «era um desafio que queria agarrar». Numa entrevista ao jornal «A Bola» Oblak frisou que «o presidente [do Benfica] tudo fez para que não saísse, mas a minha vontade era de assinar pelo Atlético Madrid».

Apesar de ainda nenhum dos clubes ter oficializado a transferência, o jogador esloveno já fala como jogador do Atlético. O guardião afirmou que nunca esquecerá «os anos em que estive ligado ao Benfica», agradecendo a oportunidade dada e não deixando de intitular de «fantástico» o clube da Luz, que o contratou em 2010. O jornal espanhol «As» garantiu que o negócio terá sido concretizado pelos 16 milhões de euros da cláusula de rescisão.  

A contratação do esloveno vem na sequência da saída do belga Courtois do clube «colchonero»: o internacional campeão pelo Atlético em 2013/2014 irá defender a baliza do Chelsea e Oblak será, ao que tudo indica, o substituto, em quem se depositam elevadas expectativas na tarefa de fazer esquecer o gigante da Bélgica.

Apesar do momento de gratidão que mostrou ao longo das declarações, o jovem esteve ausente do regresso à temporada benfiquista, pressupostamente, sem apresentar quaisquer justificações, embora o clube não tenha tomado oficialmente nenhuma posição antagónica em relação a tal (eventual) comportamento.

Em relação a este assunto, a antiga glória do Benfica, António Simões, julga que o guarda-redes está «mal representado e apresenta falta de princípios, mesmo considerando que tem toda a legitimidade». A antiga glória encarnada falou ainda em «ingratidão» e «falta de consideração» por parte do guarda-redes, em entrevista à Rádio Renascença. O esloveno já é reincidente nestas situações: no ano anterior recusara-se a apresentar-se em Portugal e só o fez perto do fim do mês de Agosto, quando renovou até 2018.

A saída de Oblak deixa o Benfica numa situação complicada: o jovem foi o guarda-redes titular na segunda metade da época, pois agarrou o lugar depois da lesão de Artur. Ao longo dos jogos, Oblak demonstrou qualidades indubitáveis e tornou-se rapidamente num ídolo das massas benfiquistas. No início da temporada o Benfica deu autorização ao guarda-redes brasileiro para procurar clube o que indica que está fora das opções de Jorge Jesus.

Desta forma, o clube da Luz está no mercado em busca de um guarda-redes para a baliza encarnada -Keylor Navas, titular da baliza da Costa Rica, Júlio César, guardião do escrete, e Fraser Forster, «keeper» do Celtic, têm sido as escolhas mais ventiladas pela imprensa. Além das opções mais dispendiosas, o Benfica poderá também estar no encalce de Vagner, guarda-redes do Estoril.

VAVEL Logo
CHAT