Enzo - William: Duelo de titãs no meio-campo
William e Enzo protagonizarão uma luta acesa no miolo (foto: RTP)

Enzo - William: Duelo de titãs no meio-campo

No derbi de Domingo muitas são as estrelas que pisarão o relvado da Luz mas mais que as fintas de Gaitan e Nani ou os golos de Lima e Slimani, Enzo Pérez e William Carvalho assumem-se como os jogadores mais importantes para as duas equipas, pela forma como assumem o meio-campo das suas equipas

joaopita
João Pita

Joga-se no próximo domingo pelas 19:00 o derbi da capital que põe frente a frente os rivais Benfica e Sporting. Em ambas as formações muitos são os jogadores que deslumbram ofensivamente, quer fazendo golos, quer assistindo outros colegas, por entre fintas e toques em habilidade.

No entanto é no meio-campo que jogam os "cérebros" de ambas as formações Lisboetas, num verdadeiro duelo de titãs que põe frente a frente o Argentino Enzo Pérez, do lado dos encarnados e o internacional Português William Carvalho, de leão ao peito.

Ameaça dos colossos até ao último dia do mercado

A dias do derbi paira sobre a Luz e Alvalade a dúvida quanto à permanência de ambos os médios em Portugal. Peter Lim quer levar Enzo para o seu Valência para jogar ao lado dos ex-colegas João Cancelo, André Gomes e Rodrigo. Com a compra do clube Espanhol o milionário de Singapura delega em Jorge Mendes a composição do plantel e da equipa técnica e o super-agente Português continua interessado em levar o médio "todo-o-terreno" Argentino para Espanha.

Depois de vários avanços e recuos parece que Enzo ficará mesmo na Luz mais uma época mas o mercado fecha na segunda-feira e até lá o médio que esteve no Brasil ao serviço da seleção das pampas poderá deixar os encarnados.

William Carvalho continua em alta em Inglaterra e depois de um interesse do Manchester United parece que quem está a apostar forte no concurso do jovem médio Português é o Arsenal de Wenger. Depois da qualificação para a fase de grupos da Champions League e dos milhões inerentes à mesma fala-se no interesse de Wenger em garantir o concurso de William para jogar como pivô defensivo dos Gunners, ao lado de nomes como Wilshere e Aaron Ramsey.

De terras de sua majestade surgem notícias sobre um eventual negócio com valores na ordem dos 30 milhões de euros e a cedência de Yaya Sanogo, Ryo Miyaichi e Serge Gnabry, jogadores dispensáveis dos Gunners.

Enzo Pérez ainda mais importante depois da lesão de Rúben Amorim

Se Enzo Pérez já era um jogador fundamental para o meio-campo do Benfica e para a estratégia de Jorge Jesus, depois da lesão de Rúben Amorim a preponderância do médio Argentino ficou ainda mais clara. No esquema de dois médios de Jesus é importante que ambos conheçam as rotinas da equipa e que ofereçam segurança à equipa para atacar com mais homens e jogar o futebol com "nota artística" que celebrizou o benfica de Jesus.

Sem Amorim e caso Enzo saia do Benfica os encarnados estariam obrigados a receber o rival de Alvalade com Samaris e Talisca como médios, dois jogadores novos e ainda sem as rotinas desejadas.

O médio Grego, contratado por 10 milhões ao Olympiakos, poderá mesmo ter de fazer a sua estreia de águia ao peito no derbi, sendo que chegou apenas esta semana e não fez a pré-época com a turma de Jesus. A presença de Enzo é fundamental para equilibrar o meio campo que estará em minoria (Marco Silva faz alinhar 3 médios no miolo) e para suavizar a possível entrada do médio Grego na equipa.

Sem plano B ao nível de William

Para a posição do camisola 14 os leões contam com Oriol Rosell, médio catalão das escolas do Barcelona que depois de uma época nos Estados Unidos volta ao futebol Europeu.

Não obstante a qualidade de Rosell a equipa do Sporting sente a falta de William sobretudo na saída de bola, devido à importância do Português na primeira fase de construção. O derbi do ano passado na luz mostrou isso mesmo, com o Sporting a apresentar-se muito aquém das expectativas sem a presença de William.

Também Adrien e André Martins sentem a falta do internacional Português, soltando-se menos no ataque e dando menos soluções ofensivas à equipa. Sem a segurança de William os médios leoninos têm menos chegada à area contrária e deixam o ponta de lança sozinho, com menos espaço para aparecer com perigo para as redes da baliza contrária.

VAVEL Logo
CHAT