Leão quer calar revolta com triunfo sobre o Marítimo

Será certamente um Sporting revoltado aquele que neste domingo entrará no relvado de Alvalade. Depois da derrota ao cair do pano em Gelsenkirchen, à custa de um «penalty fantasma», os leões vão querer vingar a injustiça europeia no regresso ao campeonato português, após cerca de duas semanas de interregno.

A vítima, esperam os adeptos leoninos, poderá ser um Marítimo com percurso muito regular ao longo deste início de temporada e que está a apenas um ponto da formação lisboeta, precisamente um lugar abaixo na classificação.

Leão de vocação forasteira volta a jogar em casa

Há praticamente um mês que o Sporting não joga em casa e não será por isso de estranhar que o recinto verde e branco volte a garantir este domingo mais uma grande assistência. Não fossem as saudades argumento já suficiente para encher Alvalade, o sentimento de revolta pela «injustiça de Gelsenkirchen» veio reforçar ainda mais o apoio da massa adepta leonina à sua equipa.

Mas se o «factor casa» confere aos leões lisboetas natural favoritismo para o encontro deste domingo, a verdade é que à 8.ª jornada apenas por uma ocasião se festejou um triunfo no anfiteatro leonino. Foi contra o Arouca, ainda na 2.ª jornada da Liga, e com os três pontos conquistados mesmo à justa com um golo tardio de Carlos Mané.

«Queremos ter capacidade concretizadora também no nosso estádio»

VAVEL Logo