Bebé é a nova esperança de ataque, Romero a certeza defensiva
Bebé estreou-se no 0-1 diante do Ajax, na Eusébio Cup (Foto: Daniel Rocha)

Duas contratações sonantes parecem querer colocar um sorriso na face dos adeptos encarnados, que tantas desilusões têm sentido com as saídas de jogadores importantes que edificaram o Benfica campeão, versão 2013/2014. Bebé, resgatado ao Manchester United e Sergio Romero, à Sampdoria, são as apostas do Benfica para a nova temporada, juntamente com Eliseu, desejo antigo de Jorge Jesus.

Apesar destas vindas (Romero carece de total confirmação), as imensas saídas e os resultados da pré-época têm-se fundido para fazer desvanecer o sorriso da face dos associados encarnados. O Benfica vem de três derrotas consecutivas, a última delas diante do Ajax, ontem na Luz, na disputa da «Eusébio Cup», por 0-1, golo da promessa Ricardo Kishna. Num jogo dividido, o desacerto atacante impediu o Benfica de marcar golos - Jara falhou até uma grande penalidade.

Frustados pelo desinvestimento no plantel, os adeptos da Luz poderão ver nas novas contratações um impulso que acrescentará qualidade ao grupo; ainda assim, olhando para o horizonte, sabem que Jesus precisará de tempo para reorganizar e remodelar o conjunto encarnado, rumo a um onze competitivo e no caminho da pretendida hegemonia nacional.

Bebé reforça ataque com versatilidade

O Benfica perdeu Markovic e Rodrigo, contando com um Cardozo cada vez mais secundário e na iminência de perder Gaitán para o Mónaco. Nesta situação, a contratação de Bebé assenta como uma luva nas necessidades de Jesus: o extremo pode alinhar nas alas e também dar poderio ao centro do ataque, como demonstrou ao serviço do Paços, onde se revelou goleador. O melhor marcador português da Liga Zon Sagres 2013/2014 estreou-se na «Eusébio Cup» e terá como objectivo a titularidade: jogar ao lado de Lima é uma forte possibilidade.

Eliseu para dar «turbo» à ala esquerda

Competente a defender, Eliseu é ainda melhor no apoio ao ataque - exactamente como gosta Jorge Jesus, que prefere os seus defesas laterais com apetência para as movimentações ofensivas. O lateral do Málaga assinou pelo Benfica e cumpriu-se assim um desejo antigo de Jesus, que o estreou contra o Ajax, assim como Bebé. Concorrência garantida para Loris Benito, que tem demonstrado força, resistência mas latentes desacertos defensivos.

Romero será o guardião intocável do novo Benfica

Último bastião defensivo da Argentina no Mundial 2014, Sergio Romero está prestes a tomar o lugar deixado vago por Oblak: o guarda-redes da Sampdoria discute pormenores contratuais e deverá assinar com o Benfica no decorrer desta semana, saindo de Itália por um milhão de euros. O jogador de 27 anos esteve emprestado o Mónaco na temporada passada, longe da titularidade que agora poderá agarrar sem problemas.

VAVEL Logo