Zola: um dos grandes do jogo volta à Serie A italiana
Foto: puntosport.mx

Zola: um dos grandes do jogo volta à Serie A italiana

O treinador de 48 anos vai tentar levar o Cagliari, clube da ilha da Sardenha, a um lugar que lhe permita ficar na Série A. É a primeira vez que Gianfranco Zola vai treinar no principal campeonato italiano.

paulopereira79
Paulo Pereira

Gianfranco Zola é o novo treinador do Cagliari depois da demissão de Zdenek Zeman. Checo que foi demitido após ter perdido em casa com a Juventus 1-3 e que será sempre lembrado pelo seu 4-3-3 do Foggia dos anos 90 em que o «jogo bonito» era efectuado para divertir o público por vezes em deterimento do resultado. O Cagliari torna-se assim no quarto clube a mudar de treinador esta temporada na Série A.

Gianfranco Zola com tarefa árdua pela frente

Zola, antigo goleador, terá uma tarefa complicada pois o clube está em 18º em 20 e tem apenas duas vitórias em 16 jogos, aliás não vence desde final de Outubro. Na 17ª jornada terá uma deslocação complicada ao terreno do Palermo que está em 10º. O clube da cidade natal de Zola precisa de bons resultados e o italiano, que como treinador principal passou pelo West Ham em 2008, os sub-16 italianos em 2011 e o Watford em 2012 vai procurar ser feliz.

Treinador com um percurso de jogador goleador

Como jogador foi um dos melhores do mundo, começou no modesto Nuorese, depois subiu alguns degraus indo para o Torres e começou a sua consagração como um dos melhores no clube do sul de Itália, Nápoles, tendo assumido a titularidade quando Maradona foi suspenso e onde foi campeão na época 1989/90. Depois Parma em 1993 quando tinha companheiros como Faustino Asprilla ou Fernando Couto e venceu a antiga Taça UEFA, actual Liga Europa. No Chelsea ao longo de sete épocas macou 59 golos em 229 presenças tornando-se uma das suas principais figuras. Acabou a carreira em 2005 justamente no clube que agora vai treinar. Pela selecção de Itália jogou 35 vezes e apontou dez golos.

Mas foi no Chelsea que foi considerado um dos melhores jogadores a actuar em Stamford Bridge, estádio dos «Blues», inclusive foi considerado duas vezes o jogador do ano do plantel. Na altura o Chelsea não era um clube de topo mas tinha alguns jogadores de topo como Marcel Desailly, Crespo ou Dennis Wise.

VAVEL Logo