Regressa o derby da Invicta
Duelo nortenho volta aos palcos da liga nacional

Regressar e romper com a tradição

Foi na temporada de 2007/2008 que o Boavista visitou pela última vez o Estádio do Dragão numa partida a contar para o campeonato nacional, acabando por perder a partida por 2-0; a derrota é, de facto, o resultado mais frequente dos axarezados aquando da visita ao vizinho portuense.

Com efeito, nós últmos dez confrontos em casa do dragão, os azuis-e-brancos venceram por oito vezes; o Boavista conta apenas com dois triunfos, o último dos quais na época 2004/2005, quando um golo tardio de Cafú deu os três pontos aos boavisteiros. (foto: boavistafc.blogs.sapo.pt)

Sete anos passaram e muito se passou, especialmente para os lados do Bessa; após alguns anos de travessia no deserto, o Boavista regressou esta temporada ao escalão maior do futebol nacional e parece estar a ter algumas dificuldades no arranque da temporada. Não é fácil reconstruir uma equipa para competir na primeira liga portuguesa num curto espaço de tempo e a conquista de apenas três pontos nas primeiras quatro jornadas, parece ser indicador de que a equipa parece apresentar algumas dificuldades em fazer frente ao nível e competitividade do primeiro escalão.

Apesar do arranque em falso, a verdade é que a equipa treinada por Petit tem vindo a demonstrar evolução no seu futebol, e também uma rápida adaptabilidade à sua nova realidade; o crescimento dos axadrezados culminou com a primeira vitória para o campeonato, na semana passada, diante da Académica. (foto: maisfutebol.iol.pt)

Apesar do crescendo da sua equipa, Petit tem a perfeita noção da diferença actual entre os dois emblemas, assim como do momento actual do adversário. Contudo, o técnico português sublinha também a curva ascendente da sua equipa, assim como a intensidade dos desafios entre dragões e axadrezados.

«Obviamente o FC Porto é favorito, mas com muita humildade e trabalho, vamos ao Dragão com vontade de surpreender. É natural que eles estejam moralizados pela vitória alcançada, mas são competições diferentes, onde os jogadores muitas vezes se transcendem. Por outro lado, a minha equipa também chega moralizada, com a vitória na última jornada. Um dérbi é um dérbi, é um jogo onde todos querem estar e é sempre desafio interessante. Eu tenho saudades de estar no campo num jogo destes. São jogos sempre especiais. Os resultados são sempre imprevisíveis.» .

Em relação ao onze, Brito e Pouga são as principais dúvidas. Ambos os jogadores saíram a meio da partida com a Académica por motivos físicos. Apesar de Petit ter desvalorizado a situação, ambos os jogadores podem ter em causa a sua participação no derby da cidade do Porto.

Equipa provável

Proibido desacelerar

A vitória de quarta-feira para a Liga dos Campeões ainda faz eco pelos lados do Dragão, afinal de contas, não é todos os dias que se marcam seis golos numa noite europeia. Após a gloriosa noite de Liga dos Campeões, os azuis-e-brancos regressam à competição interna e...local; o adversário é o regressado Boavista, em mais uma edição do derby portuense.

Apesar de serem jogos de provas diferentes, é difícil dissociar ambas as partidas no que ao momento positivo dos dragões diz respeito. Tendo em conta a discrepância de qualidade de ambos as equipas, os adeptos portistas estarão certamente à espera de mais um passeio dos dragões, desta vez diante do clube do Bessa.

Mas esse sentimento parece não ser partilhado por Lopetegui; o treinador portista fala da importância do jogo de sábado, e antevê uma partida equilibrada, diante de um adversário motivado e com a moral em alta. (foto: ASF)

«É um dérbi importante com muita história e muitos jogos demonstram que foram sempre dérbis muito equilibrados. Nos últimos 13 jogos, houve sete 1-0. O Boavista vem reforçado de uma vitória em casa no último jogo. Esperamos um adversário com muita intensidade e energia, é um jogo realmente importante para ambos os clubes».

Para a recepção ao Boavista, o técnico espanhol deixou de fora Alex Sandro, para o seu lugar entrou o espanhol José Angél.

Lista de convocados

Guarda-redes: Fabiano e Andrés Fernandez

Defesas: Maicon, Danilo, José Ángel, Marcano e Martins Indi

Médios: Casemiro, Ruben Neves, Herrera, Evandro, Quintero e Brahimi

Avançados: Jackson Martínez, Quaresma, Tello, Aboubakar e Adrián López

Equipa Provável

VAVEL Logo