Professor Machado também sob avaliação
Manuel Machado, treinador do Nacional (Foto: Francisco Leong/AFP).

Professor Machado também sob avaliação

Depois de ter alcançado uma meritória e tranquila qualificação europeia, Manuel Machado enfrenta agora um complicado desafio de início de época no Nacional.

rafaelreis
Rafael Reis

É sabido que no futebol muita coisa pode mudar numa questão de semanas ou por vezes até alguns dias tudo muda, em especial se estivermos a falar de resultados. De entre os técnicos que se encontram na nossa Liga, Manuel Machado será talvez o que melhor compreende esta filosofia e facto comprovado da modalidade em Portugal.

Conhecido pelo discurso erudita que emprega e que no passado levou mesmo a que fosse satirizado, o experiente técnico tem tido diversas oportunidades de divulgar a sua mensagem em virtude do complicado início de temporada que o clube que orienta, o Nacional, tem vindo a encontrar, para muitos de forma inesperada.

Madeirenses sentirão muitas dificuldades perante uma forte concorrência por um lugar na Europa

Numa fase ainda precoce da temporada, os madeirenses têm vindo a ‘emperrar’ num período profundamente desaconselhável uma vez que pelo meio está a ser disputada a qualificação para a Liga Europa que agora se encontra bastante mais distante, o que pode mesmo vir a deitar por terra um trabalho excelente montado por Machado na temporada transacta ao ter realizado uma Liga muito tranquila, concluída na quinta posição.

Com algumas mexidas no plantel, o grupo parece ainda necessitar de estabilidade, uma evidência que tem ficado a nu nos últimos quatro encontros, tendo tido início ainda na pré-temporada num particular perante uma Académica muito reforçada e que deverá ser um dos maiores rivais na disputa de um lugar europeu e tido continuidade na estreia nesta edição da Liga, na qual os alvinegros foram surpreendidos na Choupana por um Moreirense que poderá mesmo vir a dar que falar nesta temporada.

Depois destes dois desaires, a viagem à Bielorússia para defrontar o Dínamo de Minsk parece ter chegado na pior altura, acabando por confirmar-se essa ideia com a derrota por 2-0 que ainda assim não espelha a qualidade de ambas as equipas em virtude de o conjunto sediado na Madeira ter cometido erros de pormenor e sofrido com um erro de arbitragem, dois problemas que se repetiram em mais uma deslocação, desta feita no regresso à Liga para defrontar o Belenenses.

Tal como na actualidade, o Nacional terá em Manuel Machado um professor em avaliação

Contas feitas, o Nacional da Madeira apenas conta derrotas em jogos oficiais, o que coloca o Professor, como é carinhosamente conhecido o técnico desta equipa, sob avaliação, como de resto tem acontecido aos seus companheiros de profissão num contexto extra-futebol.

Para que a mesma seja positiva, uma vitória caseira frente ao Dínamo de Minsk poderá ser determinante – mesmo que não signifique o apuramento para a fase de grupos da Liga Europa. Interessará mesmo a Manuel Machado começar a reerguer as suas tropas, especialmente agora que o clube poderá mesmo perder em definitivo o seu principal aliado, Rui Alves, que poderá vir a ser eleito para a presidência da Liga de Clubes.

VAVEL Logo
CHAT