Caterham reage e vai processar os trabalhadores despedidos
A Caterham dispensou recentemente 40 trabalhadores (foto: Caterham)

Caterham reage e vai processar os trabalhadores despedidos

Vinte e quatro horas depois de saber que os 40 trabalhadores despedidos por si vão processar a empresa, a Caterham aunciou que vai agora processá-los por difamação.

Speeder76
Paulo Alexandre Teixeira

A Caterham decidiu agir legalmente contra o grupo de 40 pessoas que foram despedidas a meio do presente mês, na sequência da decisão de cortar despesas. O grupo de trabalhadores alegou que foram despedidos sem justa causa e que não lhes foram pagos os salários de Julho, bem como outras indemnizações.

Caterham desmente ex-trabalhadores

Contudo, a Caterham reagiu esta tarde, num comunicado oficial, acusando-os de difamação e anunciando que lhes irá mover o correspondente processo legal. Afirma a nova direcção da equipa de Leafield que os salários foram integralmente pagos, ainda antes do final do mês, e que tais acusações por parte dos trabalhadores são mentira. Para além disso, a Caterham explica também que esses trabalhadores não eram empregados directos da marca, mas que pertenciam a uma firma fornecedora de serviços, agora controlada por um consórcio suiço-árabe.

Eis o comunicado na íntegra:

«A Caterham F1 Team leu com grande preocupação as mais recentes notícias sobre um grupo de indivíduos que reivindica um "despedimento sem justa causa" da equipa de Fórmula 1, após a sua aquisição pelos novos proprietários. 

A equipa tomará agora medidas legais contra as partes que representam os indivíduos em causa, e cada pessoa envolvida, buscando indemnização pelos danos sofridos pela equipa, devido à deturpação grosseira dos factos que foi feita por todos os interessados. 

Estas afirmações incluem a afirmação de que eles foram despedidos da própria Caterham F1 Team, e tal afirmação é incorrecta. O pessoal dispensado era empregado de uma firma fornecedora da empresa que detém a licença que lhe permite competir no Campeonato do Mundo de Fórmula 1 [a Caterham]. 

Além disso, a equipa tem lido alegações de que seus funcionários não foram pagos em Julho. Novamente, isso é totalmente falso. Cada indivíduo actualmente empregado pela Caterham F1 Team recebeu o salário de Julho no passado dia 25, uma semana antes de ser formalmente obrigatório: no último dia do mês; neste caso em concreto, seria a 31 de Julho. 

Foi também feito um pedido formal para a retirada da declaração à imprensa competente emitida no passado dia 28 de Julho, e, assim sendo, a equipa vai vigorosamente prosseguir a sua acção contra todas as partes interessadas​​. No entanto, tais notícias não permitirão distraí-la do seu foco principal, que é o de alcançar o 10º lugar no Campeonato Mundial de Fórmula 1, bem como planear as temporadas seguintes.»

VAVEL Logo
CHAT