Filipe Anunciação: «adeus» como jogador, «olá» como técnico
Foto: Manuel Araújo

Filipe Anunciação: «adeus» como jogador, «olá» como técnico

O experiente médio do Paços de Ferreira pendurou as botas, terminando a sua carreira de futebolista na passada Quarta-feira. Filipe Anunciação irá abraçar a carreira de treinador, integrando a equipa técnica de Paulo Fonseca no clube pacense.

vavel
VAVEL

O médio português de 35 anos tinha mais um ano de contrato com o Paços de Ferreira mas acedeu ao convite da estrutura técnica do clube e, na passada Quarta-feira realizou o último treino, dando o passo para a nova aventura - Filipe Anunciação irá integrar a equipa técnica do clube pacense, colocando um ponto final na carreira de jogador.

O médio experiente, que representa o Paços de Ferreira desde a temporada 2007/2008, aceitou o convite feito por Paulo Fonseca e dessa feita decidiu pendurar as botas, terminando uma carreira que durou 18 temporadas (contando o arranque da sua vida futebolística, desde os tempos de júnior), dez delas passadas a defender as cores do clube da Mata Real.

Filipe Anunciação irá agora trabalhar directamente com o treinador, tomando as rédeas do treinador-adjunto do clube. O jogador, que actuava como médio defensivo, representava, dentro do relvado, o Paços há sete (e meia) temporadas consecutivas, tendo já passado pela formação dos «castores» entre 1999 e 2001. Formado no Boavista, Anunciação notabilizou-se pela constância táctica e pelo pronto auxílio prestado ao colectivo defensivo.

Acertar o Paços: percurso até encontrar a casa 

O jogador representou o Feirense, em 1998/1999, dando o salto na temporada seguinte, para o Paços de Ferreira, de onde saiu em 2001 - realizou 10 partidas pelos pacenses, provando o sabor dos desafios da Primeira Liga. Representou depois o Desportivo das Aves (apenas jogou uma partida) tendo prosseguido 2002/2003 actuando pelo Boavista, estreando-se então nas competições europeias - actuou por 5 ocasiões na Taça Uefa.

Em 2003/2004, Anunciação realizou uma das mais profícuas temporadas, ao serviço do Boavista: marcou o primeiro golo da carreira, tendo realizado 25 jogos pela equipa axadrezada, 24 partidas na liga e uma na Taça de Portugal. Na temporada seguinte, emprestado pelo Boavista ao Moreirense (da Segunda Liga), o médio jogou 23 partidas, voltando a marcar um tento. 

Seguiu-se novo empréstimo, em 2005/2006, ao seu velho conhecido Desportivo da Aves, onde apenas participou em 4 partidas. Mas a temporada seguinte guardava boas notícias para Anunciação: 29 partidas (27 delas na Liga principal) e três golos para pacenses verem - o clube da Mata Real contratou o jogador, então com 28 anos, fazendo dele pilar defensivo do meio-campo.

No Paços de Ferreira, o jogador disputou 190 partidas, entre 2007 e 2014, granjeando de crónica titularidade e do respeito dos colegas do clube, que se habituaram a ver em Filipe Anunciação a base da estrutura defensiva e um comandante de campo e de balneário cujo carisma, ao longo dos anos, contribuiu para a decisão de Paulo Fonseca em integrar o agora ex-jogador na formação técnica actual.

Fazer parte da época mais brilhante da História dos Paços

O médio fez parte da nau pacense que navegou, em 2012/2013, rumo à mais inesquecível e brilhante temporada da História do clube pacense: a obtenção do terceiro lugar na Liga Portuguesa, a melhor classificação de sempre, com Fonseca ao comando da equipa. Na temporada seguinte, com Costinha ao leme, Anunciação estreou-se no «playoff» da Liga dos Campeões, contra o Zenit.

VAVEL Logo
CHAT