Jackson (61'), Bernard (69') Amarelados: Bruno Gaspar (60'), Maicón (65'), Tomané (65'), Jackson (69'), Brahimi (74'), Gui (76'), Casemiro (81'), Bernard (92')
Resultado Vitória Guimarães e Porto na Primeira Liga 2015 (1-1)

Resultado Vitória Guimarães e Porto na Primeira Liga 2015 (1-1)

francisco-dias
Francisco Dias
Live LoaderVAVEL Live SmallLive Match

Terminada que está a 4ª jornada, o Porto e o Guimarães somam os mesmos 10 pontos que o Benfica e Rio Ave, todos empatados na frente da classificação. 

Numa exibição cinzenta dos dragões, relevo para Brahimi, que foi o melhor e mais inconformado elemento, mas para uma equipa como a do Porto a exibição fica àquem das expectativas.

Do lado do Guimarães, é de realçar a segurança de Douglas na baliza, a capacidade fantástica de André André em organizar todo o miolo do Vitória, indo o grande destaque para Bernard, que desiquilibrou ao longo dos 90 minutos. 

À jornada 4, o Porto perde os primeiros pontos na Liga, resultante do empate a 0 diante do Vitória de Guimarães no estádio D. Afonso Henriques. Depois de uma primeira parte aborrecida e sem grandes oportunidades de golo, o segundo tempo foi mais emotivo e jogado a um nível mais alto, com maior velocidade de ambas as equipas. Destaque para os golos de grande penalidade, que coloriram o resultado final. O primeiro a marcar foi Jackson Martínez, para os dragões (melhor marcador da liga, com 5 golos em 4 jornadas), que ainda assim foi insuficiente porque a resposta vimaranense não tardou, com Bernard a converter o castigo máximo, carimbando assim a igualdade a uma bola.

Final da partida. 1 ponto para cada lado.

90+3'. Mais um fora de jogo ao ataque portista, que joga mais com coração do que cabeça. Jackson é apanhado em posição irregular. 

90+2'. Substituição no Vitória: Sai Bernard, entra Bouba Saré. 

90+2'. Cartão Amarelo para Bernard. 

Vão jogar-se 3 minutos de compensação.

90'. Estreia de Aboubakar de dragão ao peito para os últimos instantes da partida. 

89'. Substituição no FC Porto: Sai Herrera, entra Aboubakar.

87'. Herrera a tentar colocar a bola na área, valeu o defesa do Vitória a ceder canto. Na sequência, Jackson e Evandro não aproveitaram o espaço concedido do último reduto vimaranense e passa o perigo.

84'. Boa iniciativa de Tello no flanco direito, que retirou o defesa vimaranense com facilidade e cruzou para Jackson, que por pouco não aproveita a deixa para recolocar os dragões em vantagem. 

83'. Mais uma boa oportunidade para Brahimi, que no entanto viu o árbitro anular o lance por posição irregular. 

82'. A pouco menos de 10 minutos do final da partida, destaque para a iteligência táctica do Vitória, que não tem permitido ao Porto construir lances de perigo nos derradeiros minutos do encontro. 

80'. Gui tenta partir para o contra-ataque, mas Casemiro pára a iniciativa do jogador do Vitória, sendo admolestado com a cartolina amarela.

79'. O Guimarães está compacto e personalizado na busca pela vitória, o Porto não terá uma tarefa fácil para conquistar os 3 pontos.

76'. Cartão Amarelo para Gui. 

75'. Substituição no Guimarães: Sai Hernâni, entra Bruno Alves. 

74'. Cartão Amarelo para Brahimi. 

72'. Golo bem anulado a Brahimi que estava ligeiramente deslocado em relação à linha defensiva do Vitória. O Porto tenta responder ao golo sofrido e jogar contra o tempo. 

70'. O árbitro auxiliar, contrariamente ao árbitro principal, anunciou a grande penalidade, que acaba por ser forçada, mas Bernard não se fez rogado e diante Fabiano colocou justiça no marcador, voltando tudo à estaca zero. Temos jogo no Afonso Henriques!

69'. GOOOOOOOOOOOOOOOOLO! BERNARD!!!!!!!

69'. Cartão Amarelo para Jackson. 

69'. GRANDE PENALIDADE PARA O GUIMARÃES.

67'. Substituição no Vitória: Sai David Caiado, entra Gui.

65'. Porto está tranquilo com a vantagem e ganha um canto, em que na sequência Maicón cabeceia desenquadrado.

65'. Cartão Amarelo para Maicón e Tomané, na sequência de desentendimento entre os jogadores das duas equipas.

64'. O golo do Porto surge contra a corrente de jogo e é um duro golpe para um Guimarães compacto e organizado que até ao momento tem dominado a partida.

63'. Substituição no porto: Sai Quintero, entra Tello.

62'. Depois de uma grande jogada de Brahimi em alta velocidade, o defesa do Vitória só conseguiu parar o argelino em falta. Paulo Baptista não teve dificuldades em assinalar a grande penalidade. Na cobrança, Jackson não tremeu e leva já 5 golos em 4 jogos, sendo actualmente o melhor marcador do Campeonato.

61'. GOOOOOOOOOOOOOOLO DE JACKSON!

60'. Cartão Amarelo para Bruno Gaspar. 

60'. GRANDE PENALIDADE PARA O PORTO. 

58'. Numa altura em que estão confirmados mais de 25 mil adeptos nas bancadas do D. Afonso Henriques, destaque para a tentativa portista de subir no terreno, procurando as oportunidades de golo que têm faltado.

57'. O inevitável Brahini vai agitando o jogo ofensivo azul e branco, acabando mesmo por ganhar um canto que ainda assim foi mal aproveitado pela equipa.

55'. Substituição no Porto: Sai Rúben Neves, entra Evandro.

54'. Grande mérito para o Guimarães, que tem conseguido exercer uma pressão alta sobre os dragões que não têm tido espaço para as habituais subidas dos laterais Danilo e Ángel.

51'. O meio campo do Porto parece estar ainda mais apático, com o Guimarães a aproveitar uma desatenção da defensiva portista, sendo David Caiado a ensaiar um remate que saiu ao lado do poste de Fabiano. 

50'. À imagem do primeiro tempo, o FC Porto mantém a dificuldade em construir jogadas de ataque.

47'. Voltam para o segundo tempo os mesmos onzes que iniciaram a partida, benificiando, na teoria, o Guimarães com estas apostas.

Recomeça a partida em Guimarães.

Os portistas demonstraram apatia e falta de ideias de jogo no miolo, estando dependentes das iniciativas de Brahimi, que ainda assustaram o guardião Douglas. Caso o Porto não faça entrar em campo Quaresma e Tello, espera-se uma segunda parte com a mesma tónica, uma vez que o fantástico jogo táctico de Rui Vitória parece estar inquebrável. 

A primeira parte do encontro foi pobre em oportunidades de golo e as duas formações parecem estar encaixadas tacticamente. No global dos primeiros 45 minutos, é justo afirmar que o Guimarães controlou mais o esférico a meio campo, com destaque para o incansável André André, que construiu o jogo criteriosamente para os jogadores da frente, onde se destacaram Bernard e Hernâni, que estiveram perto de bater Fabiano por três ocasiões.

Intervalo.

45+6'. Douglas, mais uma vez, mostra-se seguríssimo e defende com perícia. 

45+6'. Canto para o Porto naquela que poderá ser a última oportunidade do primeiro tempo.

45+3'. Pontapé forte do colombiano para uma defesa fantástica do guarião vimaranense. Provavelmente o melhor momento dos dragões em toda a primeira parte.

45+2'. Livre perigoso para os azuis e brancos, Quintero prepara-se para alvejar a baliza.

Jogar-se-ão 7 minutos de compensação, para repôr o tempo perdido.

45'. O Porto continua a não ter ideias de jogo e as linhas estão muito separadas. Parece existir uma dependência extrema da magia de Brahimi, que sozinho tenta remar contra a maré mas, até ao momento, tem sido insuficiente. Falta velocidade e criatividade na frente de ataque portista. 

40'. É retomado o jogo em Guimarães, depois de cerca de 7 minutos de paragem.

39'. Paulo Baptista está prestes a retomar a partida. Esperam-se alguns minutos de compensação depois desta paragem forçada. 

35'. O árbitro interrompe a partida por momentos, para que se acalmem os ânimos.

33'. Numa altura em que o jogo está morno, as bancadas aquecem com os adeptos do Guimarães a entrarem em confronto com as forças policiais. 

31'. Brahimi volta a aparecer no encontro e a 15 minutos do intervalo consegue a primeira oportunidade de golo para os portistas. Douglas resolve de forma espectacular. 

29'. Brahimi aparece finalmente no sectos intermediário dos invictos e serve Herrera, que procurou Jackson Martínez, que não chegou a tempo de fazer a emenda. 

27'. Mais um ensaio do Guimarães. Desta feita, Tomané a alvejar a baliza portista, deixando mais um aviso a um Porto apagado e sem chama. 

24'. A aposta do técnico espanhol em Quintero está a ser um autêntico desastre, e o colombiano não tem tido oportunidade de mostrar a sua técnica, esperando-se a entrada de Quaresma ou Tello em breve. 

21'. Rúben Neves tentou servi Indi, mas Douglas tinha a situação bem controlada. 

21'. Livre perigoso para o Porto, bate Rúben Neves. 

20'. Grande remate de Bernard, que cheirou o poste de Fabiano. 

19'. Na sequência do canto, João Afonso tenta bater Fabiano. Contudo, em posição desenquadrada, falha o alvo. 

18'. O FC Porto não consegue construir uma jogada. O conjunto azul e branco não remata há 16 minutos. Em sentido contrário, o Guimarães cresce no jogo e ganha mais um canto. 

16'. Joga-se mal no D. Afonso Henriques. O Porto recorre a faltas sucessivas, com o juíz do encontro a adiar a amostragem de cartões amarelos. 

13'. O mesmo Bernard facilita a vida a Fabiano com um tiro de pólvora seca, que em nada incomodou o brasileiro. 

12'. Mais um livre que poderá levar perigo às redes de Fabiano. 

12'. O meio campo composto por Rúben Neves, Herrera e Casemiro parece estar preso de movimentos, faltando um elemento mais criativo para distribuir jogo aos três da frente. 

10'. Nos últimos instantes, o Guimarães tem ganho mais bolas a meio campo e é visível a dificuldade que os dragões encontram em fazer chegar a bola aos extremos, por forma a construir lances de perigo. 

8'. O Vitória começa a subir no terreno, marcando o primeiro canto da partida. 

7'. O Remate foi  um autêntico passe para o tranquilo Fabiano segurar. 

6'. Pontapé livre a favor do Guimarães. Bernard prepara-se para bater. 

5'. Tentativa de Quintero servir Herrera, que aparecia em boa posição. No entanto, o mexicano não chegou ao esférico. 

4'. As duas formações tentam encaixar-se tacticamente nestes primeiros minutos, mas ainda assim o FC Porto parece estar com uma ligeira supremacia, com destaque para Rúben Neves e Casemiro, a tentar equilibrar o jogo a meio campo.

2'. Jogada bem desenhada pelo conjunto azul e branco, com o argelino Brahimi a rematar pela primeira vez no encontro para defesa atenta de Douglas. 

0'. Rola a bola no D. Afonso Henriques.

16:55. Os jogadores entram em campo. Está perto o pontapé de saída no D. Afonso Henriques. 

16:50. Destaque para a integração de Quintero no onze portista, que deixa Quaresma e Tello no banco de suplentes. O colombiano faz assim a estreia da nova temporada na titularidade e irá alinhar numa das alas.

FC Porto: Fabiano, Danilo, Maicon, Martis Indi, José Ángel, Rúben Neves, Casemiro, Herrera, Brahimi, Quintero e Jackson. 

Vitória de Guimarães: Douglas, Bruno Gaspar, João Afonso, Defendi, Traoré, Cafu, André André, Bernard, Hernâni, David Caiado e Tomané.

16:40. Já são conhecidos os onzes oficiais!

16:00. A equipa da casa não contará com Alex e Moreno, ambos a contas com lesões. Nii Plange também ficou de fora da convocatória, por castigo (foi expulso diante do Belenenses). De realçar as chamadas de Bruno Gaspar (emprestado pelo Benfica) e dee Chemman (contratado neste defeso que passou). 

15:55. Aboubakar foi convocado para a partida, podendo assim estrear-se com a camisola do Porto; Tello, recuperado de uma lesão, também integrou o lote dos convocados. Óliver, lesionado, será baixa, assim como Opare. Adrián Lopez, por opção, ficou de fora dos eleitos para o jogo em Guimarães.

15:45. Isto significa que já lá vão 23 jogos consecutivos (para o campeonato) de jejum para o Vitória SC, que não tem, claramente, sido capaz de vergar o oposição do FC Porto. Mesmo assim os jogadores da Cidade Berço deram um recente e valente dissabor aos «dragões», na temporada passada, ao empatarem os candidatos ao título num 2-2 emotivo. Nessa jornada 21, os golos foram marcados por Maazou e Marco Matias, para os da casa, e por Quaresma e Licá, para os forasteiros.

15:35. O histórico de confrontos entre as duas formações é completamente favorável aos «dragões» se tivermos em conta o passado recente no contexto da liga: o Vitória SC não bate o FC Porto desde 8 de Dezembro de 2001, quando, em casa, derrubou o Porto de Octávio Machado por 2-0, com golos de Marco Couto e Nuno Assis. Mais: desde 1993, os vimaranenses apenas bateram os portistas por 3 ocasiões: em 1996, 2-3 no Estádio das Antas, e em 1999, outro 3-2 mas agora no Afonso Henriques.

15:25. É de realçar que a senda vitoriosa do FC Porto não se limita aos jogos nacionais, pois que o clube portista acumula cinco partidas marcadas pelo símbolo da vitória: além das três vitórias internas, os «dragões» bateram por duas vezes os franceses do Lille, em jogos do «playoff» da «Champions», também aqui sem concederem qualquer golo - Fabiano continua invicto na baliza portista.

15:15. Rui Vitória também aflorou a questão da motivação que cerca a equipa de Guimarães e sua respectiva massa adepta: «A cidade está em festa, estamos muito entusiasmados, com a uma vontade imensa de vencer, vai ser um jogo difícil frente a excelente equipa», afirmou, antevendo ainda assim muitas dificuldades: «O estilo de jogo do FC Porto assenta na posse de bola, procurando enorme desgaste do adversário, e depois dar a estocada final com os finalizadores. Dá um desgaste físico e mental ao adversário».

15:05. Prevê-se casa cheia no Estádio Dom Afonso Henriques, o que traduz o sentimento de excitação da massa adepta vimaranense, incentivada com a boa campanha na Liga até agora. A equipa de Rui Vitória está a exibir-se com tarimba e o treinador portista Lopetegui já avisou os seus jogadores, afirmando que o Vitória «está em estado de graça e que tem um ambiente no seu estádio muito hostil para os seus adversários. Penso que há ingredientes suficientemente atractivos para um jogo extremamente exigente para nós».

14:55. O FC Porto também elaborou um registo imaculado: três vitórias sem sequer ter sofrido um único golo, batendo o Marítimo (2-0), Paços de Ferreira (0-1) e o Moreirense (3-0). O grande destaque exibicional da formação de Lopetegui tem sido a ascensão categória do jovem Rúben Neves, de 17 anos, e o instinto letal de Jackson Martínez, que soma 4 golos no campeonato e lidera a tabela de artilheiros.

14:45. O Vitória SC chega à quarta jornada com um registo feito de vitórias e exibições convicentes: 3 jogos e um total de 9 golos marcados, veia ofensiva a pulsar com força e vertente defensiva segura, apenas um golo sofrido até agora. A formação vimaranense bateu o Gil Vicente (1-3), Penafiel (3-0) e Belenenses (0-3), com destaque para as performances de André André, Bernard Mensah, Hernâni e Alex.

14:30. A partida colocará frente-a-frente duas equipas que ainda não sabem o que perder pontos na Liga; Porto e Vitória SC contam 9 pontos, resultado de três vitórias consecutivas, ou seja, ambas tiveram um arranque perfeito no campeonato português. Juntamente com o Rio Ave foram as únicas equipas a atingir tal feito. Caso haja um vencedor esta tarde, a Liga conhecerá um isolado comandante da classificação.

14:20. Sejam bem-vindos a mais uma transmissão VAVEL.com, esta tarde acompanharemos o jogo da quarta jornada entre Vitória de Guimarães e FC Porto, dois líderes da Liga que tentam isolar-se na tabela classificativa. Siga todos os lances e toda a emoção da partida, que se jogará no Estádio Dom Afonso Henriques, às 17 horas.

VAVEL Logo
CHAT