FP1 e FP2 do GP da Rússia: Rosberg e Hamilton revezam-se na liderança
Lewis Hamilton foi o mais rápido nos FP2 (Foto: in skysports.com).

FP1 e FP2 do GP da Rússia: Rosberg e Hamilton revezam-se na liderança

A Mercedes continua líder de tempos no campeonato mundial de F1. Na estreia da Rússia no calendário, Rosberg foi o mais rápido na primeira sessão de treinos oficial em Sochi, enquanto que Hamilton se mostrou imbatível na segunda sessão.

hugopalmeida
Hugo Picado de Almeida

O primeiro GP da Rússia arranca este fim-de-semana, mas o novo capítulo do calendário mundial não promete trazer diferenças significativas à história do mundial de pilotos. A Mercedes continuou dominante, apesar de Rosberg ter sido ultrapassado perto do final de segunda sessão de treinos no traçado de Sochi.

O estreante circuito russo apresentou-se inicialmente algo derrapante, com vários pilotos a sofrerem despistes e a falharem os limites da pista, mas à medida que a borracha se foi depositando na pista a tracção melhorou e os pilotos tornaram-se mais rápidos.

Rosberg iniciou dia na liderança

Nico Rosberg tinha até sido o mais rápido no fecho dos FP1: 1m 42.311, seguido necessariamente por Hamilton, que foi apenas 0,065 mais lento. Button foi surpresa, ao ser o 3º mais rápido, a menos de 0,2s dos Mercedes, tendo até o McLaren do inglês chegado a liderar a sessão. Alonso foi o único outro piloto a rodar no segundo 42.

Destaque para Sergey Sirotkin, que se estreou em fins-de-semana de GP. O piloto de reserva da Sauber, com apenas 19 anos, pilotou o C33 de Esteban Gutierrez, conseguindo um muito positivo 17º lugar, com o tempo de 1.45:032

Pneus, Magnussen e Alonso separam Mercedes

Na segunda sessão de treinos, os protagonistas inverteram-se, mas a Mercedes não largou a liderança. Hamilton foi o mais rápido, assim como a globalidade dos tempos. O inglês cortou cerca de 3 segundos ao seu anterior tempo, sendo o único a rodar no segundo 39.

O inglês atingiu a melhor marca com pneus macios, batendo por quase dois segundos o anterior tempo de Rosberg, então assinado com pneus médios.

Também de nomes trocados, a McLaren continuou a surpreender, vigiando de perto os dois Mercedes, e acabando a sessão com Magnussen a intrometer-se entre os homens das Flechas de Prata, ao marcar um tempo de 1.40:494 e segurar o segundo melhor registo do dia. Fernando Alonso cobrou também a Rosberg o uso de pneus médios. Nos últimos trinta minutos da sessão, o espanhol que deverá estar de saída da Ferrari colocou-se em terceiro lugar, depois de, em pneus macios, registar 1.40:504.

Daniil Kvyat, o piloto da casa, que tem até uma bancada com o seu nome no novíssimo circuito de Sochi, fechou o dia num muito honroso 8º posto para o seu Toro Rosso.

Sebastian Vettel, piloto que estreou o traçado após a sua conclusão, já este ano, foi uma das desilusões do dia, ao ser apenas 9º classificado (nos FP1 tinha sido 14º). O dia não foi efectivamente feliz para a Red Bull, já que Daniel Ricciardo fechou a tarde num distante 13º, após uma falha mecânica na curva 11, que motivou bandeiras vermelhas.

VAVEL Logo
CHAT