GP do Japão – Análise possível num dia cinzento para a F1
Uma tarde que se tornou demasiado sombria ( foto: XPB Images)

GP do Japão – Análise possível num dia cinzento para a F1

Ainda com os acontecimentos de ontem a assombrar as mentes dos fãs, fazemos a análise às prestações das equipas em Suzuka.

fabiocostamendes
Fábio Mendes

Ainda é difícil para os fãs da F1 fazer qualquer tipo de juízo sobre o que aconteceu ontem. Toda a gente está em choque ainda. Jules Bianch, o talento que milita na Marussia sofreu uma terrível partida do azar e perdeu o carro no único sitio onde não o poderia ter feito. As imagens começam a aparecer e de facto são arrepiantes. É até difícil de acreditar que o piloto ainda esteja vivo e mais ainda que ninguém tenha sofrido outro tipo de consequência (os comissários de pista por exemplo). Mas já falaremos sobre isso.

Mercedes

Hamilton alargou a sua vantagem no campeonato ( Foto: XPB Images)

Sem concorrência à altura, estava visto que a luta entre os dois pilotos seria um dos pontos de interesse. Rosberg vinha motivado com uma excelente pole, mas durante a corrida não soube tratar os seus pneus intermédios e começou a sofrer de sobreviragem, o que num circuito como Suzuka é ainda mais difícil de gerir. Hamilton por sua vez geriu melhor os pneus e o ritmo e soube atacar no momento certo fazendo uma excelente ultrapassagem cavando logo de seguida um fosso que Rosberg nunca mais conseguiria atenuar. Vitória merecida e a liderança aumentada em alguns pontos.

Red Bull

Red Bull arriscou na afinação e deu-se muito bem ( Foto: XPB Images)

Arriscaram numa afinação para pista molhada, o que lhes retirou competitividade em qualificação no piso seco, mas rendeu muito em corrida. Ricciardo e Vettel passaram como quiseram pelos Williams que em piso molhado não têm os mesmos argumentos. A sorte sorriu a Vettel, quando Button teve problemas na paragem para pneus. Senão teria de passar JB no braço e já se sabe que isso não é fácil, Ricciardo que o diga que teve de suar para o passar. Mas Vettel esteve bem, num fim de semana em que anunciou que ia mudar de equipa e Ricciardo continuou a confirmar a sua candidatura ao melhor piloto a ultrapassar. O australiano consegue sempre as melhores manobras.  Um fim de semana bom para a equipa.

McLaren

Button voltou a fazer uma exclente corrida ( Foto: XPB Images)

Button voltou a provar que tem ainda muito para dar à F1. É sem duvida o piloto mais inteligente em pista e a troca de pneus logo quando o Safety Car saiu de pista é a prova disso. Com esta decisão passou para 3º sem ter de suar. Geriu de forma brilhante os pneus e teve o azar do lado dele mais uma vez quando foi obrigado a trocar de volante o que o levou a perder demasiado tempo, vendo passar Vettel e ficando à mercê de Ricciardo. Mas esteve sobrebo Button e provou que ainda tem qualidade para lutar por um titulo. Já Magnussen acumulou azares e erros. Uma tarde para esquecer do jovem dinamarquês, onde nada correu bem.

Williams

Williams não se deu bem com a chuva ( Foto: XPB Images)

Dado o cenário que se colocou à equipa, o resultado não é nada mau. O carro não tinha cabedal para segurar um Red Bull preparadíssimo para a chuva e a dupla de pilotos da Williams conseguiu o melhor resultado possível. Não foram brilhantes, mas também não comprometeram. Há dias assim em que mais vale jogar pelo seguro. E tanto Bottas como Massa souberam ler isso de forma excelente e conseguiram levar a água ao seu moinho. Um bom resultado.

Force India

A Force India voltou às boas prestações ( Foto: XPB Images)

Hulkenberg andava tímido e desaparecido mas ontem voltou a aparecer. Excelente recuperação e bom resultado, no regresso aos pontos do alemão. O carro mostrou logo sinais que não gostava muito da pista mas o talento de Hulk tratou de o fazer mudar de ideias , fazendo uma excelente prova. Perez em 10 também esteve bem, teve boas lutas e boas ultrapassagens e o 10º lugar é também um bom resultado. A Force India regressou aos fins de semana positivos e isso saúda-se.

Toro Rosso

Kvyat está a despedir-se da Toro Rosso para voltar à casa mãe ( Foto: XPB Images)

O futuro homem da Red Bull tratou de confirmar que foi a escolha certa para a vaga de Vettel. Kvyat esteve bem mas já se sabe que em piso molhado não há como Vergne. O francês ganha outro encanto à chuva e consegue sempre ser melhor que os outros. Se fosse sempre assim o lugar da Red Bull era seu de certeza. 9º e 11º não é um mau resultado para a equipa satélite da Red Bull. Falta agora conhecer quem vai ocupar a vaga de Kvyat na equipa para o ano que vem. Deve ser o único ponto de interesse pois ao nível do campeonato as coisas parecem mais ou menos definidas.

Ferrari

Mais uma desistencia para Alonso num fim de semana péssimo para a Scuderia ( Foto: XPB Images)

Um dia para esquecer. Alonso ficou outra vez fora de combate, desta vez na volta 3, com o carro a perder qualquer energia eléctrica. Se Alonso tinha dúvidas que é melhor sair se calhar desfez definitivamente as dúvidas. A Ferrari não consegue dar-lhe um carro para lutar pelo titulo e este ano nem um carro fiável lhe conseguiu oferecer. Quanto a Kimi… andou pela pista perdido sem ninguém dar por ele. Não é este o Kimi que estamos habituados. Muito mau fim de semana. Mais ainda quando se vê um futuro piloto ter um acidente gravíssimo.

Sauber

Continua a campanha penosa da Sauber ( Foto: XPB Images)

Gutierrez fez uma boa prova. O 13º não dá pontos mas dá algum animo e crédito ao piloto. Já Sutil não conseguiu acabar mais uma prova. A chuva aumentou no final da corrida e o alemão perdeu o carro, naquele que iria ser o ponto chave para o desfecho dramático da prova. De realçar a compostura e a forma como Sutil encarou  a situação e se mostrou aos media. Nunca é fácil ver um colega de profissão ter um acidente destes mais ainda quando se assiste na “primeira fila”. Sutil pode não ser grande piloto, mas mostrou ser um grande homem ao não dar pormenores desnecessários sobre o acidente.

Lotus

Lotus sem melhorias este fim de semana ( Foto: XPB Images)

Não se esperava mais da equipa. O carro é fraco e a pista era exigente. Nem com chuva deu para fazer uma gracinha. Gorsjean e Maldonado lutaram é certo mas não foi suficiente. 2014 é mesmo para esquecer e fazer reset.

Caterham

Kobayashi não brilhou em casa ( Foto: XPB Images)

Ericsson começou mal a corrida fazendo um pião enquanto o SC estava em pista, mas recuperou e voltou a fazer melhor que Kobayashi que a jogar em casa voltou a não dar nas vistas.

Marussia

Todos os pensamentos com Jules Bianchi ( Foto: XPB Images)

Chilton que nos perdoe, mesmo tendo ficando em 18º, mas é difícil não falar do caso de Bianchi. O jovem talento está a lutar pela sua vida num hospital japonês e terá pela frente um processo de recuperação que será sempre difícil. A Marussia nisto não tem sorte. Já Maria de Villota teve um acidente parecido ao qual sobreviveu mas cujas sequelas deixaram marcas profundas e nunca saradas. Agora Bianchi. A equipa que estava a ter um desenvolvimento francamente positivo sofre assim mais um grande revés. Mas isso agora é secundário. Estamos todos a torcer para que Bianchi consiga ganhar esta prova. Estamos contigo Jules.

FIA:«

A FIA volta a ficar mal na fotografia ( Foto: XPB Images)

Culpas para a organização que foi inflexível ao não deixar antecipar a corrida, sabendo à partida que as condições climatéricas iam ser difíceis de gerir, mesmo com 2 pedidos por parte da FIA e culpa da FIA por ter um veiculo estranho em pista, nestas condições, sem ter um SC em pista. Está nas regras e a FIA que umas vezes cumpre as regras à risca desta vez por algum motivo facilitou. Há que pensar também em evitar usar este tipo de tractores. No ano passado um comissário de pista morreu, este ano aconteceu isto.  Se estes engenhos passam a ser perigosos tem de ser usados outro tipo de solução.  Este ano infelizmente já andava a prometer. Massa andou aos papeis de forma violenta por 2 vezes, Kimi também esteve perto da tragédia. Pareciam sinais. 

VAVEL Logo
CHAT