GP do Japão - Antevisão
Suzuka é um dos palcos de excelência do calendário ( foto: XPB)

GP do Japão - Antevisão

Entre as ameaças meteorológicas e a tempestade no mercado, com o anúncio da ida de Vettel para a Ferrari, foi mais uma vez a Mercedes que não se fez rogada e ocupou a primeira linha para o GP do Japão. Nico Rosberg superiorizou-se a Lewis Hamilton e parece apontado a recuperar a liderança do campeonato mundial de pilotos.

fabiocostamendes
Fábio Mendes

A grande novidade para este fim de semana em Suzuka é a revolução na Silly season, com a partida de Vettel da Red Bull para a Ferrari. Todo um turbilhão se inicou com esta noticia e agora as casas de apostas estão ao rubro. Para onde irá Alonso? McLaren é o destino mais certo. Quem se ficou a rir foi Kvyat que ganhou lugar na Red Bull. Mas quem irá ocupar o seu lugar? Tudo para definir em breve.

Quanto à corrida, é complicado fazer prognósticos, pois é esperada uma corrida à chuva e nem é certo que ela aconteça. A chegada do tão falado tufão irá colocar problemas aos pilotos e à organização. Mas esquecendo esse pormenor o que podemos esperar da corrida?

Mercedes mais uma vez favorita à vitória ( foto XPB)

Os Mercedes estarão como sempre na linha da frente. O carro mostrou-se mais uma vez inatingível para os demais adversários e como tal a habitual lutra Rosberg vs Hamilton estará no menu. Rosberg leva vantagem sobre o britânico e na qualificação deu uma porrada valente em Hamilton. O alemão está de “faca na boca” para corrigir a desistência em Singapura e parece bem encaminhado.

Os Williams parecem os candidatos aos melhores “não Mercedes”. Ao contrário do que se poderia esperar, o FW36 mostrou-se à vontade na pista japonesa, graças a um pacote de melhorias aerodinâmicas que favoreceram em muito o andamento do carro. Bottas continua a ser o homem mais rápido e parece ser o mais forte candidato ao 3º posto do pódio.

A Red Bull está a desiludir. O RB10 é um carro forte em curvas rápidas como é o caso das curvas de Suzuka mas este ano o carro está se a dar mal. A falta de potencia do motor Renault obriga a retirar apoio aerodinâmico do carro que o leva a ser menos estável e como tal a perder mais tempo. O andamento do Red Bull foi equivalente ao do McLaren ou do Ferrari de Alonso. Como tal um passo atrás.

Estas serão as ultimas corridas de Alonso pela Ferrari ( Foto XPB)

Ferrari e McLaren aparecem equiparadas, com rendimentos semelhantes sendo que a luta pelo top 5 poderá tornar-se difícil. Não há vantagem clara para nenhuma das equipas e só o talento dos pilotos poderá ser factor de desempate, o que coloca Alonso na linha da frente. A Force India terá um fim de semana dificl, com um carro que claramente não gosta deste tipo de traçado. Lugares pontuáveis serão uma vitória para a equipa. A Toro Rosso deverá lutar com a Force India pelo lugar no top 10 com Kvayt a ser o principal concorrente a esse lugar.

A luta pelo 10º lugar continua acesa ( foto: S/D)

Sauber, Marussia, Lotus e Caterham deverão ter desempenhos fracos, como tem acontecido ao longo do ano. Ericsson está a mostrar algo mais fazendo melhor que Kobayashi mas não embandeiramos em arco com este piloto. A Marussia deverá contar com Bianchi para mais um resultado favorável e a Lotus terá serias dificuldades pois o carro mostrou-se muito complicado de conduzir.

São estes os dados disponíveis por enquanto, mas numa época tão recheada de surpresas tudo pode mudar, mais ainda com pista molhada. Motivos mais que suficientes para acordar cedo e ver a corrida num traçado simplesmente fantástico como o de Suzuka. Fazem falta mais pistas assim.

VAVEL Logo
CHAT