Caterham pede dinheiro para correr em Abu Dhabi
Os administradores da Caterham estão a angariar dinheiro para correr em Abu Dhabi (Foto: CaterhamF1)

No dia em que a Marussia anunciou a sua falência, a Caterham decidiu que iria lançar um projeto de "crowdfunding" para se tentar salvar financeiramente e poder estar presente no grid de Abu Dhabi. Atualmente em administração, a ideia é obter uma quantia inacreditável nos próximos sete dias: três milhões de euros.

Solução inovadora para correr em Abu Dhabi e para além disso

De acordo com a cadeia de televisão Sky, a ideia é arranjar o mínimo para colocar os carros na última prova do campeonato, quer seja através de fãs ou multimilionários que queiram ajudar. No âmbito desta campanha, a equipa criou a hashtag #RefuelCaterham.

«Estamos trabalhar incessantemente para colocar de volta a Team Caterham F1 nas corridas, inicialmente em Abu Dhabi, mas espero que seja apenas um trampolim para recuperá-la, correndo numa base permanente, sob nova direção», começou por dizer o administrador Finbarr O'Connell.

«A fim de alcançar esse objetivo, uma das opções mais inovadoras e eficazes até agora é o crowdfunding. Queremos obter tantos patrocinadores e fãs quanto possível nesta semana que falta e fazer do nosso retorno algo de que todos podemos fazer parte. Esta equipa merece um futuro e eu tenho certeza de que há uma abundância de fãs e empresas lá fora que concordam connosco.», concluiu o administrador.

A Caterham vive sérias dificuldades desde que em Julho Tony Fernandes, empresário malaio, a vendeu a um consórcio suiço-árabe aconselhado por Colin Kolles. Contudo, no início de Outubro, o consórcio decidiu retirar-se de cena, alegando que Fernandes não entregou as acções acordadas, enquanto que este disse que a outra parte não pagou o que devia. No meio disto tudo, a equipa entrou em administração e acabou por não participar nas corridas de Austin e Interlagos, sem que no entanto tenham sido multados por parte da FOM. 

VAVEL Logo