Futebol português cada vez mais feminino
Futebol luso tenta ganhar o seu espaço (Foto: FPF)

Futebol português cada vez mais feminino

A ascensão mediática do futebol feminino tem sido impulsionada pelos feitos do 1º de Dezembro e, ultimamente, pelo estóico esforço do Ouriense, que tem escrito novas páginas históricas no panorama feminino da modalidade, como é o caso do recente apuramento para a fase a eliminar da Liga dos Campeões.

joao-rodrigues
João Rodrigues

A visibilidade é maior mas, infelizmente, ainda pequena em comparação com outros países da Europa. A modalidade tem crescido mas é difícil pagar as despesas inerentes à consolidação da mesma. A crise tem afectado, tal como no futebol masculino, os clubes. Os orçamentos são elevadíssimos e graças a isso o 1º Dezembro suspendeu a sua equipa sénior de futebol feminino. Mas também há factores positivos como o recente apuramento do Clube Atlético Ouriense à fase a eliminar da Liga dos Campeões, feito inédito em Portugal.

Final da Liga dos Campeões, 2013/2013, jogada no Restelo

Parece haver uma guerra entre 'o diabo e o anjo': o diabo representa as dificuldades finaceiras e o anjo os factores positivos que permitem que esta modalidade continue, tentando tornar-se próspera e disseminada.  dos fenómenos animadores tem haver com o número de praticantes nesta modalidade. Segundo Mónica Jorge, directora do futebol feminino da federação portuguesa de futebol (FPF) «Tem-se notado algum crescimento e, prova disso, foi que, de 2012 para 2013, aumentámos 11 equipas na II Divisão, mesmo com algumas dificuldades financeiras.» - dando também destaque, lá está, às dificuldades financeiras patentes.

O 1º Dezembro apesar de ter sido campeão 11 vezes consecuitvas e de ter ganhou 140 jogos seguidos no campeonato (entre Maio de 2006 e Novembro de 2012) não foi possível manter o futebol feminino do clube natural de Sintra. A federação tem ajudado os clubes. Exemplos disso são a redução de custos das deslocações, nas incrições das jogadores mas também na oferta de algum material como bolas de futebol. 

Agora, com o apuramento do Ouriense para a fase elinar da Liga dos Campões, o futebol feminino português ganhou mais visibilidade, mas ainda longe de países exímios como a Alemanha, Suécia ou Islândia que têm nas suas ligas as melhores do mundo, as chamadas «fora-de-série».

Esperemos que o Ouriense continue a fazer história passando a próxima fase da Liga dos Campeões para que a nossa visibilidade continue a aumentar e a valorização das nossas jogadores aumente pois isso é também um fator importante para melhorar a nossa liga. A selecção nacional pode ser importante nesse factor. 

* Artigo gentilmente cedido pelo projecto «Bola além-fronteiras», onde foi originalmente escrito e publicado.

VAVEL Logo
CHAT