Bernardo: da II Divisão à Champions sem passar pela 'casa partida'

Bernardo: da II Divisão à Champions sem passar pela 'casa partida'

Há pouquíssimos meses exibia o seu futebol na II Divisão portuguesa, na equipa B do Benfica. Agora, dois meses depois do arranque da temporada, passeia a sua classe precoce pelos campos da cintilante Liga dos Campeões: Bernardo Silva foi do Benfica B para a «Champions» sem passar pela casa partida...A formação A do clube que o formou.

vavel
VAVEL

O jovem prodígio formado no Benfica é caso raro: das provas dadas na formação secundária das «águias», Bernardo Silva saltou para a ribalta luminescente da grandiosa Liga dos Campeões, onde os talentos mais cintilantes pontificam. Bernardo transferiu-se do Benfica para o Mónaco, a título de empréstimo, e tem agarrado as chances dadas por Leonardo Jardim - o jovem luso internacional sub-21 é cada vez mais preponderante na equipa do principado.

Adiado no Benfica mas útil no Mónaco

Incontornável craque do Benfica B, o franzino Bernardo impressionou os responsáveis do Mónaco e aí mereceu a confiança do técnico, algo que nunca se sucedeu na equipa que o viu nascer para o futebol profissional. Aos 20 anos, o médio ofensivo já provou o sabor da responsabilidade de actuar na «Champions League», não tendo, como se esperava, deixado os seus créditos por mãos alheias.

«Neste momento, o Bernardo é uma opção válida, pelas suas características. E não, não veio pela minha mão; há outros responsáveis, apesar de me informarem do caminho das negociações. O Bernardo é utilizado porque, dentro daquele contexto, tem competência», afirmou ontem Jardim quando instado a explicar a utilização abundante do médio canhoto.

Brilho internacional não deixa enganar: Bernardo é craque

O pequeno génio internacional sub-21 tem estado sob o foco dos holofotes da imprensa, não só pela crescente importância no clube monegasco mas também pela valiosa contribuição na selecção orientada por Rui Jorge - Bernardo comandou Portugal do meio-campo em diante e sofreu a grande penalidade que permitiu a Sérgio Oliveira abrir a contagem frente à Holanda.

«Sinto-me bastante bem. Cheguei há dois meses e fui bem recebido. Estou a gostar muito de trabalhar neste clube, que é muito bom. Passar de um patamar de II Liga portuguesa para a Liga francesa e a Liga dos Campeões é muito bom. E ainda por cima partilhar o balneário com jogadores que sempre vi jogar na televisão, como o Carvalho e o Moutinho, é muito bom», confessou Bernardo ao site oficial do Mónaco, no passado dia de Outubro.

 

VAVEL Logo
CHAT