Rojo e Slimani forçam saída do Sporting
Dupla de mundialistas está com um pé fora de Alvalade

Rojo e Slimani forçam saída do Sporting

Dia agitado em Alvalade! Marcos e Rojo e Islam Slimani não treinaram com os restantes colegas, porque exigem sair do clube. Em ambos os casos o destino parece ser Inglaterra, embora o avançado argelino ainda tenha nos turcos do Trabzonspor uma segunda alternativa.

RodolfoReis
Rodolfo Reis

Islam Slimani foi proíbido esta manhã de treinar com o plantel principal do Sporting, sendo relegado para a equipa B leonina. Tudo isto se deve ao facto do avançado ter pedido um aumento de salário imediato, de valor idêntico ao que os ingleses do Leicester City estão dispostos a oferecer-lhe em caso de contratação. Este pedido esbarrou na intransigência dos dirigentes leoninos, que prontamente colocaram Slimani a treinar com o conjunto secundário.

De acordo com a revista France Football, o argelino que tem contrato até 2017, considera que o seu salário não corresponde ao valor e preponderância que tem na formação de Marco Silva e mostra-se disposto a abandonar o clube, caso não veja correspondido o seu pedido.

As boas prestações do ponta-de-lança no último campeonato do mundo, abriram novos horizontes e vários clubes se apresentaram desde logo para adquirir o jogador, que recorde-se custou na temporada passada 300 mil euros ao Sporting. Até ao momento Leicester City e Trabzonspor foram os mais interessados, mas as propostas efectuadas não foram até ao momento do agrado de Bruno de Carvalho.

Situação semelhante aconteceu com Marcos Rojo que hoje faltou ao treino, pedindo à direcção do clube de Alvalade que o deixe sair para o Manchester United, que de acordo com a Sky Sports, fez chegar à mesa leonina uma proposta no valor de 20 milhões de euros. Outro clube inglês interessado no central argentino é o Southampton, que no entanto ainda não chegou aos valores dos red devils, vendo por isso recusado as suas ofertas bem como a equipa de Louis van Gaal. De resto esta poderá ser uma «vingança» da formação de José Fonte, que já viu neste defeso o Manchester United levar o seu antigo defesa Luke Shaw, pretendendo agora tirar Rojo ao técnico holandês.

Marcos Rojo titular da selecção argentina no Mundial do Brasil, foi também eleito para o onze ideal do evento. O certo é que tal como no passado, Bruno de Carvalho lidou com casos semelhantes aos de hoje, como são exemplos Bruma e Tiago Ilori com um «pulso de ferro», colocando sempre os interesses do Sporting acima de tudo.

Veremos o que reservam os próximos dias, mas parece certo que até para a protecção do restante grupo de trabalho, Rojo e Slimani deixaram de fazer parte das opções de Marco Silva para o encontro de sábado com a Académica, que marca o arranque leonino no campeonato.

VAVEL Logo
CHAT