Leões dão o pontapé de saída em Coimbra

Leões dão o pontapé de saída em Coimbra

Depois de uma semana conturbada na turma de Alvalade, o primeiro jogo na Liga Portuguesa surge ao virar da esquina frente à Académica de Coimbra liderada por Paulo Sérgio, ex treinador do Sporting na época de 2010/2011. Não se esperam facilidades em Coimbra e Marco Silva, novo treinador do Sporting, tem plena noção disso mas espera sair do reduto da Académica com os três pontos.

tiagolabreca
Tiago Labreca

Dia 17 de Agosto, o dia em que mais duas equipas do futebol português dão o pontapé de saída nas competições oficiais. Académica e Sporting defrontam-se na 1º Jornada da Liga Portuguesa, ambas com algo em comum: um treinador novo. Se de um lado temos Marco Silva a comandar os pupilos do Sporting do outro temos um regresso a Portugal de Paulo Sérgio que curiosamente vai reecontrar a equipa que treinou em 2010/2011. Paulo Sérgio na conferência de imprensa pré-jogo garantiu que o jogo apenas poderia ter esse cariz de «especial», «porque vou rever alguns amigos»

Marco Silva, o escolhido para liderar o projecto de Bruno de Carvalho no Sporting, enfrenta enormes expectativas depois de uma época tão bem conseguida por parte de Leonardo Jardim que viajou para o super milionário Mónaco. Apesar de apenas ter orientado o Estoril, Marco Silva tem demonstrado estar a altura das responsabilidades apresentando-se sempre sereno e confiante naquele que é o seu plantel. Contudo, no futebol, são os resultados que determinam o sucesso ou insucesso dos treinadores. 

A melhor tática é a estabilidade 

Lázio, Sporting de Gijón e Nacional de Montevideo foram os três últimos adversários do Sporting na pré-época e os sinais demonstrados por Marco Silva são bastante evidentes, seguir o rumo dado por Leonardo Jardim é a melhor arma para atacar o Campeonato e, posteriormente a Champions. Olhando atentamente para os onzes iniciais utilizados pelo novo treinador do Sporting, as mudanças são mínimas, apenas com a entrada de Sarr ou Rosell. De resto o esquema táctico utilizado é idêntico ao usado na época passada, apresentando uma melhoria, com André Martins a aparecer muito mais na área perto de Montero para finalizar, o que, de resto, aconteceu várias vezes nesta pré-época.

Contudo, perante as questões extra-desportivas desta semana, Marco Silva verá-se obrigado a mudar duas posições do terreno que até aí pareciam garantidas. Saem Rojo e Slimani, que nem sequer foram convocados, para as possíveis entradas do reforço Sarr e do colombiano Montero. Apesar de reconhecer a importância dos dois "mundialistas" Marco Silva garante que o Sporting não depende de dois jogadores apenas «Nem eu, nem os jogadores nem o Sporting queríamos que isto acontecesse. Era uma situação que ninguém queria, mas, como equipa, temos de dar resposta, jogue quem jogar».

Quanto a este primeiro desafio, Marco Silva demonstrou-se confiante apesar de saber que vai defrontar uma equipa com muitos reforços comparativamente com a época transacta. «Será um jogo difícil, com alguma dose extra de ansiedade pelo facto de ser o primeiro, mas, respeitando a Académica, queremos dominar, ser competentes e ganhar», afirmou o treinador do Sporting que quererá repetir o mesmo resultado da época passada quando o Sporting se deslocou a Coimbra, ou seja, vitória por expressivos 4-0. 

Académica com muitas caras novas à procura dos 3 pontos

A Briosa apresenta-se este ano com várias mudanças, desde já a mudança de treinador. Sérgio Conceição abraçou um novo projecto em Braga deixando o lugar de treinador da Académica vago. Rapidamente foi encontrada a solução que tem o nome de Paulo Sérgio, um treinador com vasta experiência tanto no campeonato nacional como no estrangeiro onde orientou clubes como o Cluj da Roménia. No plantel, também chegaram bastantes jogadores que podem dar algo de novo à equipa de Coimbra, como é o caso de Lino ex-PAOK, Rui Pedro ex-Cluj, Cristiano e Aníbal Capela, ambos emprestados pelo Braga.

«Temos sempre a ambição de preparar os jogadores para vencer. O meu desejo é que, amanhã, a Académica seja gigante, com muita concentração e determinação para fazer um bom jogo», afirmou Paulo Sérgio na conferência de imprensa que precede este jogo de estreia. Não se espera uma Académica macia a entregar o controlo do jogo ao Sporting, mas sim uma Académia aguerrida à procura de contra ataques rápidos para roubarem pontos aos favoritos para este jogo, o Sporting. 

Carrillo - Rui Pedro: A velocidade vale jogos

Se os jogos se definem por detalhes, a velocidade é um factor determinante e ambas as equipas têm jogadores que se caracterizam por este mesmo atributo. O VAVEL Portugal evidencia dois deles que estiveram em bom plano nesta pré-época. Rui Pedro, ex jogador do Cluj, regressa a Portugal com 26 anos e para quem não conhece pode jogar tanto no meio como na extrema direita. A criatividade e irreverência do seu toque fazem-no um jogador que dá nas vistas. E, tal aconteceu nesta pré-época, principalmente no jgo com o Nacional no qual marcou um golo e baralhou a defesa dos insulares. É um jogador a ter em conta para esta época

Do outro lado e com outra preponderância temos André Carrillo, a eterna promessa de Alvalade. A cumprir a terceira época de verde e branco, Carrillo parece ser um jogador prestes a explodir e a demonstrar todo o seu talento mas na hora da verdade apaga-se dos jogos e volta ao estatuto de suplente. Marco Silva parece apostar no peruano como peça fundamental do Sporting devido ao seu enorme poder técnico e velocidade e a verdade é que Carrillo tem correspondido. Nos jogos mais importantes da pré-época revelou sempre muito perigoso, com iniciativas muito prometedoras e com uma "inovação", o trabalho de equipa, quer defensivamente quer ofensivamente. Será esta a época do peruano? 

Onzes prováveis

VAVEL Logo
CHAT