Barcelona de Luis Enrique: que diferenças para o de Martino?

Barcelona de Luis Enrique: que diferenças para o de Martino?

Que diferenças conjunturais existem entre o actual Barcelona de Luis Enrique e o antigo de Martino? Vavel.com debruça-se sobre o tema e procura explicações.

paulopereira79
Filipe Paulo

Será um pouco cedo para fazer uma análise táctica a este Barcelona de Luis Enrique em oposição à equipa de "Tata" Martino, mas é isso que nos propomos. A equipa encontra-se, obviamente, com alguns principios já interiorizados, mas em termos defensivos está diferente (também é um facto que não sofrem golos desde o principio do campeonato).

A pressão em todo o campo e em particular junto ao homem que tem a bola que não será algo de novo, já que este principio já acontece há muitas épocas (desde Rijkaard que isso é feito). Já Busquets tem nova posição, quando a equipa ataca em ataque organizado ele torna-se um 3º central tal como o Benfica de Jesus. Isso enquanto a equipa tem a bola em lugares mais "atrasados" e entre os centrais, ou seja a organização e "pensar" do jogo passa muito pelo médio mais defensivo. Convenhamos que a equipa ainda não têve jogos em que tivesse que defender muito, a questão tem passado muito por atacar bem. A grande diferença estará talvez na atitude que os jogadores metem em cada lance e em cada jogo.

Luis Enrique será um treinador mais carismático do que Martino, afinal ele foi um dos melhores jogadores do Barcelona e alguém que passou do "inimigo" Real Madrid para os "blaugrana". A aposta de Luis Enrique nos jovens tem dado proveito, com Munir, Bartra e Sergi Roberto a fazerem parte do "onze" titular várias vezes. O treinador espanhol faz uma grande rotação de jogadores e tem sido raro o jogo em que entram com os onze jogadores da última jornada. Embora alguns jogadores sejam quase sempre titulares, Claudio Bravo, Piquet, Busquets, Messi, Neymar e o lateral Mathieu.

Nas entradas no clube temos: Marc-André ter Stegen do Borussia M’gladbach, Gerard Deulofeu vindo do Everton (retornou de empréstimo), Rafinha do Celta de Vigo (retornou de empréstimo), Ivan Rakitic do Sevilla, Claudio Bravo da Real Sociedad, Luis Suárez do Liverpool, Jérémy Mathieu do Valencia, Thomas Vermaelen do Arsenal e Douglas do São Paulo. Saidas de relevo temos Fábregas para o chelsea, Alexis Sanchéz para o Arsenal e o trinco Song para o west Ham.

Em termos ofensivos existem mais passes longos que antes embora a equipa joge segundo os parametros do "tiki-taka", jogo quase sempre em passes curtos apoiados, guarda-redes raramente dá um chuto forte para a frente, preferencialmente com posse de bola, laterais subidos a apoiar o ataque, pressão no jogador adversário que tem a bola.

A posição de messi também está diferente, neste momento coloca-se mais atrás, criando espaços para os extremos entrarem, os médios, ou até mesmo os laterais que sobem muito. O Barcelona não está assim tão diferente e, acima de tudo, está mais eficaz em termos defensivos e ofensivos e com uma dinâmica diferente para melhor. Esse tem sido a grande revolução de Luis Enrique na equipa.

VAVEL Logo
CHAT