Resumo da jornada: quem joga primeiro, aproveita melhor
Talisca foi o goleador da jornada (Foto: SL Benfica)

Resumo da jornada: quem joga primeiro, aproveita melhor

Jogada a 4ª jornada da Liga ZON Sagres, sai feliz o Benfica de Jesus que se encosta na liderança, ao lado do Rio Ave, mas também do Vitória de Guimarães e Porto, que ao empatarem entre si abriram espaço para as águias. Atrás segue o Sporting, à custa do empate em casa frente ao Belenenses.

maraguerra
Mara Guerra

A paragem do campeonato (em virtude do jogo da Selecção Nacional contra a Albânia) trouxe à tona um Benfica mais competitivo, que, ao inaugurar a 4ª jornada, não se adivinhava goleador. Equipa com mazelas e ainda à procura de eficácia em sectores preponderantes, enganou os prognósticos numa noite em que tudo lhe correu de feição. Jesus, em banco enfraquecido, começou cedo a sorrir com um toque de mestria de Sálvio ao inaugurar o marcador. Depois, encontrou em Talisca um goleador de Hat-trick e ainda deu a oportunidade a Ola Jonh para que marcasse o último da noite.

0-5, foi o resultado dilatado de uma viagem encarnada a Setúbal, terra que viu o seu clube com maus olhos. No final, os sadinos eram um grupo exausto, que não consegui marcar passo para acompanhar o visitante, e carrega, agora, a soma débil de 4 pontos na competição. Por seu turno, o Benfica recuperou do empate da última jornada com o Sporting e cumpriu, para aguardar o resto do fim-de-semana e subir na tabela.

Divisão de pontos em Lisboa

Se o Sado trouxe maré cheia de golos, Lisboa assistiu á escassez de tentos, no passado sábado. Num jogo morno, em Alvalade, Sporting e Belenenses dividiram cortesias: um golo e um ponto para cada. E se a atitude permissiva dos azuis em muito contribuiu para o resultado final, a ineficácia ofensiva dos da casa acabou por ditar um percurso ingrato neste início de temporada. O Beleneses deslocou-se para segurar quanto podia, o Sporting de Marco Silva, assumindo uma postura claramente defensiva, sem galanteios de quem quer surpreender, mas felizardo por conseguir beneficiar das fragilidades vizinhas. Ainda consegui estar a vencer, pelos pés de Deyverson aos 28’, mas logo permitiu Slimani marcar aos 35’.

Para os do Restelo, o empate traduziu-se na descida ao 7º lugar, segurado com os mesmos 7 pontos que o equiparado Sporting de Braga, cuja deslocação a Arouca resultou na derrota por 1-0. Ainda assim, terminam a jornada acima do Sporting, a quem pesa mais o resultado obtido. Os leões somam apenas 6 pontos, que expressam, numericamente, o desperdício de metade dos possíveis na prova. Analiticamente, a equipa construída por Marco Silva necessita de uma demostração de eficácia, para calar crescentes críticas.

4 jornadas, 4 líderes

Domingo, era o dia previsível para a ascensão de um líder isolado. O Vitória de Guimarães recebia o Porto com empate classificativo de 9 pontos, pelo que a vitória de um dos do norte receberia recompensa maior. Contudo, o registo de mais um empate na jornada, trouxe uma liderança quadripartida a 10 pontos. Para além de beneficiar o Benfica, regozijou-se o Rio Ave, que apesar do empate  (1-1) com o Moreirense, ocupa o 1º lugar na tabela.

Jackson Martinez inaugurou o marcador em Guimarães já no decorrer do 2º tempo, assumindo-se como goleador primeiro do campeonato, mas sem conseguir imprimir alento a uma exibição morna para os dragões, que lhes custou a primeira perda pontual. Os vimaranenses marcaram, de seguida, na conversão de uma grande penalidade, que lhes bastou para assegurar também o papel de líder.

Na 4º ronda do campeonato, destaque ainda  para o Marítimo, que sobe a «linha da Europa», estacionando no 5º lugar com apenas menos um ponto que os primeiros, depois de ter vencido por 2-0 o Penafiel, que é último e ainda não pontuou na prova. Outra das figuras da ronda foi o central canarinho Bruno Miguel, que, ao bisar, ofereceu a vitória ao Estoril diante do Nacional da Madeira.

VAVEL Logo
CHAT