Tévez: o percurso do actual máximo goleador da Serie A

Tévez: o percurso do actual máximo goleador da Serie A

Na segunda-feira marcou dois golos frente ao Nápoles mas os napolitanos levaram a Supertaça nas grandes penalidades após o empate no prolongamento (2-2).

paulopereira79
Paulo Pereira

Carlos Tévez é o melhor marcador da Serie A com dez golos. O jogador da Juventus já passou por grandes clubes como o Manchester United ou os rivais da mesma cidade City. Carlitos Tévez é sinónimo de golos e foi o melhor marcador pela Argentina nas Olimpiadas de 2004 com oito tentos e goleador máximo pelo Manchester City na época 2010/11 com 21 golos.

Quanto a titulos colectivos já venceu muitas competições, no Boca Juniors venceu o Campeonato Argentino, a Libertadores da América, a Taça Sul-Americana (equivalente à nossa Liga Europa) e Taça Intercontinental. Pelo Corinthians foi campeão brasileiro, no Manchester United venceu o Campeonato duas vezes, a Taça da Liga, Supertaça, Liga dos Campeões e Mundial de Clubes. No Manchester City foi campeão, venceu a Taça e a Supertaça e na juventus venceu o Campeonato e a Supertaça. Pela selecção ganhou a Copa América sub-20 e os Jogos Olímpicos. Sobre a selecção disse, «a questão é simples, para mim não há nada mais lindo que jogar pela selecção. Com a camisola celeste e branca vou a qualquer parte, porque gosto de ser o jogador do povo. As pessoas sabem que dou tudo por ela».

Numa pesquisa recente, um quarto dos argentinos elege-o como o jogador em actividade mais querido do país, «é um orgulho que as pessoas me considerem dessa maneira. As coisas que saem de mim são naturais. Dar um autógrafo, uma foto, uma saudação, é algo que não me custa nada e sei que dá felicidade e por isso o faço», diz.

Quando chegou ao Boca Juniors em 1997, clube do coração, afirmou, «adorava estar dentro da Bombonera, atrás dos painéis de publicidade, sentindo o grito dos adeptos. Via de perto Serna, Guillermo, Román. Quando comecei a treinar transformei um sonho que tinha em realidade».

A seguir veio o Corinthians onde foi campeão brasileiro e despontavam jogadores como Roger, ex-jogador do Benfica e Carlos Alberto ex-FC Porto. Esteve dois anos no clube brasileiro antes de se juntar aos ingleses do West Ham juntamente com o compatriota Mascherano, mas a época no clube não foi boa pois a equipa apenas se salvou da descida na última jornada em que Tévez marcou o único golo da vitória em Old Trafford (estádio do Man. United). No Manchester United fez a sua estreia no 1-1 contra o Portsmouth a 15 de Agosto e marcou o seu primeiro golo a 23 de Setembro contra o Chelsea.

Quando foi dispensado dos «Red Devils», continuou a sua carreira no rival Manchester City. «Eles (os adeptos) não sentirão que os traí. Eles têm de se lembrar que, até onde eu sei, fui dispensado pelo United. Assim, tenho de estudar as melhores ofertas à disposição. Depois daquele jogo (uma derrota em casa para o rival Liverpool), Alex Ferguson ignorou-me quase como se eu fosse o culpado», afirmou. Os «Citizens» desembolsaram cerca de 30 milhões de euros e um salário de 120 mil por semana num contrato de cinco anos. Em 2013 desentendeu-se com Roberto Mancini, na altura treinador do Man. City, e saiu para a Juventus.

Pela «Vecchia Signora», no primeiro jogo oficial, marcou o quarto golo na goleada frente à Lazio conquistando a Supertaça. A 24 de Agosto, na estreia no campeonato, marcou na vitória sobre a Sampdoria. Durante este tempo jogou pela Argentina onde tem um total de 65 jogos e 13 golos.

VAVEL Logo
CHAT